Os Vicentinos em nossa paróquia

Logotipo oficial da Sociedade de São Vicente de Paulo (Vicentinos)

Apresentamos nesta página o trabalho de um Movimento de nossa paróquia, que vive com palavras e ações, principalmente o Pilar da Caridade: Os Vicentinos.

A sociedade e os Vicentinos

A Sociedade são Vicente de Paulo, ou seja, os vicentinos atuam em nossa cidade há mais de cem anos. São grupos obrigatoriamente católicos, de origem francesa, nascida com a especial finalidade de assistir aos pobres. Todo vicentino participa das reuniões semanais com atas de cada reunião onde são relatados os trabalhos feitos na semana e marcados novos trabalhos. São pessoas de vida simples quase anônimas na Igreja, pois fazem um trabalho sigiloso e sem ambição de reconhecimento.O ponto alto do trabalho vicentino é a visita ao necessitado ou assistido como é conhecido. São pessoas idosas, doentes e carentes. Após visita, são levantadas possibilidades de ajuda com remédios e/ou alimentos. Não podem declarar apoio a partidos políticos, sendo a SSVP (Sociedade São Vicente de Paulo) regida por regras e organizada por hierarquias que visam a santificação através de seus mestres e senhores, os pobres.É também da responsabilidade dos vicentinos a manutenção das obras unidas a SSVP, que são: creches, hospitais, lar dos idosos (asilos). Temos em nossa cidade o Lar São Vicente de Paulo que é a moradia de pessoas desamparadas que recebem o carinho e dignidade no seu dia a dia. A coordenação das obras unidas funciona com estatutos e regimentos internos aprovados e registrados em cartório. Cumprem obrigatoriamente toda a legislação brasileira e estatuto do idoso, além das regras de procedimento da SSVP. São nove grupos na cidade, além de 2 em Correntinho, 1 em Virginópolis e 2 em Dores de Guanhães. Cada um com seu dia de reunião e o nome de um santo patrono para distinguir uma das outras.É um trabalho desafiador, diante das grandes necessidades que nem sempre são materiais, às vezes espirituais. Temos a certeza de estar cumprindo o Evangelho das bem aventuranças. Estive com fome e me destes de comer, com sede e me destes de beber, doente e fostes me visitar. A messe é grande e os trabalhadores poucos.Estamos de portas abertas para sua visita, venha nos conhecer e partilhar seu tempo, sua alegria e orações com os necessitados. São Vicente de Paulo, a virgem Maria, padroeira da SSVP no Brasil e o beato Antônio Frederico Ozanan nos abençoem e protejam.

Procure-nos!, Nos escritórios paroquiais das paróquias se encontram nossos contatos.

Joélcio Santos de Souza

A Palavra do Pastor
A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

“Qual é o lugar que concedemos a Deus na nossa vida? Na cultura contemporânea está presente um indubitável processo de...
Read More
Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Com a Liturgia do 17º Domingo do Tempo Comum (ano B), contemplamos a ação de Deus: é próprio do Seu...
Read More
“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade” Reflitamos à luz deste parágrafo do Sermão sobre os pastores, escrito pelo Bispo...
Read More
A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

Com a Liturgia do 16º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Amor e a solicitude de Deus...
Read More
Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

“A missão de Jesus é a nossa missão” A Liturgia da Palavra do 15º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

“‘Silêncio! Cala-te!’ O vento cessou e houve uma grande calmaria. Então Jesus perguntou aos discípulos: “Por que sois tão medrosos?...
Read More
O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente No 11º Domingo do Tempo Comum (Ano B), a Liturgia da Palavra nos convida...
Read More
Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Vivendo o Tempo Comum, sejamos cada vez mais fortalecidos pela Palavra, que é fonte divina de nossa conversão, como discípulos...
Read More
O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

Retomando a citação do Papa Emérito Bento XVI em que ele ressalta a missão da Igreja que é chamada a...
Read More
A Amizade Divina e a felicidade desejada – Homilia- 10º Domingo do Tempo Comum -Ano B.

A Amizade Divina e a felicidade desejada – Homilia- 10º Domingo do Tempo Comum -Ano B.

A Amizade Divina e a felicidade desejada A Liturgia do décimo Domingo do Tempo Comum (ano B) nos convida a...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: