Angelus – Domingo da Palavra

ANGELUS

Praça de São Pedro
Domingo, 26 de janeiro de 2020

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

O Evangelho de hoje (cf. Mt 4, 12-23) mostra o início da missão pública de Jesus, que aconteceu na Galileia, uma terra nos arredores de Jerusalém, e vista com suspeita por se misturar com os pagãos. Nada de bom e novo era esperado daquela região; ao contrário, ali mesmo Jesus, que havia crescido em Nazaré da Galileia, começa sua pregação.

Ele proclama o núcleo central de seu ensino resumido no apelo: “Converta-te, porque o reino dos céus está próximo” (v. 17). Este anúncio é como um poderoso raio de luz que atravessa as trevas e corta a neblina, e evoca a profecia de Isaías que é lida na noite de Natal: «As pessoas que andavam nas trevas viram uma grande luz; naqueles que andavam na terra escura brilhava uma luz “(9,1). Com a vinda de Jesus, luz do mundo, Deus Pai mostrou à humanidade sua proximidade e amizade. Eles nos são dados livremente além de nossos méritos. A proximidade de Deus e a amizade de Deus não são nosso mérito: elas são um presente gratuito de Deus, devemos guardá-lo.

O apelo à conversão, que Jesus dirige a todos os homens de boa vontade, é totalmente compreendido precisamente à luz do evento da manifestação do Filho de Deus, sobre o qual meditamos nos domingos passados. Muitas vezes é impossível mudar sua vida, abandonar o caminho do egoísmo, do mal, abandonar o caminho do pecado, porque o compromisso com a conversão se concentra apenas em si mesmo e na própria força, e não em Cristo e seu Espírito. Mas nossa adesão ao Senhor não pode ser reduzida a um esforço pessoal, não. Acreditar que isso também seria um pecado de orgulho. Nossa adesão ao Senhor não pode ser reduzida a um esforço pessoal, mas deve ser expressa em uma abertura confiante do coração e da mente para receber as Boas Novas de Jesus. É isso – a Palavra de Jesus, as Boas Novas de Jesus, o Evangelho – que muda o mundo e os corações! Somos, portanto, chamados a confiar na palavra de Cristo, a nos abrir à misericórdia do Pai e a deixar-nos transformar pela graça do Espírito Santo.

É daqui que o verdadeiro caminho da conversão começa. Assim como aconteceu com os primeiros discípulos: o encontro com o Mestre divino, com seu olhar, com sua palavra, deu-lhes o impulso de segui-lo, mudar sua vida, colocando-se concretamente a serviço do Reino de Deus.

O surpreendente e decisivo encontro com Jesus iniciou a jornada dos discípulos, transformando-os em anunciadores e testemunhas do amor de Deus pelo seu povo. Imitando esses primeiros arautos e mensageiros da Palavra de Deus, cada um de nós pode dar passos nos passos do Salvador, para oferecer esperança àqueles que têm sede dela.

Que a Virgem Maria, a quem nos dirigimos nesta oração do Ângelus, apoie esses propósitos e apoie-os com sua intercessão materna.

O Anjo do Senhor anunciou a Maria. E Ela concebeu do Espírito Santo. Ave Maria…

Eis a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a Vossa Palavra. Ave Maria…

E o Verbo divino encarnou. E habitou no meio de nós. Ave Maria…

Rogai por nós Santa Mãe de Deus. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos.

Infundi, Senhor, como Vos pedimos, a Vossa graça nas nossas almas, para que nós, que pela Anunciação do Anjo conhecemos a Encarnação de Cristo, Vosso Filho, pela sua Paixão e Morte na Cruz, sejamos conduzidos à glória da ressurreição. Por Nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém.

Gloria ao Pai… (3 vezes)

Aos fiéis defuntos, dai-lhes Senhor o descanso eterno. E a luz perpétua os ilumine. Descansem em paz. Amém…

Bênção Apostólica 

Papa: O Senhor esteja convosco.  Todos: Ele está no meio de nós.

Papa: Seja bendito o nome do Senhor. Todos: Agora e sempre.

Papa: A nossa proteção está no nome do Senhor. Todos: Que fez o céu e a terra.

Papa: Abençoe-vos o Deus Onipotente, Pai+, e Filho+ e Espírito + Santo. Todos: Amém

DEPOIS DE ANGELUS

Queridos irmãos e irmãs!

Hoje, pela primeira vez, estamos comemorando o Domingo da Palavra de Deus , instituído para celebrar e acolher cada vez melhor o presente que Deus fez e faz diariamente sua Palavra ao seu povo. Agradeço às dioceses, às comunidades que propuseram iniciativas para recordar a centralidade da Sagrada Escritura na vida da Igreja.

Amanhã marca o 75º aniversário da libertação do campo de extermínio de Auschwitz-Birkenau. Diante dessa enorme tragédia, dessa atrocidade, indiferença não é admissível e a memória é imprescindível. Amanhã somos todos convidados a fazer um momento de oração e lembrança, dizendo cada um em seu coração: nunca mais, nunca mais!

O Dia Mundial da Doença de Hansen é comemorado hoje. Estamos perto de todas as pessoas afetadas e de quem as cuida de maneiras diferentes.

Eu também quero estar perto e orar pelas pessoas que estão doentes por causa do vírus que se espalhou para a China. Que o Senhor acolha o falecido em sua paz, conforte as famílias e apoie o grande compromisso da comunidade chinesa, já estabelecida para combater a epidemia.

Saúdo todos vocês que vieram da Itália e de vários países, em particular os peregrinos de Valência, Salamanca, Burgos, Santander e Valladolid; estudantes e educadores de Múrcia, Cuenca, Badajoz e do Panamá.

Saúdo os fiéis de Tursi e o grupo UNITALSI da Lazio, que facilita a participação de pessoas com deficiência nas audiências gerais e no Angelus , e que hoje distribui o Messaline com a Palavra de Deus todos os dias.

Agora os camaradas chegaram [dois meninos da ACR ao lado do papa]. Saúdo calorosamente os meninos e meninas da Ação Católica, das paróquias e escolas católicas da Diocese de Roma! Também neste ano, acompanhado pelo bispo auxiliar Mons. Selvadagi, por seus pais e educadores e pelos padres assistentes, você veio em grande número ao final da “Caravana da Paz”. Agradeço por esta iniciativa. E agora vamos ouvir a mensagem que seus amigos, aqui ao meu lado, lerão para nós. Desejo a todos um bom domingo. E por favor, não esqueça de orar por mim. Tenha um bom almoço e adeus!

A Palavra do Pastor
O Senhor e o milagre do amor

O Senhor e o milagre do amor

  A Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (ano A) nos convida a refletir sobre a grandiosidade do amor...
Read More
O Reino de Deus é a nossa maior riqueza – Homilia para o XVII Domingo do Tempo Comum do Ano A

O Reino de Deus é a nossa maior riqueza – Homilia para o XVII Domingo do Tempo Comum do Ano A

  Com a Liturgia da Palavra do 17º Domingo do Tempo Comum (ano A) refletiremos à luz das Parábolas da...
Read More
Deus é paciente, misericordioso e espera a nossa conversão – Homilia para o XVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

Deus é paciente, misericordioso e espera a nossa conversão – Homilia para o XVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

A Liturgia da Palavra do 16º Domingo do Tempo Comum – (ano A) nos leva a refletir, à luz das...
Read More
A Divina Paciência – Homilia XVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

A Divina Paciência – Homilia XVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

O Missal Dominical nos oferece uma reflexão enriquecedora para a Liturgia do 16º Domingo do Tempo comum (Ano A). Algumas...
Read More
Que o nosso coração seja fecundo – Homilia do XV do Tempo Comum do Ano A

Que o nosso coração seja fecundo – Homilia do XV do Tempo Comum do Ano A

“Aquele que semeia a boa semente é o Filho do Homem. O campo é o mundo. A boa semente são...
Read More
Como é maravilhoso ser Presbítero!

Como é maravilhoso ser Presbítero!

O que a Palavra de Deus nos diz e a Igreja nos ensina, sobre o ser Presbítero? O Presbítero é:...
Read More
Humildade e pequenez diante de Deus – Homilia – 14º Domingo do Tempo Comum

Humildade e pequenez diante de Deus – Homilia – 14º Domingo do Tempo Comum

                                       ...
Read More
Pedro e Paulo, o Amor de Cristo os seduziu (Homilia)

Pedro e Paulo, o Amor de Cristo os seduziu (Homilia)

Pedro e Paulo, Apóstolos tão exemplares, exemplos de fidelidade e testemunho de Jesus Vivo e Ressuscitado. O primeiro com Jesus conviveu,...
Read More
” Não tenhais medo”. Homilia do 12º Domingo do Tempo Comum ( Ano A)

” Não tenhais medo”. Homilia do 12º Domingo do Tempo Comum ( Ano A)

  “Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma!” A Liturgia do 12º Domingo...
Read More
Fidelidade à missão que o Senhor nos confia  – Homilia para o XI Domingo do Tempo Comum do Ano A

Fidelidade à missão que o Senhor nos confia – Homilia para o XI Domingo do Tempo Comum do Ano A

  Com a Liturgia do 11º Domingo do tempo Comum (ano A), somos convidados a refletir sobre a missão que...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: