Música Sacra – tesouro da igreja e da humanidade – Seminarista Daniel Bueno Borges

 

st-cecilia-windowIrmão em Cristo desta igreja particular de Guanhães,  iremos celebrar no dia 22 de novembro próximo o dia dos músicos e o dia de Santa Cecilia virgem e mártir do IV século da cristandade. Santa Cecilia é considerada  pela antiga tradição da igreja, como patrona dos músicos e também cantores, pessoas estas que cumprem um importante dever em nossas comunidades, sejam elas tocando seus instrumentos e partilhando seus dons e talentos, ou cantando. Todos estão a serviço da liturgia e por isso devem sempre ser lembrados com carinho por toda comunidade.

Entre a liturgia e a música existiu desde o início da igreja uma relação fraterna. Quando o homem louva Deus, a palavra sozinha é insuficiente. A palavra dirigida a Deus transpõe os limites da linguagem humana. Por esse motivo, tal palavra, em todos os tempos, precisamente devido à sua natureza, buscou o auxílio da arte e da música, do canto e da voz da criação no som dos instrumentos. Assim ,não só o homem participa no louvor de Deus, mas toda a criação. Estar a serviço da liturgia não é apenas um privilégio, mas sim um dever de cada cristão batizado que deve participar dos mistérios de Cristo em toda a sua grandeza e dignidade.

Sabemos que existem pessoas em nossas comunidades, paróquias e capelas que se dedicam ao sustento da louvação, seja através do canto ou de seus instrumentos que tornam o mistério celebrado mais bonito e digno. É dever de toda a comunidade sustentar a louvação com o auxílio de nossos cantores e instrumentistas. Como canto litúrgico se entende aquele que a Igreja admite por direito na celebração litúrgica, e por este mesmo motivo, deve manifestar plenamente a fé católica.

A música só será litúrgica quando nela a Igreja reconhecer sua oração, quando ela aparece para acompanhar os textos a serem cantados. Como dizia santo Agostinho aos pagãos que indagavam sobre sua fé: “Queres ver em que eu creio, venha à Igreja ouvir o que canto”. A tradição musical da Igreja é um tesouro de inestimável valor cultural que ultrapassa todas as outras expressões de arte, sobretudo porque o canto sagrado, intimamente unido ao texto, constitui parte integrante da liturgia solene (Constituição Sobre a Sagrada Liturgia) . Esta afirmação do Concílio Vaticano II faz eco à Sagrada Escritura que apresenta em suas páginas mais de seiscentas referências ao canto e à música. Do primeiro livro, o Gênesis, ao último, o Apocalipse, o canto aparece como o desenrolar de uma grande e solene liturgia. “Celebrai o Senhor, aclamai o seu nome, pregai entre as nações suas obras. Cantai-lhe hinos e cânticos espirituais, anunciai todas as suas maravilhas”, diz o rei Davi em 1Cron 16,8-9. Este relato, entre tantos outros, deixa transparecer uma rica e jubilosa liturgia, na qual as aclamações, a música e o canto são elementos que fazem parte da fé de um povo.

Deste modo, os atos litúrgicos revestem-se de forma mais elevada e nobre quando os ofícios, nos quais o povo participa ativamente, são celebrados com canto, pois onde há manifestação de vida comunitária existe o canto e onde existe o canto, celebra-se a vida e aquele que venceu a morte.

Podemos perceber então, que após a comunhão sacramental, o canto é o elemento que melhor colabora para uma verdadeira participação na liturgia, já que é uma das expressões mais profundas e autênticas dela própria, possibilitando ao mesmo tempo a participação pessoal e comunitária dos fiéis. Por ser a celebração do Mistério Pascal realizada pelo povo de Deus, estão a serviço do Mistério da Fé e da assembleia. O que deve prevalecer não são os gostos, a estética individual de cada um, mas a essência do Mistério e a participação ativa de todos. Que Santa Cecilia nossa padroeira abençoe nossos grupos de canto e que assim como ela possamos professar nossa fé no Deus uno e trino.                                                                                                                                                        Seminarista Daniel Bueno Borges

 

A Palavra do Pastor
Missão: graça divina, resposta nossa (Homilia – Ascensão do Senhor – Ano A)

Missão: graça divina, resposta nossa (Homilia – Ascensão do Senhor – Ano A)

Missão: graça divina, resposta nossa  “Ide pelo mundo e ensinai todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do...
Read More
Jesus prometeu e cumpriu: enviou-nos um Defensor (Homilia VI Domingo do Tempo Pascal)DTPA)

Jesus prometeu e cumpriu: enviou-nos um Defensor (Homilia VI Domingo do Tempo Pascal)DTPA)

 “O Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não O vê nem O conhece” No...
Read More
Jesus, o Caminho que nos conduz ao Pai – Quinto Domingo da Páscoa (Ano A)

Jesus, o Caminho que nos conduz ao Pai – Quinto Domingo da Páscoa (Ano A)

      Sejamos cristãos alegres, corajosos, convictos a caminho do céu, vivendo  no tempo presente a nossa fé em...
Read More
A fraqueza do rebanho e a fortaleza do Pastor – Homilia do IV Domingo de Páscoa (Ano A)

A fraqueza do rebanho e a fortaleza do Pastor – Homilia do IV Domingo de Páscoa (Ano A)

No IV Domingo da Páscoa (Ano A), o Dia do Bom Pastor, que é o próprio Jesus e também Dia...
Read More
Faça arder nosso coração, abra nossos olhos, Senhor! – Homilia para o 3º Domingo de Páscoa

Faça arder nosso coração, abra nossos olhos, Senhor! – Homilia para o 3º Domingo de Páscoa

Que a Boa Nova da Ressurreição de Jesus seja nossa força na missão: A Ressurreição de Jesus se descobre caminhando....
Read More
O Senhor nos comunicou o Seu Espírito _ Segundo Domingo de Páscoa

O Senhor nos comunicou o Seu Espírito _ Segundo Domingo de Páscoa

  “... Como o Pai me enviou, também eu vos envio. E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles...
Read More
“A fé que se torna missão” (Homilia  do Segundo Domingo de Páscoa)

“A fé que se torna missão” (Homilia do Segundo Domingo de Páscoa)

A fé que se torna missão” Com a Liturgia do 2º Domingo da Páscoa (ano A), também chamado de “Domingo...
Read More
“Caminha conosco, Senhor”

“Caminha conosco, Senhor”

  Na Liturgia das Horas, encontramos esta oração nas Vésperas da Segunda-feira da Quarta Semana, que nos remete ao Evangelho...
Read More
O mais belo amanhecer

O mais belo amanhecer

Quantos amanheceres já pudemos contemplar, e quantos ainda poderemos? Mas não há amanhecer como aquele que Maria Madalena viveu, quando...
Read More
Crer  no Ressuscitado é buscar as coisas do alto!

Crer no Ressuscitado é buscar as coisas do alto!

Crer no Ressuscitado é buscar as coisas do alto! Quem nunca se encantou diante da beleza de uma montanha? Não...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: