Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a Luz das Nações

“Melhor é calar-se e ser do que falar e não ser.

Coisa boa é ensinar, se quem diz o pratica.”

A Liturgia do 2º Domingo do Tempo Comum (Ano A) nos apresenta: Is 49,3.5-6; Sl 39, 2.4.7-10-11ab; 1 Cor 1,1-3; Jo 1,29-34.

Na primeira Leitura, uma passagem do Antigo Testamento, o Profeta Isaías anuncia a ação divina, que fará do Servo Sofredor a luz das nações, para que seja a Salvação de Deus oferecida a toda a humanidade. Trata-se do segundo cântico do Servo Sofredor.

A Tradição cristã viu sempre nesta página o anúncio profético do Messias, que veio ao mundo como luz e Salvação para a Humanidade.

O Salmo traz um refrão que deve iluminar toda a nossa vida, sobretudo nossa prática pastoral como discípulos missionários do Senhor – “Eu disse: ‘Eis que venho, Senhor, com prazer faço a Vossa vontade!’”.

Servir a Deus com alegria, exultação, sinceridade, doação… Sem reclamar, sem sentir-se obrigado a qualquer coisa. Impulsionados pelo amor, quando algo fazemos, o prazer e a alegria são mais que alcançados, notados e partilhados.

Não encontramos nenhum gosto saboroso naquilo que não fazemos por amor e com prazer, sobretudo quando se refere à vontade divina, que pode exigir de nós algo mais: renúncia, sacrifício.

A passagem da segunda Leitura é a introdução da Carta que Paulo dirige à comunidade de Corinto, convidando todos a trilhar o caminho de santidade e a viver a única vocação que Deus tem para nós: sermos santos.

Finaliza a Carta com uma preciosa saudação que devemos trocar mutuamente, sobretudo quando estivermos esmorecidos, não enxergando a mão e a intervenção amorosa de Deus, que nos concede toda graça e toda paz: “A graça e a paz de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo estejam convosco”.

Na passagem do Evangelho, vemos a presença de João que nos apresenta Jesus, o Cordeiro de Deus que tira o pecado mundo.

João batizou Jesus, não porque este fosse pecador, mas para santificar a água na qual todos seríamos batizados. João viu e dá  testemunho sobre Jesus:  Ele,  João, viu, no dia do Batismo, descer do céu sobre Jesus o Espírito como uma pomba. É Jesus, batizado por João, o Messias esperado, o enviado de Deus para com o Batismo no Espírito comunicar Luz e salvação para toda a humanidade.

Oportuna a citação do Lecionário Comentado: “Hoje a Palavra de Deus qualifica João como o ‘apresentador do Messias.

Estamos habituados a assistir às entrevistas na televisão, em que o apresentador se serve de personagens famosas para ganhar audiência: os outros são para ele um pretexto para aumentar sua popularidade.

João, não! Não se serve de Jesus para aumentar a sua fama, ao invés convida os seus discípulos a seguirem Jesus” (p. 62).

A propósito, João dirá em outra passagem: “É necessário que Ele cresça e eu diminua” (Jo 3,30).

Iniciando o ano, somos todos convidados a renovar a alegria da graça do Batismo e também sermos no mundo sinal da Luz que é o Cristo Senhor.

É nossa missão sermos também apresentadores do Senhor, com o anúncio do Evangelho em todos os espaços e por todos os meios.

Mas não basta apresentar Jesus, falar de Jesus. É preciso que nossa vida corresponda ao que anunciamos, ou seja, é necessário o testemunho permanente e incansável, até que um dia possamos contemplar a face d’Aquele que nos foi apresentado, e também ao mundo apresentamos, na glória da eternidade.

Finalizo com as palavras de Santo Inácio de Antioquia (século I):

Melhor é calar-se e ser do que falar e não ser. Coisa boa é ensinar, se quem diz o pratica. Pois só um é o Mestre que disse e tudo foi feito, mas também, tudo quanto Ele fez em silêncio é digno do Pai”.

Peçamos a Deus a graça de continuarmos apresentando o Senhor ao mundo, sempre acompanhado do necessário testemunho, em constante atitude de amor, diálogo, comunhão e serviço.

Postado por Dom Otacilio F. Lacerda

http://peotacilio.blogspot.com/2020/01/apresentar-e-testemunhar-jesus-luz-das.html?m=0

 

 

A Palavra do Pastor
Somente o Senhor pode nos dar o Vinho Novo – Homilia – II Domingo do Tempo Comum- Ano C

Somente o Senhor pode nos dar o Vinho Novo – Homilia – II Domingo do Tempo Comum- Ano C

Somente o Senhor pode nos dar o Vinho Novo Com a Liturgia do 2º Domingo do Tempo Comum (ano C),...
Read More
Batizar-se e se tornar discípulo do Filho amado (Batismo Ano C)

Batizar-se e se tornar discípulo do Filho amado (Batismo Ano C)

Batizar-se e se tornar discípulo do Filho amado “Tu és o meu Filho amado, em Ti ponho o meu benquerer”...
Read More
Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos – Homilia

Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos – Homilia

Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos Celebramos com toda a Igreja, a Solenidade da Epifania do Senhor,...
Read More
 Solenidade de Maria, Mãe de Deus – Homilia

 Solenidade de Maria, Mãe de Deus – Homilia

“Maria, a totalmente santa, toda consagrada ao amor de Deus e ao amor dos homens.” No dia 1º de janeiro,...
Read More
A sagrada missão da família (Homilia Sagrada Família – ano C)

A sagrada missão da família (Homilia Sagrada Família – ano C)

A sagrada missão da família Celebrar a Festa da Sagrada Família (ano C) é ocasião favorável, para refletirmos sobre o...
Read More
“O Verbo Se fez Carne”- Homilia – Missa do Natal do Senhor. Ano C

“O Verbo Se fez Carne”- Homilia – Missa do Natal do Senhor. Ano C

  Na Missa do Dia de Natal, celebramos o Mistério da Encarnação numa atitude de serena alegria e de ação...
Read More
A mais bela Notícia: “Nasceu nosso Salvador!” – Homilia – Vigília do Natal – Ano C

A mais bela Notícia: “Nasceu nosso Salvador!” – Homilia – Vigília do Natal – Ano C

A Liturgia da Noite de Natal nos apresenta o Nascimento de uma criança em Belém na escuridão e nudez de...
Read More
Ele está chegando… Alegremo-nos! 4º Domingo do Advento – Ano C

Ele está chegando… Alegremo-nos! 4º Domingo do Advento – Ano C

A Liturgia do 4º Domingo do Advento (Ano C) em preparação do Natal do Senhor, convida-nos a refletir sobre o Projeto...
Read More
A alegria cristã do Natal é fruto da conversão – 3° Domingo do Advento do Ano C

A alegria cristã do Natal é fruto da conversão – 3° Domingo do Advento do Ano C

A alegria cristã do Natal é fruto da conversão “Alegrai-vos sempre no Senhor” (Fl 4, 4) O 3º Domingo do...
Read More
A alegria do Natal depende de nossa conversão – Homilia do 2º Domingo do Advento Ano C

A alegria do Natal depende de nossa conversão – Homilia do 2º Domingo do Advento Ano C

A alegria do Natal depende de nossa conversão O Tempo do Advento é  favorável para prepararmos um verdadeiro Natal, e...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: