Virginópolis

Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio
alt
VIRGINÓPOLIS/ MG
PADRE JOSÉ APARECIDO DE PINHO
Comunidades: Sapucaia, Boa Vista, São Bento, Samora, São Filipe Lacerda, São Filipe do Lincoln, Zé do Saulo, Soares, São Pedro, Pinga-fogo, Betuminho, São Francisco,
Macaco, São José, Vila Santo Agostinho, Cachimbo, Sapé, Lavrinha e Sucavão, Paulus.
A Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio em consonância com o plano de evangelizaçãoda diocese, desenvolve as seguintes ações pastorais:
Formação bíblico teológica: Curso Bíblico nas terças-feiras, às 19 h no salão paroquial.
Encontro de lideranças rurais no 4º sábado às 13hs. e Encontro com Lideranças dos Grupos de Reflexão. Alunos na Escola de Teologia da Área Pastoral São Miguel
Formação litúrgica: Estudo com os leitores e Ministros da Palavra. Estudo de liturgia, ensaio dos corais três vezes por semana.
Formação sócio política: Grupo fé e política com reuniões mensais
Projetos sociais financiados pela Cáritas Paroquial
PROJETOS SÓCIO-CULTURAIS DA PARÓQUIA
Projeto Folia dos Reis e do Divino
O projeto tem como objetivo resgatar tradições folclóricas e religiosas da cidade de virginópolis por ocasião dos meses de dezembro e janeiro, animando e embelezando as festas natalinas e, na Festa do Divino Espírito Santo, por ocasião de Pentecostes. Este grupo também anima Os Grupos de Reflexão em seus encontros periódicos.
Projeto Arte de Pintar
Desenvolve trabalhos artesanais de pinturas que são vendidos em quermesses ou nas casas, despertando assim o interesse e o prazer pela arte de pintar em tecidos. A principal meta, contudo, é a socialização, a vivência de valores ew educação das crianças e adolescentes envolvidos.
Projeto escola de Futebol em Virginópolis
Propõe resgatar meninos e meninas em situação de carência através da prática de esportes. Além da diversão e do lazer, as atividades educativas podem despertar nas crianças o interesse pelo esporte profissional.
Projeto escola de Futebol em Sapucaia
Propõe resgatar meninos e meninas em situação de carência através da prática de esportes. Além da diversão e do lazer, as atividades educativas podem despertar nas crianças o interesse pelo esporte profissional.
Projeto Cáritas na Oficina do Menor
A Oficina Escola do Menor é uma entidade que dá às crianças e adolescentes a oportunidade de aprender uma profissão através das oficinas de marcenaria e velaria. E paróquia vem ajudando esta entidade custeando a oficina de pintura em tecido.
Projeto Horta da APAE
Propõe o cultivo da terra, coordenação mototora, socilaização e reforço na alimetnação da entidade.
Projeto Esperança
Presta apoio necessário e possível, ás adolescentes em situação de risco social, grávidas, mães lactantes até um ano e seus filhos, promovendo o desenvolvimento pessoal e social através de ações de caráter educativos em oficinas formativas e oficinas de pintura e culinária.
Projeto Ministérios das Artes Nova Geração
Leva os adolescentes à vivencia dos valores humanos e cristãos através da dança ou expressão corporal e artes cênicas.
Artesanato da Pastoral Carcerária
O projeto tem como principal objetivo dar aos presos uma oportunidade de aproveitar o tempo ocioso nas prisões de forma produtiva, além de proporcionar aos detentos captação de recursos para subsidiar suas necessidades pessoais.
Pastorais, Ministérios, Conselhos e Movimentos paroquiais:
Ministros da Eucaristia e da Palavra, Conselho Paroquial, Pastoral da Criança, Pastoral dos Enfermos, Pastoral Carcerária, Pastoral da Juventude, Cáritas Paroquial, Pastoral do Dízimo, Corais para as missas, RCC, Conferência de São Vicente.
Histórico
O nome de Virginópolis foi dado ao Município em homenagem à Virgem Santíssima, formado pelas palavras Virginis (do latim virgo) e polis,do grego (cidade). O primeiro nome dado do município foi N. Sra. do Patrocínio de Guanhães. Um dos desbravadores – reza a história – doou a N. Sra. uma área aproximadamente de oitenta litros de terra para se erigir a capela de madeira, coberta de palmeiras. Para a escolha do lugar a ser edificada a referida capela, surgiu uma controvérsia entre os habitantes do lugar. Uns queriam que fosse erguida no local onde é hoje a Rodoviária, outros optaram para o local onde está hoje a nossa majestosa Matriz de N. Sra. do Patrocínio. Na contenda da escolha, Félix Gomes de Brito, que tinha doado terreno, serviu-se de um ardil: sendo todos os habitantes do lugar católicos romanos, e valendo-se da fé de seus companheiros, colocou, num copo de madeira ali existente no local de sua preferência, uma imagem de Nossa Senhora do Patrocínio, de quem era muito devoto. Encontrada pelo povo, foi retirada e entregue a Félix Gomes. Por três noites consecutivas, ele a recolocou no mesmo local, sendo encontrada pelo povo, de muita simplicidade e fé, que viu nisto um sinal do céu ou sinal de Nossa Senhora, para que ali fosse edificada sua Igreja.
Igrejas de Virginópolis
A primeira capela foi construída em terrenos doados por Félix Gomes de Brito e recebeu o nome de Nossa Senhora do Patrocínio, em virtude da devoção que o doador tinha à S.S. Virgem. Era coberta de taquaras.
Depois foi construída uma pequena capela de madeira, e veio Benzê-la o Pe. Firmiano Alves de Oliveira, vigário de São Miguel e Almas, em 1853.
Mais tarde foi iniciada a construção da Igreja do Coração de Jesus (local hoje onde está a Rodoviária). Devido as condições precárias da primeira, a Igreja do Coração de Jesus ficou servindo, muitos anos, para celebração dos atos religiosos. Em 1931 foi demolida a primeira para dar lugar a atual Matriz.
A construção foi iniciada em 1932.
Vigários
Vigário – Pe. Bento Ferreira
Vigário – Pe. Virgolino José Batista Nogueira
Vigário – Pe. Joaquim Gomes Coelho da Silva até 1896
Vigário – Pe. Félix Natalício de Aguiar de 1897 até 1949
Vigário – Pe. David de Alcântara Miranda de 18/07/1949 a out/1957
Vigário – Pe. Geraldo Brauwer de 04/10/1957 a Jan/1960
Vigário – Pe. João Avelino Reis 17/01/1960 a 16/06/1961
Vigário – Pe. David de Alcântara Miranda (2ª vez) de 02/07/1961 a fevereiro de 1962
Vigário – Monsenhor Francisco Batista dos Santos de 11/02/1962 a 31/12/1968
Vigário – Pe. Bernardo Odenkirchen de 01/01/1969 a 23/04/1986
Vigário – Pe. Pedro João Daalhuizen de 27/04/1986 a 08/08/2003
Vigário – Pe. Saint Clair Ferreira filho de 09/08/2003 a 31/07/2005
Vigário – Pe. Jacy Diniz Rocha 01/08/2005 a janeiro de 2011.

