Peçanha

Paróquia Santo Antônio 
alt
PEÇANHA/ MG
PADRE JOSÉ APARECIDO DOS SANTOS
COMUNIDADES: Cantagalo, Sem Barra, Santa Tereza do Bonito, São Geraldo, Santa Rita, Estiva, Bragas, Córrego das Mercês, Córrego do Jacu, Córrego Vermelho, São José, Borrachudo, São Mateus, Córrego de Areia, Tronqueiras, Córrego dos Alves, Água Branca, Palha, Cova do Levy Pereira. Setores urbanos: Setor Alvorada – (Capela Nossa Senhora da Conceição), Setor Funda – (Capela Sagrada Família), Setor Taquaral – (Capela Sagrada Face).
Breve histórico: 

A bandeira de João Peçanha Falcão, fundador do povoado de Santo Antônio do Bom Sucesso do Descoberto do Peçanha, em outubro de 1758, trazia consigo o padre Francisco Martins, que ergueu a primeira capela em honra de Nossa Senhora do Bom Sucesso. Era uma construção simples, forrada de esteira de taquara e coberta de palha. Em 1865, a construção que a substituiu ainda estava inacabada.

A Paróquia só foi criada em 1822 por alvará régio, suprimido pela lei provincial de 22 de julho de 1868 e restaurado pela lei n. 1669, de 16 de setembro de 1870. O alvará de 1822 criou a Freguesia com suas respectivas capelas. Em 1822, o pároco era padre João Bernardes Vieira Braga.

Vários padres passaram pela comunidade desde então. Dentre eles destacamos padre Francisco Martins (1758), padre João Pedro de Almeida (1792), mestre de leitura dos índios aldeados e que lutava por melhorias no povoado; padre Manoel Gonçalves Nunes (1828); padre João Júlio Ribeiro (1854); padre Alexandre Generoso de Almeida Silva (1887); padre Júlio Feliciano Collen (1889); monsenhor José Pereira do Amaral (1936), que cuidou da Paróquia por 50 anos e construiu a nova igreja Matriz. Passaram por esta Paróquia também padre Antônio Amadeu Rocha, padre Elair Sales Diniz, padre Alípio José de Sousa, padre Marcílio Amorim Mendes e padre Marcello Romano, que é o atual pároco.

A paróquia Santo Antônio é composta por dois municípios mineiros, Peçanha e Cantagalo, distantes 9 km um do outro por via asfaltada. Peçanha possui uma área de 996 km² e população de 17. 153 habitantes; 2.375 casas na área urbana e 2.161 casas na área rural. Cantagalo possui uma área de 141,88 km² e população de 3. 967 habitantes; 606 casas na área urbana e 433 na área rural. Somados, temos uma área de 1.137,88 km² e população de 21. 120 habitantes.

O nosso povo é pobre e profundamente religioso. Vive basicamente da agricultura e pecuária de subsistência. Não há praticamente indústria nos municípios. Temos cerca de 40 comunidades rurais e 9 setores urbanos visitados pelo padre com a regularidade que é possível: uma vez a cada mês, as comunidades maiores; uma vez a cada dois meses, as menores. Em todas as comunidades temos direcionado os trabalhos no sentido de dar às mesmas uma organização eclesial básica, implantando a Celebração Dominical da Palavra, o Dízimo, a Catequese de Primeira Eucaristia e Crisma, os Grupos de Reflexão. Temos várias pastorais e movimentos caminhando, mas com certa dificuldade. Enfrentamos um grande desafio que é a falta de lideranças qualificadas para o trabalho evangelizador. As pessoas fazem o que podem.

O nosso lema é: “Com Santo Antônio, na força do Espírito, renovando as estruturas”. Sobretudo inspirados pelo Evangelho e pelos documentos da Igreja, em especial agora, o documento de Aparecida e as prioridades da IV Assembléia Diocesana, este tem sido o nosso objetivo pastoral.

 

Dom Marcello Romano 

Comunidades (distâncias quilométricas a partir da Matriz): 
01- Cantagalo 08 Km
02- Sem Barra 25 Km
03- Santa Tereza do Bonito 30 Km
04- São Geraldo 15 Km
05- Santa Rita 25 Km
06- Estiva 30 Km
07- Bragas 25 Km
08- Cór. das Mercês 25 Km
09- Cór. do Jacu 25 Km
10- Cór. Vermelho 18 Km
11- São José 20 Km
12- Borrachudo 35 Km
13- São Mateus 31 Km
14- Cór. de Areia 30 Km
15- Tronqueiras 24 Km
16- Cór. dos Alves 25 Km
17- Água Branca 15 Km
18- Palha 37 Km
19- Cova do Levy Pereira 26 Km
Setores urbanos: 
Matriz
Setor Alvorada – (Capela Nossa Senhora da Conceição)
Setor Funda – (Capela Sagrada Família)
Setor Taquaral – (Capela Sagrada Face)
Pastorais e movimentos eclesiais: 
Pastoral da Criança
Pastoral Catequética
Pastoral da Juventude
Pastoral Familiar
RCC
Cursilho de Cristandade
Legião de Maria
Apostolado da Oração
Grupos de Reflexão
Festas principais: 
Festa de Santo Antônio – Peçanha – 13 de junho.
Festa de Nossa Senhora da Conceição – Cantagalo – mês de maio.

Contato

Endereço:
Alfredo Marinho Falcão, 44 – Centro – Peçanha, MG.
CEP 39.700-000
Telefone – Fax:
(33) 3411-1657

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

A Palavra do Pastor
A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

“Qual é o lugar que concedemos a Deus na nossa vida? Na cultura contemporânea está presente um indubitável processo de...
Read More
Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Com a Liturgia do 17º Domingo do Tempo Comum (ano B), contemplamos a ação de Deus: é próprio do Seu...
Read More
“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade” Reflitamos à luz deste parágrafo do Sermão sobre os pastores, escrito pelo Bispo...
Read More
A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

Com a Liturgia do 16º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Amor e a solicitude de Deus...
Read More
Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

“A missão de Jesus é a nossa missão” A Liturgia da Palavra do 15º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

“‘Silêncio! Cala-te!’ O vento cessou e houve uma grande calmaria. Então Jesus perguntou aos discípulos: “Por que sois tão medrosos?...
Read More
O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente No 11º Domingo do Tempo Comum (Ano B), a Liturgia da Palavra nos convida...
Read More
Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Vivendo o Tempo Comum, sejamos cada vez mais fortalecidos pela Palavra, que é fonte divina de nossa conversão, como discípulos...
Read More
O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

Retomando a citação do Papa Emérito Bento XVI em que ele ressalta a missão da Igreja que é chamada a...
Read More
A Amizade Divina e a felicidade desejada – Homilia- 10º Domingo do Tempo Comum -Ano B.

A Amizade Divina e a felicidade desejada – Homilia- 10º Domingo do Tempo Comum -Ano B.

A Amizade Divina e a felicidade desejada A Liturgia do décimo Domingo do Tempo Comum (ano B) nos convida a...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto:

Arquivo