Oração do Angelus com o Papa Francisco

Palavras do Papa na recitação do Ângelus, 17/03/2010

Às 12 horas de hoje, o Santo Padre Francisco apareceu na janela do estudo no Palácio Apostólico Vaticano para recitar o Ângelus com os fiéis e peregrinos reunidos na Praça de São Pedro.

Estas são as palavras do Papa ao introduzir a oração mariana:

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

Neste segundo domingo da Quaresma, a liturgia nos faz contemplar o acontecimento da Transfiguração, em que Jesus concede aos discípulos Pedro, Tiago e João a antecipação da glória da ressurreição: um pedaço do céu na terra. O evangelista Lucas (ver 9,28-36) nos mostra Jesus transfigurado na montanha, que é o lugar da luz, um símbolo fascinante da experiência singular reservada aos três discípulos. Eles sobem com o Mestre na montanha, vêem-no mergulhar em oração e, em certo ponto, “seu rosto mudou de aparência” (v. 29). Acostumados a vê-lo diariamente na simples aparência de sua humanidade, diante desse novo esplendor, que também envolve toda a sua pessoa, eles permanecem maravilhados. E ao lado de Jesus aparecem Moisés e Elias, que conversam com ele sobre seu próximo “êxodo”, isto é, sua Páscoa da morte e ressurreição. É uma antecipação da Páscoa. Então Pedro exclama: “Mestre, é bom estarmos aqui” (v. 33). Ele gostaria que aquele momento de graça nunca terminasse!

A Transfiguração ocorre em um momento muito preciso na missão de Cristo, isto é, depois que Ele confiou aos discípulos que deve “sofrer muito, […] ser morto e ressuscitado no terceiro dia” (v. 21). Jesus sabe que eles não aceitam essa realidade – a realidade da cruz, a realidade da morte de Jesus -, e assim ele quer prepará-los para suportar o escândalo da paixão e morte da cruz, para que eles saibam que é assim que o Pai leva. o celestial trará seu Filho à glória, ressuscitando-o dos mortos. E este também será o caminho dos discípulos: ninguém vem para a vida eterna a não ser seguindo Jesus, trazendo sua própria cruz para a vida terrena. Cada um de nós tem sua própria cruz. O Senhor nos mostra o fim desta jornada que é a ressurreição, a beleza, carregando nossa própria cruz.

Portanto, a Transfiguração de Cristo nos mostra a perspectiva cristã do sofrimento. O sofrimento não é um sadomasoquismo: é uma passagem necessária, mas transitória. O ponto de chegada a que somos chamados é tão luminoso quanto o rosto de Cristo transfigurado: nele está a salvação, a bem-aventurança, a luz, o amor de Deus sem limites. Mostrando a sua glória desta forma, Jesus assegura-nos que a cruz, as provações, as dificuldades em que lutamos têm a sua solução e a sua superação na Páscoa. Portanto, nesta Quaresma, nós também subimos a montanha com Jesus! Mas como? Com oração. Subimos ao monte com a oração: oração silenciosa, oração do coração, oração sempre buscando o Senhor. Nós permanecemos alguns momentos em memória, todos os dias um pouco, nós fixamos o olhar interior em seu rosto e deixamos sua luz penetrar e irradiar em nossa vida.

De fato, o evangelista Lucas insiste que Jesus foi transfigurado “enquanto orava” (v. 29). Ele havia imergido em uma conversa íntima com o Pai, no qual também a Lei e os Profetas – Moisés e Elias – ressoaram, e enquanto ele aderiu a si mesmo à vontade de salvação do Pai, incluindo a cruz, a glória de Deus o invadiu revelando também fora. Assim é, irmãos e irmãs: a oração em Cristo e no Espírito Santo transforma a pessoa a partir de dentro e pode iluminar os outros e o mundo circundante. Quantas vezes encontramos pessoas que iluminam, que emitem luz de seus olhos, que têm aquele olhar luminoso! Eles rezam, e a oração faz isso: nos faz luminosos com a luz do Espírito Santo.

Continuamos nossa jornada da Quaresma com alegria. Damos espaço à oração e à Palavra de Deus, que a liturgia nos oferece abundantemente nestes dias. A Virgem Maria nos ensina a permanecer com Jesus mesmo quando não a compreendemos e não a compreendemos. Porque somente permanecendo com Ele, veremos a sua glória.

 [Texto original: italiano]

Saudação aos fiéis na Praça São Pedro, depois do Ângelus

Caros irmãos e irmãs

Nos dias de hoje, para a dor das guerras e conflitos que continuam a afligir toda a humanidade, acrescentou-se isso às vítimas do horrível ataque a duas mesquitas em Christchurch, Nova Zelândia. Eu rezo pelos mortos e feridos e suas famílias. Estou perto dos nossos irmãos muçulmanos e de toda essa comunidade. Renovo o convite para unir-me com oração e gestos de paz para combater o ódio e a violência. Vamos orar juntos, em silêncio, pelos nossos irmãos muçulmanos que foram mortos.

Dirijo uma saudação cordial a todos os presentes aqui: fiéis de Roma e de muitas partes do mundo. Saúdo os peregrinos da Polónia, os de Valência, em Espanha, e os de Cajazeiras, no Brasil, e Benguela, de Angola. Quantos angolanos!

Saúdo os grupos paroquiais vindos de Verona, Quarto di Napoli e Castel del Piano em Perugia; os estudantes de Corleone, os coroinhas de Brembo em Dalmine e a associação “Uno a Cento” de Pádua.

Desejo a todos um bom domingo. Por favor, não esqueça de orar por mim. Bom almoço e adeus!

 [Texto original: italiano]

Fonte: http://press.vatican.va/content/salastampa/it/bollettino/pubblico/2019/03/17/0218/00429.html

A Palavra do Pastor
A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

Com a Liturgia do 2º Domingo da Páscoa (ano B), também chamado de “Domingo da Misericórdia”, à luz da Palavra...
Read More
O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Ano Litúrgico (ano B), começa com a quarta-feira de cinzas, e com ela o início do itinerário quaresmal, e...
Read More
Domingo de Ramos:  Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

Domingo de Ramos: Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

"Meu  Deus, meu Deus, por que me abandonaste?"  (Mc 15,34) No Domingo de Ramos (ano B), refletimos sobre o Amor de...
Read More
“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

A Liturgia do 4º Domingo da Quaresma (Ano B) é conhecida como Domingo “Laetare”, ou seja, Domingo da alegria, devido...
Read More
A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

As grandes cidades enfrentam os inúmeros problemas de nosso tempo, principalmente porque vivemos em mudança de época, muito mais do...
Read More
Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Com o 3º Domingo da Quaresma (ano B), damos mais um passo no Itinerário rumo à Páscoa do Senhor. Podemos...
Read More
A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

O segundo Domingo da Quaresma (ano B), identificado como “O Domingo da Transfiguração do Senhor”, é um convite a escutarmos...
Read More
Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

“Ai de mim se seu não evangelizar” (1 Cor 9,16). A Evangelização na cidade tem inúmeros e grandes desafios, de modo...
Read More
“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

No 1º Domingo da Quaresma (Ano C), repensamos nossas opções de vida, tomando consciência das tentações que nos impedem de...
Read More
Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

“Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele e disse:  “Eu quero: fica curado!”. No mesmo instante  a lepra...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: