Exultemos de alegria pelo Nascimento do Salvador

“O Verbo Se fez Carne

e nós vimos a Sua glória” (Jo 1,14)

A alguns dias do Natal, precisamos dar os últimos passos em sua preparação, para que exultemos de alegria diante do maior acontecimento conhecido pela humanidade: o nascimento de Jesus.

Através d’Ele, Deus vem armar a Sua tenda, vem morar em nosso meio, fazendo-se um de nós, exatamente igual a nós, exceto no pecado. Caminhando conosco, Ele, a luz do mundo, ilumina a nossa vida, os nossos caminhos.

Diversos fatos revelam o Natal do Senhor acontecendo em nossa vida, em todos os âmbitos e em todo o tempo; fatos marcantes que manifestam a glória de Deus.

A intensidade dos fatos vividos nos desafia a olhar para frente e comunicar uma palavra de ânimo, coragem e vigor para a continuidade da ação evangelizadora que é ininterrupta e jamais consumada.

Celebrar o Natal do Senhor com matizes pascais e manifestar a Sua glória, comunicando “a alegria do Evangelho”, como insistiu o Papa em sua primeira Exortação Apostólica, é sermos portadores de uma alegria que o mundo não pode oferecer e tão pouco nos tirar, porque somos discípulos missionários do Verbo que se fez Carne, presença divina em nosso meio e  nos enviou em missão.

Celebrar o Natal verdadeiramente nos faz intensamente comprometidos com uma Igreja que não se acomoda dentro de suas quatro paredes, mas vive com ardor a presença no mundo, comunicando o sabor de Deus e a vida, porque comunica a Luz que veio iluminar a humanidade e tão somente assim seremos fermento na massa, levedando um mundo novo que tanto sonhamos e buscamos.

Que a Noite de Natal não seja apenas de mesas fartas e troca de presentes, um tempo de alegria cronometrado. Mas, seja, antes de tudo, uma noite em que os corações se abrem para acolhida do Amor ao mundo comunicado e para sempre presente no coração dos homens e mulheres de boa vontade que cantam glória a Deus no mais alto dos céus, para que tão somente assim tenhamos uma fé luminosa, que tornará fecunda a esperança, porque de braços dados com a caridade.

Natal com matizes Pascais é preciso ser celebrado, e isto acontece no primeiro e indispensável espaço de nosso coração. Somente assim o Natal será todos os dias, comunicando ao mundo o que mais belo ele significa para nós: o nascimento do amor, o resplandecer da luz que brilha nas trevas, nas sombras da história.

Postado por Dom Otacilio F. Lacerda

http://peotacilio.blogspot.com/2019/12/exultemos-de-alegria-pelo-nascimento-do.html?m=0

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: