Parecer sobre a 5ª Assembleia de Pastoral e Evangelização da diocese de Guanhães, realizada no período de maio a novembro de 2016

Vale lembrar alguns fatos marcantes desta 5ª Assembleia: desde o início, a preparação do material a ser estudado, as etapas percorridas até o seu ponto máximo no dia 15 de novembro, houve a participação dos leigos com sugestões, críticas valiosas e empenho junto aos padres. Haja vista, as várias adaptações nas paróquias do questionário base, para facilitar a compreensão de todos.

Revendo as etapas

Em maio:

Aconteceu um encontro com representações das paróquias e os padres para conversarem sobre a Assembleia, propostas, conteúdo e meta. Tudo muito bem partilhado entre os presentes e coordenado por Dom Jeremias.

Em junho:

Em todas as paróquias, foram realizados encontros com as lideranças preparando os agentes que realizaram as assembleias nas comunidades.

Nos meses de Julho e agosto foram realizadas as assembleias nas comunidades e plenários paroquiais a partir dos relatos comunitários.

No final de Agosto e Setembro, aconteceram as assembleias nas sete áreas Pastorais,  cuja definição das mesmas, se deu em virtude da melhor organização da Assembleia e efetivação da participação dos leigos na vida eclesial, como batizados e sujeitos eclesiais, protagonistas e  destinatários da evangelização. A presença de Dom Jeremias nas áreas Pastorais deu maior visibilidade ao “Sentir Igreja e membro de uma Igreja em Saída”.

A última etapa aconteceu no dia 15 de novembro, quando novamente reuniram-se as representações das paróquias com os padres e Dom Jeremias para celebrarem as propostas que nortearão a Evangelização nos próximos anos em nossa Diocese de Guanhães, sob o Patrocínio de São Miguel e como inspiradora de Discipulado a Virgem Maria, Nossa Mãe e Rainha.

Na condução do trabalho esteve o padre Elizeu, da diocese de Teófilo Otoni assessorado por padres e leigos que muito contribuíram para o bom desenvolvimento da temática. Baseado na carta do papa Francisco sobre a família Amoris Letitiae, as Diretrizes da CNBB 2015 – 2019; Evangelium Gaudium, Laudato Si e Doc. 100 da CNBB. Foi proposto como urgente na diocese pensar uma “Igreja Missionária em saída, com um Diretório Diocesano de Pastoral e Liturgia facilitando a Pastoral de conjunto, a espiritualidade e a formação permanente para todos os agentes e em todos os seguimentos eclesiais”.

Penso que, neste momento tão importante, no qual a Igreja no Brasil se volta para a valorização da presença e atuação, a partir do Documento 105 da CNBB, nossa assembleia deu passos importantes, mas não sem reconhecer que muito já foi feito graças ao empenho conjunto de padres e leigos atuando com respeito à missão e Carisma próprios de cada um.

Parabéns, Diocese de “São Miguel de Guanhães”! Parabéns, Dom Jeremias pela dedicação e acolhida fraterna das sugestões e ao presbitério que abraçou esta causa com afinco e confiança. Mas tudo isto, certamente foi bênção de Deus em nossa Diocese, foi reconhecimento de quanto cada pessoa batizada pode e faz bem, quando assume como sua A IGREJA DE JESUS CRISTO. Parabéns a você pai, mãe, idoso, jovem, criança … Enfim, você cristão comprometido, que não mediu esforços  para tornar nossa Diocese mais anunciadora do “Evangelho da Alegria.”

Peçamos ao Pai das misericórdias que os frutos desta Assembleia sejam abundantes entre nós.

Padre José Aparecido dos Santos-  Coordenador Diocesano de Pastoral

Curta Nossa Fanpage:

Empresas que possibilitam este projeto: