Bruno Costa Ribeiro

Pausa e Renovação: “Vinde e descansai um pouco” (Mc 6,30-31)

Estamos encerrando o mês de janeiro que para muitos é tempo de férias e descanso; tempo especial para se aproveitar junto a família e amigos. Há quem faça contagem regressiva para o início das esperadas férias. E quem nunca fez? Este é um tempo importante na vida de um seminarista – e de um presbítero – já que rotina formativa é exigente, com horários rigorosos de estudo, oração e trabalho pastoral. O corpo e a cabeça pedem um descanso, e eles também aguardam ansiosos pelo período de recesso, geralmente concedido ao menos no final do ano. Para o seminarista Alisson Sandro este é um tempo que deve ser bem aproveitado:

“Nós, seminaristas da diocese, começamos nosso ano de 2022 com bastante animação. As férias são um tempo frutuoso para o descanso necessário, para estarmos em nossa comunidade e com nossa família, recarregando as energias e fortalecendo a vocação. Estar nas nossas comunidades é revisitar nossa história vocacional e sentir novamente o Bom Pastor nos chamando.

Nesse ano, três dos nossos irmãos começam uma nova etapa: o período de síntese, a pastoral. Filipe Ferreira viverá essa experiência na paróquia de Santo Antônio, de Coluna, junto ao Pe. José Adriano e o povo de Deus daquela paróquia. Thiago Vileforte fará sua síntese na paróquia de Nossa Senhora da Pena, em Rio Vermelho, junto ao povo e ao Pe. João Gomes. Vinicius Brandão, junto ao bom povo de São Pedro do Suaçuí e ao Pe. Guilherme Lage, viverá também sua pastoral na paróquia de São Pedro.

Para nossa comunidade seminarística é uma alegria poder vivenciar com eles esse momento, na expectativa de vivermos também nós esse período tão importante, se for da vontade de Deus.

Os demais seminaristas, do segundo ano do discipulado até o quarto ano da configuração, realizaram também uma experiência pastoral de 15 dias convivendo com algumas paróquias de nossa diocese.

Conforme a programação, o seminarista Sílvio, do 2º ano do discipulado, foi escalado para paróquia de Sant’Ana de Ferros, com o Pe. Edimilson. Do 3º ano do discipulado, o Yan foi escalado para paróquia de Nossa Senhora do Amparo, em Braúnas, com o Pe. Amarildo; Guilherme foi escalado para paróquia de São Domingos de Gusmão, em Dom Joaquim, com o Pe. Mário Gomes; Evanilton foi escalado para paróquia São Sebastião de Joanésia, com Pe. Osmar; Alvim foi escalado para Paróquia Nossa Senhora do Pilar, de Morro do Pilar, com o Pe. José Martins; Abel foi escalado para Paróquia de Sant’Ana de Água Boa, com Pe. Daniel Bueno. Já os seminaristas da teologia, do 1º ano da configuração, o seminarista Carlos foi escalado para paróquia Santa Maria Eterna, em Santa Maria do Suaçuí, com o Pe. Dilton e Pe. Luiz Maurício; do 3º ano da configuração, Gabriel foi escalado para paróquia Nossa Senhora das Dores, em Dores de Guanhães, junto ao Dom Marcello Romano; Alisson foi escalado para paróquia de São José de Paulistas, com o Pe. André da Lomba; do 4º de configuração, Anderson foi escalado para Paróquia de São Sebastião do Maranhão, com o Pe. Bruno.

Esse tempo é muito oportuno para irmos conhecendo nossa diocese, para amá-la mais e para estar consciente também dos desafios e alegrias de nossas comunidades. Não é um período para ensinar, mas para aprender, para conhecer, para viver a experiência de Deus junto ao povo d’Ele.

Rezem por nós seminaristas, pelo nosso discernimento vocacional, para que correspondamos com amor e fidelidade ao chamado do Senhor da Messe aqui na nossa querida Diocese de Guanhães. A toda Santa Mãe de Deus seja a estrela da nossa evangelização e São Miguel, nosso excelso padroeiro, seja nosso defensor!”

Alguns dos seminaristas não puderam se fazer presente conforme a escala proposta devido a esse contexto pandêmico de mudanças vertiginosas ou, ainda, por conta das péssimas condições das estradas neste grande e intenso período chuvoso.

As férias começaram em dezembro e os estudos no seminário retomam em fevereiro. Alguns dos seminaristas, que estão em período de síntese, iniciaram sua experiência pastoral já no mês de janeiro.

Informações do Sem. Álisson Sandro e
fotos do Sem. Yan Ricardo

Novena de Natal 2021

No tempo litúrgico do Advento celebramos a vinda – nascimento – do Messias e consequentemente somos alertados do retorno de nosso Salvador e por isso lembrados a estarmos preparados, vigilantes, para esse momento: Ele veio e voltará!

O Advento nos estimula a conversão e a Novena de Natal, uma experiência pastoral popular no Brasil, nos ajuda a não nos perder em meio a tanta desinformação e “poluição” cujo intuito é estimular o consumismo e distração espiritual, conforme nos alertou a liturgia desse primeiro domingo do Advento (cf. Lc 21,34).

A partir das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil somos convidados a vivenciar nossa fé em Pequenas Comunidades Missionárias: “São compostas por pessoas que se reúnem, movidas pela fé em Jesus Cristo, para escutar a Palavra, buscando luzes para viver a fé cristã em uma sociedade de contrastes. Vencem o anonimato e a solidão, promovem a mútua ajuda e se abrem para a sociedade e para o cuidado da Casa Comum”. (DGAE, 84)

Essas pequenas comunidades missionárias podem servir, nesse tempo de pandemia para congregar as pessoas propiciando uma evangelização mais perto de cada pessoa e garante que não se tenham sido desrespeitados os critérios sanitários para conter o vírus, e ao mesmo tempo permite com que a Igreja possa estar mais próxima de suas ovelhas.

Na prática, de acordo com a nossa realidade, essas pequenas comunidades são compostas por vizinhos que se reúnem para rezar, por exemplo, a Novena de Natal ou ainda a Semana da Família, a Semana Missionária, Grupos de Reflexão entre outras ocasiões de experiência de oração e fraternidade.

Para garantir que não se tenham sido desrespeitados os critérios sanitários para conter o vírus as novenas podem ser realizadas ao ar livre, nos quintais, em frente as casas (na rua) ou outro lugar apropriado.

E ainda, a Novena de Natal é uma excelente possibilidade para iniciar a implementação dessas pequenas comunidades em cada paróquia e suas diversas comunidades. Os agentes de pastoral, em especial aqueles que compõe a Pastoral Familiar, podem contribuir para que essa proposta da CNBB em sintonia com o Papa Francisco se torne realidade viva.

Em nossa diocese já estão disponíveis nos Escritórios Paroquiais a “Novena de Natal 2021”. Convide seus vizinhos, procure saber quem perto de você está organizando a Novena de Natal. Participe!

Pe Bruno Costa Ribeiro,
assessor diocesano da Pastoral Familiar

Primeira reunião da Pastoral Presbiteral em 2021

A Pastoral Presbiteral da Diocese de Guanhães se reuniu em Sabinópolis – MG, nesta terça-feira (18/11), visando traçar algumas ações neste contexto em que temos acompanhado pelas mídias digitais as notícias sobre o suicídio de padres.

No subsídio sobre a Pastoral Presbiteral, nº 7, falando do lugar dessa pastoral, afirma que o “bispo com os presbíteros e estes com o bispo promovam um ambiente saudável, de unidade e amizade, na própria Igreja local, na plena consciência de serem juntos sacramento do Corpo de Cristo”.

Podemos ler na Presbyterortun Ordinis, nº 8, um dos fundamentos para a Pastoral Presbiteral: “Os presbíteros, estabelecidos na ordem do presbiterato através da ordenação, estão ligados entre si por uma íntima fraternidade sacramental (…). Levados pelo espírito fraterno, não esqueçam os presbíteros a hospitalidade, pratiquem a beneficência e a comunhão de bens (…). Também, para uma folga, reúnam-se com gosto e prazer, lembrados das palavras com que o próprio Senhor convidava os apóstolos cansados: ‘Vinde à parte para um lugar deserto e descansai um pouco’” (Mc 6,31).

Estiveram presentes Pe Derci, Pe Valter, Pe José Geraldo (representante dos Presbíteros) e Pe Mário. O Pe Bruno não pode comparecer. Cada padre representa uma área pastoral e com o coordenador dos presbítero compõe a Pastoral Presbiteral da Diocese de Guanhães.

Da esquerda para direita: Pe Derci, Pe Valter, Pe José Geraldo e Pe Mário

NOVO COMUNICADO – Estágio Pastoral

No início da tarde desta terça-feira (16/11/2021), o Bispo Diocesano Dom Otacilio Ferreira de Lacerda, através do Promotor Vocacional Pe Salomão Rafael, pela equipe de formação, emitiu o seguinte comunicado ao clero:

“Comunicamos aos senhores que: Dom Otacilio decidiu, juntamente a equipe de formação, que para o estágio pastoral aos fins de semana, no próximo ano, teremos a seguinte dinâmica:

o seminarista Anderson Alves Rocha estagiará na paróquia de São Sebastião, em Sabinópolis, sendo orientado pelo pe. José Geraldo;

o seminarista Alisson Sandro Anacleto da Silva estagiará na paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Guanhães, sendo orientado pelo pe. Adão;

e o seminarista Gabriel Ferreira de Oliveira estagiará na paróquia de São João Evangelista, em São João Evangelista, sendo orientado pelo pe. Salomão Rafael.

O estágio pastoral terá início em fevereiro com o início do ano letivo de 2022.
Rezemos por nossos seminaristas e por mais essa etapa de formação e discernimento.”

Esta experiência pastoral permitirá aos seminaristas um contato maior com a realidade da paróquia e de seus paroquianos, conhece de perto o trabalho do padre em seus afazeres paroquiais, e pode participar e se envolver com o trabalho das inúmeras pastorais atuantes da Igreja e desenvolve a dimensão pastoral-missionária.

“As experiências pastorais, discernidas e acompanhadas no processo formativo, são sumamente importantes para confirmar a autenticidade das motivações no candidato e ajuda-lo a assumir o ministério como verdadeiro e generoso serviço, no qual o ser e o agir, pessoa consagrada e ministério, são realidades inseparáveis” (Documento de Aparecida, 322).

NOTA SOBRE O ESTADO DE SAÚDE DO PADRE JOSÉ APARECIDO DOS SANTOS

No domingo, dia 31 de outubro de 2021, o Padre José Aparecido dos Santos, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio, de Virginópolis-MG, apresentou um mal-estar: a pressão arterial caiu e precisou ser internado por manifestar algumas complicações cardiológicas.

Deste modo, foi preciso realizar alguns exames, ao longo da semana, para maior averiguação, mas graças a Deus, os resultados são positivos e não há risco de cirurgia, já que os medicamentos têm surtido efeitos positivos controlando a pressão arterial.

Elevemos a Deus orações pela sua saúde e de todo o Clero, para que sirvam ao Povo de Deus com toda a alegria, disponibilidade, com a proteção do Arcanjo São Miguel, Padroeiro de nossa Diocese, e a proteção de Nossa Senhora.

Guanhães, 07 de Novembro de 2021

+ Dom Otacilio Ferreira de Lacerda
Bispo Diocesano de Guanhães

COMUNICADO – Transferência e Estágio Pastoral

Nesta quarta-feira (03/11/2021) o Bispo Diocesano, Dom Otacilio Ferreira de Lacerda, através do Chanceler da Cúria Diocesana, Pe Dilton Maria Pinto, fez o seguinte comunicado ao clero:

“A Partir do mês de janeiro de 2022 o Pe. Valter Guedes de Oliveira deixará a Paróquia São Sebastião, em Sabinópolis, onde exerce a missão de Vigário Paroquial e assumirá a mesma missão na Paróquia São Miguel e Almas, em Guanhães, auxiliando o Pároco, Pe. Hermes Firmiano Pedro.”

Neste mesmo dia o Pe. Salomão Rafael, pela equipe de Formação, comunicou ao clero que “o ano de Síntese (Ano Pastoral) dos seminaristas que estão concluindo a Teologia neste ano será vivido da seguinte forma:

“O Seminarista Felipe Ferreira Coelho irá para a paróquia de Santo Antônio em Coluna, sendo orientado pelo pe. José Adriano e auxiliando o mesmo na assessoria da pastoral Juvenil;

o Seminarista Thiago Dione Vileforte irá para a paróquia Nossa Senhora da Pena em Rio Vermelho, sendo orientado pelo pe. João Gomes e auxiliando o pe. Osmar na assessoria da pastoral Catequética;

e o Seminarista Vinícius Lucas Pereira Brandão irá para a paróquia São Pedro, em São Pedro do Suaçuí, sendo orientado pelo pe. Guilherme e auxiliando os padres Pe. João Evangelista, Pe. José Geraldo e Pe. Valter na assessoria da pastoral litúrgica.”

A partir de 08 de janeiro de 2022 os seminaristas poderão iniciar suas experiências vocacionais nas paróquias citadas.

Padre Salomão louva “a Deus pela disponibilidade dos padres, paróquias, e pastorais que os acolhem” e pede que “continuemos a rezar pela nova etapa do discernimento vocacional desses nossos irmãos.”

Clero de Guanhães realiza primeira “reunião presencial” de 2021

A expressão “reunião presencial” parece redundante, é fruto de uma nova realidade adaptada ao contexto pandêmico que o mundo enfrenta. Depois de um longo período realizando as reuniões por vídeo transmissão – a última reunião presencial aconteceu em 18/02/20 – o clero da Diocese de Guanhães se reuniu nesta quarta-feira (27/10).

No espírito do caminho sinodal e obedecendo todas as normas vigentes exigidas pelas autoridades sanitárias, a reunião, realizada em Guanhães, contou com a participação de todo o clero e seu bispo, Dom Otacilio Ferreira de Lacerda.

A reunião pautou, entre outros assuntos, sobre Assembleia Eclesial da América Latina realizando os devidos encaminhamentos e o Sínodo 2021 – 2023, cuja abertura da fase diocesana foi realizada no dia 17 de outubro. Foi constituída a Equipe Diocesana para dar os próximos passos; o coordenador de pastoral juntamente com os coordenadores de área irão compor a equipe com a participação de leigos e outros padres.

Segundo o bispo, em carta ao povo de Deus, publicada no dia 14 de outubro, “com as missas e as celebrações mencionadas, daremos o primeiro passo respondendo ao questionário, a ser apresentado oportunamente pela equipe responsável pelos trabalhos, após a reunião do clero, dia 27 de outubro próximo, que deverá ser amplamente respondido.”

No domingo da alegria (4º da quaresma) em março de 2022 será realizado uma celebração e que faz parte do processo Sinodal. O Sínodo, anunciado em maio deste ano, será realizado em três fases: diocesana, continental e universal. Este caminho sinodal terá a duração de três anos.

O coordenador de Pastoral, Pe. José Aparecido dos Santos, ao tratar sobre para Planejamento 2022, reforçou o pedido de colaboração aos assessores de Pastoral na diocese de modo que se possa realizar indicações programáticas concretas colaborando com uma ação evangelizadora eficaz. O assessor da Pastoral Familiar, Pe Bruno, lembrou o pedido do Papa Francisco para o Ano da Família Amoris Laetitia; numa live foi feito uma proposta de gesto concreto para a diocese de modo que ajudemos com que se concretize a proposta de “tornar as famílias protagonistas da pastoral familiar”, conforme o desejo do Papa. LINK DA LIVE:https://www.youtube.com/watch?v=CjY6cvJsAAA

Veja algumas FOTOS NO LINK: https://www.facebook.com/DioceseDeGuanhaes/posts/4294698327295575 

Carta ao Povo de Deus – Sínodo

Querido Povo de Deus da Diocese de Guanhães,
Graça e Paz da parte de Nosso Senhor Jesus Cristo

Expressando nossa comunhão com o Papa Francisco, que nos propõe o XVI Sínodo dos Bispos, a ser realizado em Roma, no mês de outubro de 2023, com o tema: “Por uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação e Missão”, como Diocese, Igreja particular de Guanhães, celebraremos na Catedral, e em todas as Paróquias e Comunidades, no próximo final de semana, o início de nossos trabalhos.

Neste sentido, na conclusão das preces, faremos esta oração: “Vinde, Espírito Santo! Vós que suscitais línguas novas e colocais nos lábios palavras de vida, livrai-nos de nos tornarmos uma Igreja de museu, bela, mas muda, com tanto passado e pouco futuro. Vinde estar conosco, para que na experiência sinodal não nos deixemos dominar pelo desencanto, não debilitemos a profecia, não acabemos por reduzir tudo a discussões estéreis. Vinde, Espírito Santo de amor, e abri os nossos corações para a escuta. Vinde, Espírito de santidade, e renovai o santo Povo fiel de Deus. Vinde, Espírito Criador, e renovai a face da terra. Amém!”.

O Sínodo não terá como finalidade a produção de mais documentos; “destina-se a inspirar as pessoas a sonhar com a Igreja que somos chamados a ser, a fazer florescer as esperanças das pessoas, a estimular a confiança, a vendar as feridas, a tecer relações novas e mais profundas, e aprender uns com os outros, a construir pontes, a iluminar mentes, a aquecer corações e a dar força de novo às nossas mãos para a nossa missão comum” (Documento de Preparação n.32).

Com as missas e as celebrações mencionadas, daremos o primeiro passo respondendo ao questionário, a ser apresentado oportunamente pela equipe responsável pelos trabalhos, após a reunião do clero, dia 27 de outubro próximo, que deverá ser amplamente respondido.

Vivamos esta etapa que se estenderá até o final de março do próximo ano, acolhendo com alegria esta graça que o Papa nos concede, como um sopro do Espírito, para que sejamos uma Igreja missionária, misericordiosa, da proximidade, compaixão e ternura,

Aguardem novas orientações e outras etapas que vivenciaremos, em plena comunhão e oração, exortando para que todos se empenhem, com ampla e fervorosa participação, e rogo a Deus copiosas bênçãos sobre todos e todas.

“Para mim o viver é Cristo” – “Mihi vivere Christus est” (Fl 1,21).

Guanhães, 14 de outubro de 2021

+Dom Otacilio Ferreira de Lacerda
Bispo Diocesano de Guanhães – MG

 

Minicurso de Contabilidade para não contadores

Nesta terça-feira, 28 de setembro de 2021, a contadora Marina de Carvalho Costa, juntamente com sua equipe, orientou as secretárias e secretários das paróquias da Diocese de Guanhães tratando do tema “Contabilidade para não contador (a)”. Todas as paróquias marcaram presença e também alguns padres. Este encontro foi o primeiro presencial desde o início da pandemia respeitando todos os protocolos sanitários.

Na igreja prevalece como identidade a dimensão espiritual. Conforme disse o Papa Francisco sem o Espírito Santo a Igreja seria uma mera ONG. No entanto, como “coisa jurídica” a igreja tem suas obrigações as quais decorrem também dos direitos (isenções) concedido pelas autoridades civis.

Por isso é necessária uma atualização contínua.

A seguir veja alguns registros fotográficos e no link:https://www.facebook.com/341747999257314/posts/4234484333316975/

 

 

 

Reunião sobre o “retorno” da catequese em São Sebastião do Maranhão – MG

Respeitando as recomendações comunicadas por Dom Otacilio ao clero e as recomendações dadas pela coordenação diocesana, a catequese em São Sebastião do Maranhão se prepara para retomar suas atividades. No entanto, algumas paróquias da diocese de Guanhães não pausaram suas atividades, pois  se adaptaram ao contexto da pandemia. “Não podemos ser pessimistas e nem tão otimistas, mas pés no chão” disse a coordenadora diocesana da catequese, Eliana Alvarenga Guimarães por videochamada em reunião com os catequistas da paróquia São Sebastião.

Sendo assim, essa reunião não se tratou apenas do retorno a catequese presencial, mas sim do retorno da catequese em qualquer que seja a modalidade. Padre Bruno deixou claro que “não é obrigatório o retorno presencial da catequese em todas as comunidades: as comunidades, as coordenações, catequistas e as  famílias irão  avaliar sobre essa possibilidade – assim como as missas presenciais ainda não retornaram em todas as comunidades, porém  não podemos continuar parados, pois já existem possibilidades (modalidades) que têm dado certo e  e na nossa diocese também há e têm dado certo.

A coordenadora diocesana da catequese, Eliana, orientou aos catequistas sobre essas modalidades da catequese e formação de catequistas: as formações têm acontecido por videoconferência e muito conteúdo já foi abordado desde o início da pandemia; o conteúdo da catequese não presencial é disponibilizado pela coordenação conforme  solicitação dos catequistas.

As turmas voltarão a se reunir presencialmente com a devida autorização dos pais (assinada), seguindo os protocolos de vigilância sanitária. Aqueles que ainda não se sentirem à vontade poderão dar continuidade a preparação catequética em suas casas – a igreja doméstica – e não ficarão prejudicados por isso.

Esta reunião foi uma experiência nova já que os catequistas estavam no salão paroquial de São Sebastião do Maranhão (MG) e a coordenadora de catequese estava em Guanhães e participou por videochamada; “Um encontro virtual, porém real” e que deu pistas de ação para o trabalho catequético nesta paróquia.

A coordenadora Eliana falou da alegria de   “se fazer presente” nesse encontro , agradeceu ao Pe Bruno pelo convite, parabenizou-o pela iniciativa  de promover esse encontro , colaborar com os trabalhos da catequese e orientar aos catequistas. Ela falou sobre as quatro comunidades da Diocese que estão realizando encontros virtuais com pais e crianças  e que estão ficando muito bons.

Concluindo,  ela também agradeceu aos catequistas pelo lindo trabalho realizado e parabenizou-os pelo Dia da Catequista.

PASCOM Paróquia São Sebastião do Maranhão – MG

 

 

 

 

 

A Palavra do Pastor
Não há profecia sem a chama do Amor Divino- IV Domingo do Tempo Comum- Ano C

Não há profecia sem a chama do Amor Divino- IV Domingo do Tempo Comum- Ano C

Não há profecia sem a chama do Amor Divino No 4º Domingo do Tempo Comum (Ano C), continuamos a reflexão...
Read More
A eficácia da Palavra Divina em nossa vida – Homilia – 3º Domingo do Tempo Comum Ano C.

A eficácia da Palavra Divina em nossa vida – Homilia – 3º Domingo do Tempo Comum Ano C.

A Liturgia do 3º Domingo do Tempo Comum (Ano C) nos convida a refletir sobre a centralidade da Palavra de...
Read More
Somente o Senhor pode nos dar o Vinho Novo – Homilia – II Domingo do Tempo Comum- Ano C

Somente o Senhor pode nos dar o Vinho Novo – Homilia – II Domingo do Tempo Comum- Ano C

Somente o Senhor pode nos dar o Vinho Novo Com a Liturgia do 2º Domingo do Tempo Comum (ano C),...
Read More
Batizar-se e se tornar discípulo do Filho amado (Batismo Ano C)

Batizar-se e se tornar discípulo do Filho amado (Batismo Ano C)

Batizar-se e se tornar discípulo do Filho amado “Tu és o meu Filho amado, em Ti ponho o meu benquerer”...
Read More
Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos – Homilia

Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos – Homilia

Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos Celebramos com toda a Igreja, a Solenidade da Epifania do Senhor,...
Read More
 Solenidade de Maria, Mãe de Deus – Homilia

 Solenidade de Maria, Mãe de Deus – Homilia

“Maria, a totalmente santa, toda consagrada ao amor de Deus e ao amor dos homens.” No dia 1º de janeiro,...
Read More
A sagrada missão da família (Homilia Sagrada Família – ano C)

A sagrada missão da família (Homilia Sagrada Família – ano C)

A sagrada missão da família Celebrar a Festa da Sagrada Família (ano C) é ocasião favorável, para refletirmos sobre o...
Read More
“O Verbo Se fez Carne”- Homilia – Missa do Natal do Senhor. Ano C

“O Verbo Se fez Carne”- Homilia – Missa do Natal do Senhor. Ano C

  Na Missa do Dia de Natal, celebramos o Mistério da Encarnação numa atitude de serena alegria e de ação...
Read More
A mais bela Notícia: “Nasceu nosso Salvador!” – Homilia – Vigília do Natal – Ano C

A mais bela Notícia: “Nasceu nosso Salvador!” – Homilia – Vigília do Natal – Ano C

A Liturgia da Noite de Natal nos apresenta o Nascimento de uma criança em Belém na escuridão e nudez de...
Read More
Ele está chegando… Alegremo-nos! 4º Domingo do Advento – Ano C

Ele está chegando… Alegremo-nos! 4º Domingo do Advento – Ano C

A Liturgia do 4º Domingo do Advento (Ano C) em preparação do Natal do Senhor, convida-nos a refletir sobre o Projeto...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto:

Arquivo