Circular nº 09 de Dom Jeremias -Solenidade de Cristo, Rei Do Universo

Bispo diocesano, Dom Jeremias Antônio de Jesus, divulga circular com sugestões para as celebrações da Solenidade de Cristo, Rei do Universo, e o encerramento do Ano Litúrgico e o Dia dos Cristãos Leigos e Leigas.

brasaoepiscopal

Caros Irmãos Presbíteros!

Saudações Fraternas!

Dias 21(Missa Vespertina) e dia 22 de Novembro toda a Igreja celebrará a Solenidade de Cristo, Rei do Universo, e o encerramento do Ano Litúrgico. Como em todos os anos, no Brasil, celebraremos também o Dia dos Cristãos Leigos e Leigas. Por isso, peço aos senhores padres uma palavra de gratidão e afeto a todos os homens e mulheres que, com o seu testemunho de fé e participação, ajudam a Igreja de Jesus Cristo a ser sinal de salvação no mundo. Temos muito que agradecer aos nossos irmãos e irmãs, presentes nas nossas comunidades, assumindo trabalhos desafiadores, doando o seu tempo para que as comunidades tenham vida. Leigos e leigas que atuam nas nossas paróquias anunciando Jesus Cristo. Leigos e leigas, presentes na sociedade, como Igreja, fermento na massa, sal e luz, fazendo a diferença no mundo em que vivem. Homens e mulheres de fé atuando na edificação do Reino de Deus.

Estou lhes enviando algumas sugestões para as celebrações dos dias 21 e 22. Sugiro também que façam uma Hora Santa Eucarística na intenção dos leigos e leigas, convidando todos os agentes de pastoral e aqueles que na sociedade dão o seu testemunho de fiéis discípulos e discípulas de Jesus Cristo a serviço do Reino. Envio-lhes ainda dois anexos produzidos pelo CNLB que podem servir de inspiração na preparação das celebrações.

Desejo a todos santas e piedosas celebrações; e lhes agradeço, invocando as Graças e Bênçãos do Bom Deus!

Em Cristo Jesus,

 

Dom Jeremias Antonio de Jesus

Bispo Diocesano

“Fiat Voluntas Tua”

 

SOLENIDADE DE CRISTO REI! DIA NACIONAL DOS CRISTÃOS LEIGOS E LEIGAS (Sugestões para a Celebração da Santa Missa e/ou Celebração da Palavra)

1- Destacar o Círio Pascal ou a Cruz ornada com um pano branco e com uma palma, que simboliza a vitória; destacar também a mesa da Palavra e da Eucaristia.

 2- ACOLHIDA INICIAL (sugestão): Caríssimos/as, alegremo-nos por sabermos filhos de Deus, o que nos impulsiona a sermos sal, luz e fermento no mundo em que vivemos. Somos convocados para um encontro pessoal com Jesus Cristo vivo e testemunhas de seu Evangelho. Ele é nosso Rei, nosso caminho, nossa vida, nossa salvação. O Reino de Deus chegou, ele já está aqui e nós somos os herdeiros da promessa, por isso devemos ser “cidadãos, discípulos missionários, sujeitos na Igreja e na Sociedade. A Igreja fecha, hoje, o ano litúrgico refletindo sobre a identidade, vocação e espiritualidade de homens e mulheres, verdadeiros sujeitos eclesiais, cidadãos, discípulos missionários.

3- Organizar a procissão de entrada trazendo a luz (Círio Pascal), a Cruz ornada com um pano branco e a palma da vitória, a Palavra, o sal e o Documento de Estudos 107-A.

4- CANTO DE ENTRADA: “Jesus Cristo, ontem, hoje, sempre ou “Vitória, tu reinarás”.

Pode-se acender o Círio Pascal, enquanto a assembléia aclama cantando.

5- RECORDAÇÃO DA VIDA: Fazer memória de leigos e leigas, sujeitos na Igreja e na Sociedade, que deram a vida pelo Reino de Deus.

6- ATO PENITENCIAL: pode ser por aspersão!

7- ORAÇÃO PARA A BÊNÇÃO DA ÁGUA: “Ó Deus, bendito sejais pela água que fecunda a terra e dá vida a toda a vossa criação. Ela não apenas refaz nossas forças, mas é sinal de que nos renovais interiormente em vossa aliança. Por esta água, venha sobre nós o vosso Espírito, para fazer de nós criaturas novas, um povo de sacerdotes, profetas e reis, agora e sempre. Amém!”

8- HINO DE LOUVOR: Louvemos pelo imenso trabalho dos cristãos leigos e leigas, “sal da terra, luz do mundo e fermento na massa”.

9- LITURGIA DA PALAVRA – Durante a Proclamação do Evangelho, pessoas com velas (leigos e leigas) se aproximam da mesa da Palavra. Incensar o Evangeliário.

Ao final da Proclamação do Evangelho repetir o canto de aclamação ou cantar o refrão: “Honra, glória, poder e louvor; a Jesus nosso Deus e Senhor!”

10- CREIO: Distribuir uma vela a cada um e fazer a renovação das promessas batismais.

 11- PRECES: Preparar as preces com a resposta: “Venha a nós o vosso Reino!”

Incluir a oração do dia do leigo e da leiga.

 12- APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS: Junto ao pão e vinho, apresentar os trabalhos e campos de atuação do leigo e da leiga na Igreja e na sociedade local, e cestos de pães para a partilha.

13- AVISOS: Lembrar que no Domingo seguinte inicia-se o Tempo do Advento.

14- Enviar os leigos e leigas para a missão do anúncio e da construção do Reino.

15- RITOS FINAIS: Partilha dos pães (se possível) como compromisso profético de ser fermento na massa.

A Palavra do Pastor
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More
“A Deus o que é de Deus” – Homilia – XXIX Domingo do Tempo Comum do Ano A

“A Deus o que é de Deus” – Homilia – XXIX Domingo do Tempo Comum do Ano A

A Liturgia do 29º Domingo do Tempo Comum (ano A) tem como tema principal a subordinação de nossa existência a...
Read More
O Banquete do Cordeiro e a “veste” apropriada (-Homilia- XXVIII Domingo do Tempo Comum -Ano A

O Banquete do Cordeiro e a “veste” apropriada (-Homilia- XXVIII Domingo do Tempo Comum -Ano A

O Banquete do Cordeiro e a “veste” apropriada A Liturgia, do 28º Domingo do Tempo Comum (Ano A), apropria-se de...
Read More
A Vinha do Senhor e os frutos esperados por Deus – Homilia- XXVII Domingo Comum do Tempo A

A Vinha do Senhor e os frutos esperados por Deus – Homilia- XXVII Domingo Comum do Tempo A

  Com a Liturgia do 27º Domingo do Tempo Comum (ano A), refletiremos sobre os frutos abundantes que  o Senhor...
Read More
O imperativo da conversão no trabalho da Vinha do Senhor- Homilia para o XXVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

O imperativo da conversão no trabalho da Vinha do Senhor- Homilia para o XXVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

  Com a Liturgia do 26.º Domingo do Tempo Comum (ano A), contemplamos um Deus que chama a todos para...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: