Palavra do Presidente da CNBB, no lançamento do Novo Diretório para a Catequese

A iniciação cristã é um ouro no caminho evangelizador e missionário de nossa Igreja. É um ouro que tem a centralidade da Palavra santa de Deus e a doutrina da nossa Fé; ouro que precisa ser bem cuidado para um novo tempo no nosso caminho. Somos agradecidos e estamos comprometidos com o dom de receber o Diretório para a Catequese.

Queremos assim, abrir nossos corações, para um Documento Pontifício que nos aponta caminhos que fecunda nosso comprometimento para a catequese de Iniciação à Vida Cristã. É um Novo Diretório para toda a nossa Igreja que nos compromete de modo especial, aqui no Brasil, com o caminho fecundo e bonito da catequese, com tantos testemunhos, historicamente incalculáveis na sua força e na sua importância. É o Papa Francisco nos convidando a ser cada vez mais, com a força da catequese, uma Igreja em saída. É o que nós, nas nossas Diretrizes Gerais  da Ação Evangelizadora acentuamos a força e a importância da catequese na ação evangelizadora de nossa Igreja.  Tudo isso de maneira sinodal, participativa, envolvendo a todos, contando com muitos e com o empenho qualificado de cada um de nós.

Eu quero dizer ao seu coração: ensinar os caminhos da fé cristã católica, ajudar cada pessoa a seguir Jesus mudando hábitos, modos de pensar e agir, são dons preciosos dos catequistas a serviço da Igreja e do mundo.

Essa capacidade de orientar na fé crianças, jovens e adultos deve ser continuamente aprimorada, pois, o coração humano permanentemente se transforma e precisa de transformações. Recebe influências das mudanças de cada época, enfrenta desafios próprios nos diferentes momentos da história.

A catequese, pois, renovar-se continuamente, é o seu segredo.  Por isso estamos felizes, abertos a esta renovação. Renovada, a catequese consegue compartilhar lições que são sempre atuais, valores que não mudam e tem força para transformar o mundo, tornando-o mais justo, solidário e fraterno. Essas lições e valores têm como fonte os ensinamentos de Jesus Cristo, nosso Mestre e Senhor.

Ser catequista é, pois, oferecer ao próximo que é irmão e irmã, os fundamentos para a vivência plena e autêntica da fé. Trata-se de tarefa desafiadora, pois, abraçar o Evangelho exige a coragem de fazer da própria vida uma oferta à humanidade, indo ao encontro de todos, em todos os lugares, com coragem, com alegria missionária.

O catequista deve ajudar cada pessoa a compreender que esse caminho leva a genuína felicidade, pois permite descobrir o verdadeiro sentido da vida. Esse sentido não está em patrimônios, posses, privilégios, mas na adoção de um jeito de ser, inspirado em Jesus Cristo, na condição honrosa e alegre de sermos discípulos e discípulas d’Ele, nosso Mestre, filhos e filhas de Deus nosso Pai.

O Novo Diretório para a Catequese, o documento Pontifício, oferece importante contribuição aos que ensinam os primeiros passos da vida cristã. Ensina os primeiros passos e os fortalece na autenticidade do testemunho. As indicações do Documento são valiosas para formar crianças, adolescentes, jovens e adultos, fazendo-os também evangelizadores.

Atento aos desafios deste tempo novo, o Diretório para a Catequese aponta um itinerário, que, se acolhido, permitirá uma formação cristã que fortaleça ainda mais a Igreja na sua missão de estar sempre em saída ao encontro dos que estão nas periferias geográficas e existenciais.

Convido a você, a se dedicar ao Novo Diretório para a Catequese, preparando-se continuamente para uma adequada formação para este tempo de aceleradas mudanças. Com a força, a centralidade e a luz da Palavra de Deus, um novo caminho, um novo tempo.

Permaneçamos unidos na missão de ajudar cada pessoas a iniciar o caminho da vida cristã, a seguir com fidelidade esse itinerário que leva a uma vida plena, a uma sociedade mais justa, solidária e fraterna.

Permaneçamos firmes e missionariamente empenhados nesta tarefa tão importante e essencial, cuidando para que cada pessoa, criança, adolescente, jovem e adulto, cada pessoa, cresça neste caminho da iniciação à vida cristã. Que nós possamos ser vigorosos, discípulos e discípulas de Cristo Jesus.

Amada Mãe Maria nos inspire, sobretudo a guardar no coração tudo o que ouvirmos, para transformar em compromisso e em testemunho. Proteja-nos, amada Mãe Maria, que também acompanhou o crescimento d’Ele, o Filho amado, Cristo Jesus, em estatura, graça e sabedoria.

Fonte: Diocese de Erexim

 

 

A Palavra do Pastor
“Vós sois meus amigos” Homilia do VI Domingo da Páscoa – dom Otacilio F. de Lacerda

“Vós sois meus amigos” Homilia do VI Domingo da Páscoa – dom Otacilio F. de Lacerda

Reflexão à luz da passagem do Evangelho de João (Jo 15,12-17), em que Jesus nos dá o Mandamento do amor: “Este...
Read More
Precisamos da Seiva do Amor do Senhor! Homilia – 5º Domingo do Tempo Pascal

Precisamos da Seiva do Amor do Senhor! Homilia – 5º Domingo do Tempo Pascal

“Eu sou a Videira e vós sois os ramos” A Liturgia do 5º Domingo da Páscoa (Ano B) é um...
Read More

A voz do Bom Pastor – Homilia – 4º Domingo da Páscoa

“Eu sou o Bom Pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem,  assim como o Pai me conhece e Eu...
Read More
A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

Com a Liturgia do 2º Domingo da Páscoa (ano B), também chamado de “Domingo da Misericórdia”, à luz da Palavra...
Read More
O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Ano Litúrgico (ano B), começa com a quarta-feira de cinzas, e com ela o início do itinerário quaresmal, e...
Read More
Domingo de Ramos:  Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

Domingo de Ramos: Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

"Meu  Deus, meu Deus, por que me abandonaste?"  (Mc 15,34) No Domingo de Ramos (ano B), refletimos sobre o Amor de...
Read More
“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

A Liturgia do 4º Domingo da Quaresma (Ano B) é conhecida como Domingo “Laetare”, ou seja, Domingo da alegria, devido...
Read More
A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

As grandes cidades enfrentam os inúmeros problemas de nosso tempo, principalmente porque vivemos em mudança de época, muito mais do...
Read More
Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Com o 3º Domingo da Quaresma (ano B), damos mais um passo no Itinerário rumo à Páscoa do Senhor. Podemos...
Read More
A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

O segundo Domingo da Quaresma (ano B), identificado como “O Domingo da Transfiguração do Senhor”, é um convite a escutarmos...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: