XXVI ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DO CNLB – LESTE II

“Nesse mesmo dia, dois discípulos iam para um povoado chamado Emaús, distante onze quilômetros de Jerusalém. Conversavam a respeito de tudo que havia acontecido. Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles. Os discípulos, porém, estavam como que cegos, e não o reconheceram. Então Jesus perguntou: ‘O que é que vocês andam conversando pelo caminho’”? (Lc 24,13-17)

O trecho do Evangelho ressalta a necessidade que os dois viajantes tinham de procurar um sentido para os acontecimentos que vivenciaram e a atitude de Jesus, que se põe a caminho com eles (Doc. CNBB.n.49). O Cristo Ressuscitado deseja percorrer o caminho com cada cristão – leigo ou ordenado – acolhendo suas expectativas, permitindo-lhes testemunharem os seus ensinamentos. Portanto, “todos os batizados são corresponsáveis na evangelização da sociedade, mas aos Leigos e Leigas é atribuída a tarefa imensa e difícil de levar os cristãos leigos e leigas a agirem na transformação, por dentro das estruturas sociais” (CNLB. Agenda 2019).

“O que é que vocês andam conversando pelo caminho”.

Diante da realidade em que vivemos, Jesus exorta-nos a caminhar com Ele; “cumpre à Igreja e, especialmente, ao laicato novo papel profético: a tarefa de relançar a esperança diante de um país que convive com a normalidade da fraude e da corrupção. Precisamos de cristãos que façam a diferença sem populismo, nem messianismo. Para isso, será preciso saber ler os sinais dos tempos na nossa vida e histórias concretas. Tarefa fundamental do laicato será a de tornar mais humana a família humana e sua história concreta”. (Fernando Altemeyer, para o V Encontro Nacional do CNLB/2007).

Somos convidados a participar da ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DO CNLB-LESTE II, que se realizará na cidade de Uberaba (MG), de 3 a 5 de maio, cujo tema é: “O agir dos Cristãos Leigos e Leigas, do Vaticano II ao Papa Francisco” e lema: “Vós sereis minhas testemunhas”(cf. Atos 1,8).  Momento formativo a cargo do padre Alfredinho; oportunidade para fortalecer a caminhada em nossa vocação de cristãos leigos e leigas para atuação na Igreja e no mundo.

É muito importante a participação de representantes de todas as dioceses do Regional Leste II, mesmo daquelas onde ainda não foi criado o CONSELHO DIOCESANO DOS LEIGOS.

“Basta um só homem para que a esperança exista. E esse homem, essa mulher pode ser você. Após isso, haverá um outro ‘você’ e um outro você…e isso resultará em um nós. Então, a esperança começa quando se tem um nós? Não. A esperança começou com um ‘você’. Quando há um nós, começa uma revolução”. (Papa Francisco).

Mariza C. Pimenta Dupim – Equipe de articulação do CDL – Diocese de Guanhães (MG)

 

Curta Nossa Fanpage:

Empresas que possibilitam este projeto: