Paróquias da Diocese de Guanhães participam de formação da PASCOM

As transformações provocadas pelas tecnologias digitais têm afetado o jeito da Igreja se relacionar com os fiéis e o mundo em geral. Sentindo a força dessas mudanças, desde 1967 o papa publica uma mensagem para o Dia Mundial das Comunicações. Neste ano, em sua 53ª edição, que ocorrerá no dia 02 de Junho, Francisco escolheu o tema “‘Somos membros uns dos outros’ (Ef 4, 25): das comunidades de redes sociais à comunidade humana”.

Em sua mensagem, o papa reconhece que “desde quando se tornou possível dispor da internet, a Igreja sempre procurou promover o seu uso a serviço do encontro entre as pessoas e da solidariedade entre todos”.

Em sintonia com o papa, a Igreja no mundo todo se coloca em reflexão sobre a mensagem enviada. Sendo assim a Pastoral da Comunicação (Pascom) da diocese de Guanhães realizou, no dia 23 de Março, o Encontro de Formação com Joel Alvarenga, da Rádio Vida Nova FM 91,5 que nos explicou sobre as novas mídias sociais.

Nesta ocasião pudemos tratar sobre a articulação e atuação da Pastoral da comunicação em nossa diocese; aproveitando a presença de pessoas que já trabalham na PASCOM, se interessam por ela ou possuem um carisma especial para evangelizar através dos variados meios de comunicação nas dioceses e paróquias.

O papa Francisco, profeticamente, insiste em conjugar a “cultura do encontro” e “cultura digital”. Afinal de contas graças às “maravilhosas invenções da técnica” (Inter Mirifica) as barreiras da distância são vencidas e podem nos ajudar a sentir-nos mais próximos uns dos outros, favorecendo a evangelização ultrapassando as fronteiras geográficas, culturais e digitais. Com tantas transformações surge o “continente digital” o qual precisa ser evangelizado.

O ambiente digital é lugar de encontro entre pessoas cujos anseios e desafios não são virtuais, mas reais e com necessidade de uma reposta concreta. O campo digital se torna, assim, ambiente de apostolado tendo em vista que “não se trata de uma rede de fios, mas de pessoas” na qual se comunica vida. É lugar onde podemos fazer uma boa experiência de evangelização tendo em vista que evangelizar não é transmissão da fé, mas o testemunho.

Os primeiros cristãos souberam ser bons comunicadores, pois comunicaram pelo testemunho. “Pregue o Evangelho em todo tempo – disse São Francisco – Se necessário, use palavras”. Neste encontro formativo nos foi lançado o desafio de entender que a autêntica evangelização se dá, em primeiro lugar, através do testemunho. A comunicação na Igreja deve ser norteada pela “cultura do encontro” e o testemunho, a fim de não somente comunicar, mas priorizar a evangelização: “todos têm o direito de receber o Evangelho. Os cristãos têm o dever de o anunciar, sem excluir ninguém, e não como quem impõe uma nova obrigação, mas como quem partilha uma alegria, indica um horizonte estupendo, oferece um banquete apetecível.

 

 

 

Texto: Padre Bruno Costa Ribeiro,
assessor diocesano da PASCOM

Foto: Rádio Vida Nova FM 91,5

Curta Nossa Fanpage:

Empresas que possibilitam este projeto: