Manhã de reflexão sobre a CF-2019

Na terça-feira, 05 de fevereiro aconteceu no salão da Catedral, de 9 às 13h, um encontro para estudo e orientações  sobre o tema da Campanha da Fraternidade de 2019, assessorado por dois professores:  Diego, natural de Juiz de Fora e João Batista Miguel, natural de Monte Santo de Minas .Os dois além de professores são leigos engajados em questões sociais. Os participantes foram: Dom Darci, administrador apostólico ,todos os padres da Diocese e leigos das paróquias. ” Deus nos colocou num belo jardim” e temos que ser os jardineiros que  cuidam dele!

A igreja nos propõe olhar para a realidade, à luz da Palavra de Deus e mudar radicalmente a realidade desse jardim onde Deus nos colocou e que anda descuidado e maltratado.

 

Professor Diego de Lima
FORMAÇÃO ACADÊMICA
❖ Graduação em Filosofia pelo Instituto Santo Tomás de Aquino – ISTA.
❖ Bacharelado em Teologia pelo Instituto Santo Tomás de Aquino – ISTA.
❖ Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional pelo Centro Universitário Internacional
❖ Especialização em Teologia
❖ Especialização em Ciências da Religião
RESUMO DAS QUALIFICAÇÕES
• Professor aprovado e nomeado em concurso de Filosofia/SEE 2012
• Aprovado em concurso para o cargo de professor de Filosofia 2015
• Aprovado em concurso para o cargo de professor de Filosofia 2018
• Professor aprovado em concurso SEE/MG -2018 Processo de Certificação Ocupacional de Diretor de Escola
• Aluno do curso de Hegel UFMG
RECENTES PARTICIPAÇÕES
• Participante e pesquisador 31° Congresso Internacional da SOTER – SOCIEDADE DE TEOLOGIA E CIÊNCIAS DA RELIGIÃO. FT 7 :: Questões cristológico-pneumatológicas em parceria com a professora PhD Áurea Marin Burocchi com o tema: Reflexões acerca do Espírito Santo e a Política em um momento de crise. 2018
• Contraponto – A pólis: privilégio e ônus. Conferencista: Diego de Lima Dias e Prof. Dr. Rodrigo Coppe. PUC Minas 2018
• Membro titular parecerista na Secretaria Estadual de Cultura. 2016-2018
Diego de Lima Dias
Resumo: Graduado em Filosofia, bacharel em Teologia e Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional, Especialização em Teologia e Especialização em Ciências da Religião. Experiência em ministrar aulas, cursos e oficinas. Professor de Filosofia, autorizado em Sociologia, História e Língua Portuguesa. Experiência em Formação Humana e Cristã/Ensino Religioso.

Professor João Batista Miguel
Natural de Monte Santo de Minas- MG
– Professor;
– Pesquisador;
– Graduado em Filosofia pelo Instituto Santo Tomas de Aquino (BH-MG);
– Especialista em Ciência Política pela PUC-Rio/CNBB, com foco em Formação Política para Cristãos;
– Formado em Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching;
– Consultor, Conferencista e Palestrante com ênfase em desenvolvimento de equipes;
– Mestrando em Direito pela UFMG;
– Tem trabalhos realizados em Universidades de Barcelona, Chile, Cuba e Estados Unidos
Foi frade Agostiniano;
– Vereador na cidade de Guaranésia;
– Diretor Municipal de Esportes, Lazer, Cultura e Turismo de Monte Santo de Minas;
– Assessor da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais;
– Superintendente de Ação Cultural do Estado de Minas Gerais;
– Secretário de Estado Adjunto de Cultura de Minas Gerais;
– Membro dos seguintes conselhos de Estado:
Conselho Estadual de Políticas Culturais;
Conselho Estadual de Patrimônio;
Conselho Estadual de Igualdade Racial;
Conselho Estadual do Programa de Desenvolvimento do Áudio Visual Mineiro – PRODAM;
Conselho Curador da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte;
Conselho da Rede Minas de Televisão;
Conselho Nacional de Políticas Culturais;

 

CF 2019: “Fraternidade e Políticas Públicas”

A Campanha da Fraternidade – 2019, com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas”, tem o objetivo de “estimular a participação em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade” (texto-base). E assim estimular nos cristãos uma participação e uma responsabilização na discussão, elaboração e execução de políticas públicas.

Mas, o que são as políticas públicas? São ações desenvolvidas pelos governos para garantir os direitos da sociedade, previstos na Constituição Federal e na legislação em geral. Elas expressam o interesse pelo bem comum, pela inserção social, pela oportunidade de direitos e deveres de toda pessoa. Assim, as políticas públicas nas diversas áreas: saúde, educação, emprego, lazer, assistência social, meio ambiente, cultura, moradia, transporte, enfim, devem proporcionar benefícios para a população.

Democraticamente, as políticas públicas devem acontecer em etapas. Inicia-se com a identificação dos problemas, cabendo ao governo e à sociedade organizada em estabelecerem as prioridades, analisarem e escolherem medidas que possam solucionar ou amenizar os problemas, concluindo com a análise técnica e política. A participação da sociedade se dá pelos conselhos de direito, pelas conferências, pelas audiências públicas e outros eventos democráticos, que podem ser solicitados pelos governos ou pela própria sociedade.

Quanto é importante a participação da sociedade organizada nas políticas públicas, porque são as pessoas que vivem os problemas e as dificuldades no dia a dia, e são capazes de apontar soluções. É lamentável perceber quando os governos enfraquecem a democracia, e é mais lamentável quando há falta de interesse da própria sociedade. Que a Campanha da Fraternidade de 2019 nos incentive a participação democrática na política.

Para que ações práticas aconteçam entende-se que há a necessidade de romper o preconceito comum de que a política é coisa suja e de nos conscientizarmos de que ela é essencial para a transformação da sociedade. É necessário lembrar que políticas públicas é o cuidado que o Estado e as diversas instâncias de governo devem ter em relação ao cidadão em todas as dimensões. Por isso a insistência em fazer perceber a importância das políticas públicas e a nossa responsabilidade na discussão e elaboração das mesmas.

Os cristãos, individualmente e em grupos, podem estimular a participação dos membros da comunidade nas instâncias colegiadas de controle social das políticas públicas (conselhos de saúde, educação, entre outros), fiscalizar para onde vai o recurso público, acompanha de perto como as leis são elaboradas em municípios e nos estados, etc. Cobrar dos gestores públicos maior qualidade na oferta das políticas públicas.

Como nos lembra Papa Francisco: “Envolver-se na política é uma obrigação para os cristãos. Nós, cristãos, não podemos nos fazer de Pilatos e lavar as mãos. Não podemos! Devemos nos envolver na política, porque a política é uma das formas mais elevadas da caridade, porque ela procura o bem comum. (…) Trabalhar pelo bem comum é um dever cristão. (Papa Francisco, 07 de junho de 2013).

Se há o desencanto, é por meio da participação e do testemunho coerente de uma atuação voltada para o cuidado de todas as pessoas, especialmente das mais necessitadas, que revitalizaremos o verdadeiro sentido da política: servir ao bem comum, como propõe a Doutrina Social da Igreja. Visibilizarmos a vida do Reino de Deus!

 

Pe. Bruno Costa Ribeiro,
no editorial de Março 2019 da Folha Diocesana

A Palavra do Pastor
A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

Com a Liturgia do 2º Domingo da Páscoa (ano B), também chamado de “Domingo da Misericórdia”, à luz da Palavra...
Read More
O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Ano Litúrgico (ano B), começa com a quarta-feira de cinzas, e com ela o início do itinerário quaresmal, e...
Read More
Domingo de Ramos:  Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

Domingo de Ramos: Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

"Meu  Deus, meu Deus, por que me abandonaste?"  (Mc 15,34) No Domingo de Ramos (ano B), refletimos sobre o Amor de...
Read More
“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

A Liturgia do 4º Domingo da Quaresma (Ano B) é conhecida como Domingo “Laetare”, ou seja, Domingo da alegria, devido...
Read More
A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

As grandes cidades enfrentam os inúmeros problemas de nosso tempo, principalmente porque vivemos em mudança de época, muito mais do...
Read More
Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Com o 3º Domingo da Quaresma (ano B), damos mais um passo no Itinerário rumo à Páscoa do Senhor. Podemos...
Read More
A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

O segundo Domingo da Quaresma (ano B), identificado como “O Domingo da Transfiguração do Senhor”, é um convite a escutarmos...
Read More
Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

“Ai de mim se seu não evangelizar” (1 Cor 9,16). A Evangelização na cidade tem inúmeros e grandes desafios, de modo...
Read More
“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

No 1º Domingo da Quaresma (Ano C), repensamos nossas opções de vida, tomando consciência das tentações que nos impedem de...
Read More
Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

“Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele e disse:  “Eu quero: fica curado!”. No mesmo instante  a lepra...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: