Circular nº 10 de Dom Jeremias. Orientações Pastorais para o “Terço dos Homens” na Diocese de Guanhães

“Os homens quando rezam, as famílias se transformam!”
O Bispo Diocesano, Dom Jeremias Antônio de Jesus divulga orientações e normas para a realização do “Terço dos Homens” na Diocese.

brasao-diocese

CIRCULAR Nº 10/2.015

ASSUNTO: ORIENTAÇÕES PASTORAIS PARA O “TERÇO DOS HOMENS” NA DIOCESE DE GUANHÃES

            Caros Irmãos Presbíteros e Coordenadores Paroquiais do Movimento “Terço dos Homens!”

Saudações Fraternas!

Atendendo a solicitação de vários coordenadores paroquiais do Movimento Terço dos Homens e percebendo o crescimento e a importância deste movimento em nossa Diocese de Guanhães e em toda a Igreja no Brasil, apresento-lhes as Orientações e Normas Pastorais, fruto do trabalho da Coordenação de Pastoral junto ao clero e às coordenações paroquiais do Movimento.

Com estas Normas e Orientações poderemos caminhar, evidentemente, mais organizados e em comunhão com a Igreja Diocesana.

Sugerimos, também, um esquema para os encontros: 1. Acolhida; 2. Entrada da Imagem; 3. Intenções ou Oferecimento do Terço; 4. Proclamação de um texto bíblico, onde não houver Missa; 5. A récita do Terço; 6. Consagração a Nossa Senhora.

Desejo informar ainda a composição da equipe de coordenação diocesana eleita no encontro dos coordenadores paroquiais do Movimento no dia 06 de novembro do corrente ano: Diretor Espiritual (nomeado pelo Bispo): Pe. João Carlos de Sousa; Coordenador Diocesano: Sr. Sebastião Eustáquio de Sousa, da Paróquia Santo Antonio, de Peçanha; Secretário: Sr. Miramar Andrade de Sousa, da Paróquia Santa Maria Eterna, de Santa Maria do Suaçuí; Tesoureiro: Sr. Luís Cassimiro da Silva, da Paróquia São Pedro do Suaçuí.

Peço ao Bom Deus que abençoe a todos, e que a Bem Aventurada Virgem, Mãe de Deus e nossa, interceda constantemente por todos os seus filhos e filhas.

Na força da oração e na luz do Espírito que todas as nossas famílias sejam transformadas!

Em Cristo Jesus,

 

Dom Jeremias Antonio de Jesus

Bispo Diocesano

ORIENTAÇÕES PASTORAIS PARA O “TERÇO DOS HOMENS” NA DIOCESE DE GUANHÃES

  1. O Movimento “Terço dos Homens” tem como objetivo reunir homens para a recitação do terço mariano no seguimento do Evangelho, nos ensinamentos da Igreja, oferecendo motivação e formação espiritual, social e familiar.
  2. Cada grupo paroquial escolhe, em concordância com o Pároco ou Administrador Paroquial o padroeiro (a), dando preferência a um título mariano.
  3. O Pároco ou Administrador Paroquial será o Diretor Espiritual dos grupos paroquiais.
  4. O Terço dos Homens acolhe todos os homens e poderá convidar a comunidade para eventos especiais. As mulheres não podem ser proibidas de participar, embora não precisam ser convidadas e nem seja necessário sua participação ativa durante a reza do terço. As mulheres que comparecerem aos encontros devem ser bem acolhidas!
  5. O Terço dos homens poderá ser organizado em toda área Diocesana, nas Paróquias, capelas, centros sociais, hospitais, comunidades rurais, quartéis etc., desde que em comunhão com o Pároco ou Administrador Paroquial.
  6. A coordenação diocesana é formada pelo Diretor Espiritual, pelo Coordenador Diocesano, Secretário e Tesoureiro. As Coordenações paroquiais devem seguir o mesmo esquema da Coordenação Diocesana.
  7. O Orientador Espiritual Diocesano será um sacerdote indicado pelo Bispo Diocesano que ficará responsável de acompanhar, orientar e sugerir atividades espirituais para o crescimento do movimento.
  8. O Coordenador Diocesano será escolhido entre as coordenações paroquiais através da apresentação de três nomes para apreciação e confirmação do Bispo Diocesano. Cabe ao Coordenador Diocesano: acompanhar, orientar, sugerir projetos e atividades pastorais, organizar encontros de aprofundamentos, retiros, convidar pregadores e formar equipes de apoio, sempre em acordo com o Orientador Espiritual Diocesano. Este Serviço só poderá ser ocupado por quem estiver participando ativamente em seu grupo de origem e que apresente comprovado testemunho cristão junto à sua família e sua comunidade.
  9. O tesoureiro será também escolhido pelas coordenações paroquiais e deverá registrar as entradas e saídas de numerários no Livro Caixa e apresentar sempre que possível Prestação de contas do movimento financeiro.
  10. O Secretário será também escolhido pelas coordenações paroquiais e deverá acompanhar e participar das reuniões registrando o ocorrido em livro de atas.
  11. A coordenação Diocesana deverá, na media do possível, representar a Diocese nos eventos congêneres em nível estadual ou nacional procedendo ao registro de praxe.
  12. Os encontros ou celebrações do Terço dos Homens devem se limitar ao tempo máximo de uma hora por vez.
  13. É necessário que cada grupo desenvolva o espírito missionário e a preocupação com as questões sociais da comunidade bem como uma efetiva participação na vida e nas atividades de sua Paróquia.

A redação destas Normas e Orientações Pastorais foi estudada e aprovada pelo Clero Diocesano e pelas Coordenações Paroquiais do Movimento Terço dos Homens.

Dada e passada em nossa Cúria Diocesana no dia 11 de Novembro de 2.015.

Dom Jeremias Antonio de Jesus

Bispo Diocesano

“Fiat voluntas Tua!”

 

“Os homens quando rezam, as famílias se transformam!”

 

Prot. Nº l.800

Livro 01

Fls. 41

A Palavra do Pastor
Presbítero: Homem da Palavra e de palavra

Presbítero: Homem da Palavra e de palavra

O sopro do Concílio nos desafiou a assumir as alegrias e tristezas, angústias e esperanças da humanidade, como Igreja de...
Read More
Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Todos os dias são dias de missão, e a Igreja que vive no tempo é missionária, por sua natureza, tendo...
Read More
Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

No 28º Domingo do Tempo Comum (ano B), somos convidados a refletir sobre o essencial e o efêmero em nossa...
Read More
Somos um povo peregrino e evangelizador .

Somos um povo peregrino e evangelizador .

“Nós vimos o Senhor” (Jo 20,25) Na Exortação Evangelii Gaudium, o Papa afirma que “A Evangelização é dever da Igreja. Este sujeito da...
Read More
O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

  No 27º Domingo do Tempo Comum (Ano B), refletimos sobre a aliança matrimonial que, no Projeto de Deus, consiste...
Read More
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: