Regina Coeli com Papa Francisco

REGINA COELI

Praça São pedro – Vaticano
Domingo, 12 de maio de 2019


 

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

No Evangelho de hoje (cf. Jo 10, 27-30), Jesus apresenta-se como o verdadeiro Pastor do povo de Deus, fala da relação que o liga às ovelhas do rebanho, isto é, aos seus discípulos, e insiste que é um relacionamento de conhecimento mútuo. «Minhas ovelhas – diz ele – ouçam a minha voz e eu as conheço e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna e eles não se perderão ”(vv. 27-28). Lendo com cuidado esta frase, vemos que a obra de Jesus é expressa em algumas ações: Jesus fala , Jesus sabe , Jesus dá a vida eterna , Jesus guarda .

O Bom Pastor – Jesus – está atento a cada um de nós, nos busca e nos ama, dirigindo-nos à sua palavra, conhecendo nossos corações, nossos desejos e nossas esperanças, bem como nossos fracassos e decepções. Ela nos acolhe e nos ama como somos, com nossas forças e nossos defeitos. Para cada um de nós ele “dá a vida eterna”: isto é, ele nos oferece a possibilidade de viver uma vida plena, sem fim. Além disso, nos mantém e nos guia com amor, ajudando-nos a cruzar os caminhos inacessíveis e as estradas às vezes arriscadas que aparecem no caminho da vida.

Aos verbos e gestos que descrevem o modo pelo qual Jesus, o Bom Pastor, se refere a nós, os verbos referentes às ovelhas, que são nós: ” escute minha voz “, ” segue-me “. Estas são ações que mostram como devemos corresponder às atitudes carinhosas e carinhosas do Senhor. De fato, ouvir e reconhecer sua voz implica intimidade com ele, que se consolida na oração, no encontro de coração a coração com o divino Mestre e Pastor de nossas almas. Essa intimidade com Jesus, estando aberta, conversando com Jesus, fortalece em nós o desejo de segui-lo, saindo do labirinto de caminhos errados, abandonando comportamentos egoístas, para partir em novos caminhos de fraternidade e nos doar a nós mesmos, imitando -lo.

Não nos esqueçamos de que Jesus é o único Pastor que nos fala, nos conhece, nos dá a vida eterna e nos mantém. Nós somos o único rebanho e devemos apenas nos esforçar para ouvir sua voz, enquanto com amor ele examina a sinceridade de nossos corações. E desta contínua intimidade com nosso Pastor, desta conversa com ele, vem a alegria de segui-lo, deixando-nos levar à plenitude da vida eterna.

Agora nos voltamos para Maria, Mãe de Cristo Bom Pastor. Ela, que prontamente respondeu ao chamado de Deus, ajuda em particular aqueles que são chamados ao sacerdócio e à vida consagrada a acolher o convite de Cristo para ser seu colaborador mais direto no anúncio do Evangelho e no serviço do Reino com alegria e disponibilidade. de Deus em nosso tempo.


Depois da Regina Coeli

Caros irmãos e irmãs!

Em muitos países, o “Dia das Mães” é comemorado hoje. Eu gostaria de enviar uma calorosa saudação a todas as mães, agradecendo-lhes – todos os aplausos para as mães! – pelo seu precioso trabalho em criar filhos e proteger o valor da família. Também nos lembramos das mães que olham para nós do céu e continuam a nos vigiar com a oração. Nossos pensamentos também vão para nossa mamãe celestial, que celebraremos amanhã, 13 de maio, com o nome de Nossa Senhora de Fátima. Nós nos confiamos a ela para continuar nossa jornada com alegria e generosidade.

Hoje ocorre o IV Domingo de Páscoa, domingo do “Bom Pastor”, o Dia Mundial de Oração pelas Vocações, que este ano tem como tema: “A coragem de arriscar pela promessa de Deus”. A coragem de arriscar a promessa de Deus: seguir a Jesus é sempre um risco, mas é preciso coragem. Em todas as comunidades rezamos de maneira especial pelas vocações ao sacerdócio e à vida consagrada. Esta manhã, na Basílica de São Pedro, tive a alegria de ordenar dezenove novos sacerdotes. Ao saudar afetuosamente esses novos presbíteros, juntamente com seus familiares e amigos, convido-os a lembrar quantos o Senhor continua chamando pelo nome, como fez um dia com os apóstolos às margens do lago da Galileia, para que se tornassem “pescadores de homens”. . Destes dezenove novos sacerdotes, dois os convidaram para saudar-vos e abençoar-vos comigo.

Saúdo todos vocês, famílias, grupos religiosos e fiéis individuais da Itália e de diferentes países. Em particular, saúdo os peregrinos do Texas e os de Valência; os fiéis de Gela e Pistoia; os meninos da Confirmação de Parma, os batedores de Cossato e os de Frosinone. E agora vou pedir a esses novos sacerdotes que abençoem a todos vocês comigo.

[Blessing]

Desejo a todos um bom domingo. Por favor, não esqueça de orar por mim. Bom almoço e adeus!

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: