Festa do 57º aniversário de falecimento do servo de Deus Lafayette da Costa Coelho, uma vivência de fé!

No mês de setembro, Santa Maria do Suaçuí ( MG) vive seus maiores momentos de manifestação religiosa; recebe peregrinos de diversos lugares que vêm prestar suas homenagens ao Servo de Deus – já considerado santo por muitos – e agradecer as inúmeras graças recebidas por sua intercessão.
A partir do dia 12 de setembro, inicia-se a Novena. Acontecem as caminhadas da fé, em que os fiéis levam o estandarte do servo de Deus e, em orações, saem, a cada dia, de uma comunidade local e seguem em direção ao Santuário São Miguel, onde são celebradas missas e novena . Um imenso palco é montado e vários padres da diocese de Guanhães e de outras dioceses, pastorais, ministros da Eucaristia e uma grande equipe de voluntários se unem para que os dez dias de festividades sejam marcantes para todos .Todo o evento é conduzido pelo padre Dilton Maria Pinto, vice-postulador da causa de beatificação do Servo de Deus e administrador paroquial da paróquia de Santa Maria Eterna, e que dedica-se intensamente a toda a organização, acolhida aos visitantes e animação desta grande festa religiosa.
Durante as celebrações, acontecem os relatos de milagres que são momentos de intensa emoção. O memorial e sala dos milagres que ficam no prédio ao lado ficam abertos para visitações. Há, também, o museu; casa onde morou o servo de Deus aberta ao público.
No Santuário São Miguel estão depositados os restos mortais do Servo de Deus Lafayette da Costa Coelho. Nasceu em Serro MG, em 1886, e foi ordenado Sacerdote em Diamantina (MG),em 1917. Exerceu o ministério Sacerdotal em Santa Maria do Suaçuí (MG) durante 44 anos .Faleceu em 21 de setembro de 1961. E, por esse motivo, esta data é o ápice das comemorações.
No dia 16 de setembro , o Arcebispo de Diamantina e administrador apostólico da Diocese de Guanhães , Dom Darci José Nicioli, veio à paróquia, celebrou uma missa e reafirmou a importância de todos abraçarem a causa de beatificação e trabalharem em sintonia, porque o Servo de Deus é mesmo um homem santo. Também no dia 16, chegou à cidade para as festividades, o bispo de Araçuaí, Dom Marcelo Romano,que presidiu todas as celebrações até o dia 21 de setembro.
À meia-noite do dia 20, o Santíssimo Sacramento foi exposto e fiéis estiveram em orações durante toda a noite. Todos os peregrinos foram recebidos por equipes de acolhida e com um farto café, doado pela comunidade, e servido, gratuitamente, a todos .
A partir das 5h30 do dia 21, missas foram celebradas em frente ao Santuário e também na igreja matriz. Participaram da comemoração cerca de 25.000 pessoas. Devotos do país inteiro e de diversos países através de rádios e redes sociais acompanharam, também, as festividades.
O Servo de Deus foi um homem que cativou o povo com sua fé e exemplo de humildade. Seu carisma pastoral era, principalmente, a bênção da saúde.
O processo para beatificação do Servo de Deus Lafayette da Costa Coelho continua tramitando em Roma na fase “Positio(livro de documentação necessária para a continuação do processo).
    Maria Gorete Barreiros

         

 

 

Curta Nossa Fanpage:

Empresas que possibilitam este projeto: