Santo Antônio do Norte (Tapera)/ Conceição do Mato Dentro

Padre João Evangelista dos Santos

Pároco
Comunidades: Santo Antônio (Tapera) e Santo Antônio do Cruzeiro.
BREVE HISTÓRICO DA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE SANTO ANTÔNIO DO NORTE “TAPERA “
A construção do primitivo templo deve ter ocorrido nas primeiras décadas do século XVIII, pois os mais antigos livros de registro conhecidos da capela Santo Antônio da Tapera – batizados, testamentos e óbitos – datam de 1745, conforme levantamento existente no arquivo do IPHAN. No ano de 1748, recebia a visita do padre Alexandre Nunes Cardoso, visitador pastoral da Vila do Príncipe, que nomeou como fabriqueiro da capela André Francisco de Carvalho.
Mais de um século depois em relatório do presidente da província de Minas Gerais, concernente ao ano de 1854, a até então capela filial da freguesia de Conceição do Mato Dentro era referida como não tendo ainda patrimônio e só possuindo “os ornamentos e alfaias necessários para celebração de missa”. A criação da freguesia só viria efetivar-se por meio de 8/6/1858.
Anos mais tarde, já na condição de matriz, o templo deve ter sido objeto de reconstrução ou obras substanciais de reforma, porquanto, a 10 de novembro de 1866, a comissão incumbida dos trabalhos era autorizada pelo governo da província a despender os recursos para esse fim consignados pela lei nº 1267.
 A construção da igreja matriz de Santo Antônio obedece a planta simples composta de nave, capela-mor e duas sacristias laterais. Situada em ampla praça gramada, possui estrutura em madeira e adobe e cobertura em telhado de duas águas. Internamente o piso é em tabuas. A igreja possui três retábulos de talha simples. A imaginária é de excelente qualidade, mas reside na pintura o ponto mais importante de sua ornamentação. No forro da capela-mor encontra-se magnífico trabalho de autoria desconhecida. O quadro central retrata santo Antônio com o menino Jesus e anjos agrupados ao redor do sacrário. Em torno, desenvolve-se densa perspectiva arquitetônica com maciços pilares, entablamentos, balcões e balaústres. As cores predominantes são o azul claro e o marrom terroso. Essa pintura, pela sua qualidade, mereceu uma análise de Carlos Del Negro, em estudo intitulado dois mestres de minas: Jose soares de Araújo e Manuel da Costa Ataíde. Há ainda pinturas de sabor popular nas paredes laterais distribuídas em 6 quadros, que ilustram invocações da oração da “Ave Maria”. A paróquia consta ainda com uma capela de Santana que o historiador cônego Raimundo Trindade calcula ter sido erigida por provisão de 8/5/1970. As características de época do retábulo existente na capela fazem confirmar essa suposição.
Termo de abertura do livro de registro de casamento mais antigo que a paróquia possui:
“Servirá este livro para os registros de casamentos da freguesia de Santo Antônio da Tapera, a constar do ano de 1931, inclusive, em diante. Levará o termo de encerramento, em que se declara o nº de folhas. Será por mim numerado e rubricado com minha rubrica (vem a rubrica) de que uso. Foi aberto por mim com a devida autorização do senhor arcebispo Don Joaquim Silvério de Souza.”
Santo Antônio do Rio do Peixe, 5 de outubro de 1931
Assinado: padre Francisco Xavier Ferreira.1
Nas proximidades da década de 50, do século XX, assumiu a Paróquia padre Antonio Alves, do clero de Diamantina, na qual ficou até seu falecimento em 1995. padre Antonio marcou definitivamente o povo taperense, com seu jeito humilde e sua fama de santo. O povo da Tapera ainda hoje o venera. Padre Antonio deu assistência a toda a área pastoral que faz divisa com a cidade de Congonhas e com os distritos de Tijucal, Fama, Costa Sena e outros.
Nesse mesmo ano, em 1995, com uma missa de posse presidida por dom Antonio Filipe, bispo de Guanhães, assumiu a paróquia dom José Maria Pires, arcebispo da Paraíba. Mesmo morando na Paraíba, dom José Maria atendia a paróquia de dois em dois meses. No ano de 1996, com sua renúncia por questão de idade da Arquidiocese da Paraíba, dom José Maria veio morar em Belo Horizonte e passou a dar melhor assistência à Paróquia da Tapera. Exerceu o ministério de pároco até 2007, quando dom Emanuel Messias de Oliveira passou a paróquia aos cuidados do padre Itamar Pereira.
Desde 2003, a paróquia da Tapera conta com o trabalho pastoral do padre Manoel José de Godoy, como vigário paroquial. Ele é presbítero da Arquidiocese de São Paulo, residente em Belo Horizonte, onde trabalha no mundo acadêmico. Todos os meses padre Manoel está presente na paróquia e tem promovido a reforma do templo da matriz, dedicado a Santo Antônio, e das duas capelas, uma dedicada a Sant’Ana e outra que tem o mesmo orago da matriz e se situa no Distrito de Santo Antônio do Cruzeiro.
Padre Manoel José de Godoy 

Contato

Endereço:
Praça Francisco Xavier, s/n, centro – Tapera, MG.
CEP 35863-000
Telefone:
(31)3868-5006

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

A Palavra do Pastor
Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Todos os dias são dias de missão, e a Igreja que vive no tempo é missionária, por sua natureza, tendo...
Read More
Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

No 28º Domingo do Tempo Comum (ano B), somos convidados a refletir sobre o essencial e o efêmero em nossa...
Read More
Somos um povo peregrino e evangelizador .

Somos um povo peregrino e evangelizador .

“Nós vimos o Senhor” (Jo 20,25) Na Exortação Evangelii Gaudium, o Papa afirma que “A Evangelização é dever da Igreja. Este sujeito da...
Read More
O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

  No 27º Domingo do Tempo Comum (Ano B), refletimos sobre a aliança matrimonial que, no Projeto de Deus, consiste...
Read More
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More
A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano B), continuamos a refletir sobre um tema de extrema importância: Jesus...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto:

Arquivo