Contato

Endereço:
Praça da Matriz, 30, Centro – Virginópolis, MG.
CEP 39730-000
Telefone:
(33) 3416 1154

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

A Palavra do Pastor
A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

“Qual é o lugar que concedemos a Deus na nossa vida? Na cultura contemporânea está presente um indubitável processo de...
Read More
Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Com a Liturgia do 17º Domingo do Tempo Comum (ano B), contemplamos a ação de Deus: é próprio do Seu...
Read More
“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade” Reflitamos à luz deste parágrafo do Sermão sobre os pastores, escrito pelo Bispo...
Read More
A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

Com a Liturgia do 16º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Amor e a solicitude de Deus...
Read More
Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

“A missão de Jesus é a nossa missão” A Liturgia da Palavra do 15º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

“‘Silêncio! Cala-te!’ O vento cessou e houve uma grande calmaria. Então Jesus perguntou aos discípulos: “Por que sois tão medrosos?...
Read More
O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente No 11º Domingo do Tempo Comum (Ano B), a Liturgia da Palavra nos convida...
Read More
Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Vivendo o Tempo Comum, sejamos cada vez mais fortalecidos pela Palavra, que é fonte divina de nossa conversão, como discípulos...
Read More
O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

Retomando a citação do Papa Emérito Bento XVI em que ele ressalta a missão da Igreja que é chamada a...
Read More
A Amizade Divina e a felicidade desejada – Homilia- 10º Domingo do Tempo Comum -Ano B.

A Amizade Divina e a felicidade desejada – Homilia- 10º Domingo do Tempo Comum -Ano B.

A Amizade Divina e a felicidade desejada A Liturgia do décimo Domingo do Tempo Comum (ano B) nos convida a...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto:

Arquivo