Dom Jeremias preside a Missa da Solenidade do Corpo e Sangue de Jesus

A Celebração Eucarística iniciou-se  na catedral. Depois os fiéis saíram em procissão para a Igreja matriz, para a bênção final.

 

Trechos da homilia de Dom Jeremias:
Que bom estarmos reunidos para  a grande festa do Corpo e sangue de Jesus , quando manifestamos publicamente

a nossa fé no Cristo ressuscitado.

No dia de hoje, recordamos que Jesus ao celebrar a sua páscoa,  reuniu com os apóstolos, pegou o pão e disse

“Isto é meu corpo que será entregue a vocês; pegou o cálice e disse ” Este é o meu sangue derramado por vós”.

No contexto, ele lava os pés dos discípulos e diz com eles para fazerem o mesmo.

O corpo de Cristo representa todo o seu ser, Ele se doa por inteiro, nada fica reservado a Ele.
O sangue significa sacrifício, sangue derramado, numa aliança que ninguém poderá romper.
Eucaristia significa humildade, simplicidade, sacrifício. Jesus nos diz que se não lavarmos os pés dos irmãos,

não teremos parte com ele. É um compromisso que assumimos cada vez que comungamos.

Após a Missa , sairemos em procissão em plena luz do dia, conforme nos orienta a Liturgia, para que possamos

professar publicamente a nossa fé. 

O apóstolo Paulo recorda a instituição da Eucaristia. Na Comunidade de Corinto também existia o contra

testemunho: pobres de um lado que festejavam pouco e ricos do outro, que festejavam muito. Paulo dizia que

não podia haver divisões.

A Eucaristia é o sacramento da unidade. Quem recebe a eucaristia e não se preocupa com a unidade e com a

partilha, comunga a sua própria condenação.

A Eucaristia nos torna uma única família, pois reúne ao redor da mesa, todo o rebanho. Ele se faz pão e vinho para

nos alimentarmos e fortalecermos em nossa missão que é a de propagarmos o seu reino.

No Evangelho de hoje, um outro contexto de Eucaristia. Jesus providencia o alimento, organizando  todos os

presentes em grupos de 50,conforme o que orienta-nos a Igreja, em pequenos grupos, formando redes de

comunidade.

No milagre da multiplicação dos pães, vemos que o pouco  torna-se bastante. Temos pouco. No Evangelho, é da

criança que acontece o milagre.  E hoje, Deus conta conosco: “Dai-lhe vós mesmos de comer…Ele com conta com a

nossa disponibilidade. Somos chamados ao trabalho:  darmos de comer a quem tem fome.

Jesus é o nosso pão da vida que nos dá força.
Curta Nossa Fanpage:
Faça sua inscrição:

Empresas que possibilitam este projeto: