Um surfista campeão

Jovem brasileiro, surfista e médico, morreu enquanto surfava, em 2009. Tudo isto a dias de ser ordenado padre. E será, ao que tudo indica, o primeiro santo surfista da Igreja Católica.

GUIDO

O título deste artigo deve ter lhe levado à conclusão que iria falar do atual campeão Mundial de surf Gabriel Medina. Com certeza o fato de ser o mais jovem brasileiro a ingressar no seleto ASP World Tour (WCT), restrito aos 36 melhores surfistas do mundo, e também ser o atleta mais novo a vencer uma etapa do Campeonato Mundial de Surf (ASP), cairia como uma luva ao título do texto. Gabriel Medina de fato é o cara do Surf. Mas este título quer te levar a conhecer outro surfista campeão: Guido Schaffer.

Jovem brasileiro, surfista e médico, morreu enquanto surfava, em 2009. Tudo isto a dias de ser ordenado padre. E será, ao que tudo indica, o primeiro santo surfista da Igreja Católica. Campeão na vida quando soube ir contra a maré do mundo que o queria jogar nas ondas de uma vida sem sentido, foi aí que soube encontrar na fé e na ciência um jeito de chegar ao céu.

Nunca deixou de lado o amor ao surf. Conseguia se reunir com a galera na praia e ali também ser lugar de encontro com Deus. Soube viver sua vida de forma muito normal. Acredito que o que nos faz santos é justamente a busca por uma vida autêntica.

Enquanto jovem Guido teve suas baladas, aventuras nas descobertas das noites cariocas, até uma certa rebeldia, situações que o enquadra na normalidade de vida de qualquer jovem. Mas algo o movia, a vida era muito mais que aquilo e assim  sua vontade por um sentido foi a força motriz que o conduziu ao encontro com Deus. E fez de seu encontro com Jesus sua mais alta onda.

Médico como São Lucas, amor aos pobres como Francisco de Assis, e dedicação a palavra de Deus como Santo Antônio. Soube fazer de sua vida uma aventura que tinha um pódio a chegar. Tentou chegar ao sacerdócio, porém o mesmo mar que o inspirava à vida tirou seu último suspiro. Olhar para vida de Guido é perceber seu profundo desejo de andar sobre as ondas do mar, como São Pedro, se mantendo sobre o mar quando seus olhos estavam fitos no olhar dAquele que o tinha seduzido. Tanto amor a Deus e a Igreja fez com que Guido fizesse a diferença onde quer que passasse, seja na Santa Casa onde atendia os pobres, no seminário onde aprendia teologia, ou ainda em suas andanças por tantos grupos de jovens onde pregava. Sua última e maior manobra de surfe tem o conduzido ao altar, não como padre, mas sim como Santo, com sua vida reconhecida como heróica pelo Vaticano.

Olho para vida de Guido e vejo um médico, um surfista, mas acima de tudo um santo. Uma santidade moderna inserida neste tempo, que não se esgota nesta realidade, mas me aponta o céu. Guido me confirma que de fato para ser santo basta ser gente, e assim a todo momento provocar uma revolução do Amor. No céu Guido me convida a surfar contra a correnteza de um mundo que pensa que a plena felicidade está no prazer temporal. Guido me faz mergulhar em uma vida com pleno sentido que só se chega estando mergulhado em Deus!

“A verdadeira liberdade é aquela que se funda no amor e elege o Bem” ( Guido Schaffer)

Valeu Campeão!

Adriano Gonçalves
Missionário, formado em filosofia, acadêmico em psicologia e apresentador do Programa Revolução Jesus na TV Canção Nova. É autor de três livros pela Editora Canção Nova: “Santos de Calça Jeans”, “Nasci pra dar certo!” e “Quero um amor maior”.
Twitter: adriano_rvj
Facebook: adrianogoncalvescn

A Palavra do Pastor

Temos fome e sede de Deus – XVIII Domingo do Tempo Comum

Com a Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Jesus, o Pão da Vida, e,...
Read More
A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

“Qual é o lugar que concedemos a Deus na nossa vida? Na cultura contemporânea está presente um indubitável processo de...
Read More
Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Com a Liturgia do 17º Domingo do Tempo Comum (ano B), contemplamos a ação de Deus: é próprio do Seu...
Read More
“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade” Reflitamos à luz deste parágrafo do Sermão sobre os pastores, escrito pelo Bispo...
Read More
A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

Com a Liturgia do 16º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Amor e a solicitude de Deus...
Read More
Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

“A missão de Jesus é a nossa missão” A Liturgia da Palavra do 15º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

“‘Silêncio! Cala-te!’ O vento cessou e houve uma grande calmaria. Então Jesus perguntou aos discípulos: “Por que sois tão medrosos?...
Read More
O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente No 11º Domingo do Tempo Comum (Ano B), a Liturgia da Palavra nos convida...
Read More
Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Vivendo o Tempo Comum, sejamos cada vez mais fortalecidos pela Palavra, que é fonte divina de nossa conversão, como discípulos...
Read More
O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

Retomando a citação do Papa Emérito Bento XVI em que ele ressalta a missão da Igreja que é chamada a...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: