FOI QUANDO A MÚSICA FEZ HISTÓRIA

Abril de 2012: 63 bandas inscritas. 72 músicas vindas de muitos lugares do estado de Minas Gerais e de alguns locais do país. Novembro de 2013: 39 bandas inscreveram 52 canções. E, de novo, chegavam a Guanhães músicas de muitos lugares. Agosto de 2014: Surpreendentes 28 bandas acompanhadas de 33 músicas. Agosto de 2015: 27 bandas compuseram o quadro geral. 35 músicas foram compostas cuidadosamente por músicos de várias regiões de MG. Julho de 2016: 19 bandas trouxeram 27 presentes. Cada um foi cuidadosamente aberto. Cada presente-música nos enchia da certeza de que o Festival da Música Cristã é o maior exemplo da bondade de Deus.

Perdoem-me os mais “durões”. Os números acima contam uma história de amor, de coragem, de perseverança. O sonho de ouvir a música cristã entoando, sem barreiras, por todos os cantos da cidade de Guanhães. Tudo bem! Vou contar como esse sonho surgiu. Quem o plantou, regou, cuidou, fez até vigília para não permitir que alguma erva daninha sufocasse o florescer contínuo. A história do Festival da Música Cristã se mistura à vida do Padre Saint-Clair, Padre Adão Soares, Célio Augusto, Edneia Pereira, Fabiana Martins, Luís Carlos, Mariza Pimenta, Marina Carvalho, Meire Ane Caldeira, Robertinho Zier, Sidimar, Taisson Bicalho… Você pode me perguntar: “Não é injusto, Luís, citar nomes”? Respondo: “Não, não é”. Essas pessoas aqui citadas transformaram o sonho do padre Saint-Clair de realizar um festival só com músicas cristãs uma realidade.

Meu Deus! Quantos músicos já passaram pelos palcos da Música Cristã?! Quantas pessoas conhecemos ao longo desses seis anos?! Quantas vezes estávamos ansiosos, na madrugada, aguardando resultados? Como já nos alegramos com cada conquista?! Já até choramos quando bandas foram desclassificadas! Ninguém sabe disto: todas as músicas cantadas ali contam a história de fé, de relação com Deus, de redenção vivida pelos músicos e cantores.

No palco da Música Cristã passam testemunhos de fidelidade a Cristo e comunhão com a Igreja. Ah! E não estamos nos referindo apenas aos cristãos católicos. Evangélicos (neo)pentecostais e protestantes comungam conosco da mesma fé religiosa. O Festival da Música Cristã constitui a celebração anual da fé fora das igrejas. Nosso maior objetivo é promover a comunhão por meio da arte. E temos conseguido. Ou melhor. Opa! Opa! Deus tem nos proporcionado, porque é Ele quem permite a realização de tudo (eu creio), dar testemunho de tão sublime ato de amor.

Peço desculpas aos que leem este texto. Vocês não podem exigir de mim coerência textual. O que descrevo/escrevo são memórias. Como não se lembrar do padre José Adriano cantando: “Hei!, cantai ao Senhor um cântico novo…” Todo mundo se lembra dessa linda composição do Padre Zé, não é? Como não se lembrar da presença marcante do padre Dilton Maria Pinto e do Fernando Araújo? Nesse percurso, os dois anunciaram 176 bandas mais 219 músicas que incendiaram, emocionaram, resgataram esperanças, confirmaram a certeza do amor de Deus por todos nós!

Estamos mais uma vez nos preparando para o Festival da Música. 2017 marca o 6º ano deste evento promovido pela Pastoral da Comunicação (Pascom) da Diocese de Guanhães.. Sozinha a Pascom nunca esteve. Os apoios foram muitos. A Rádio Vida Nova FM, com presença constante dos profissionais da emissora, anuncia o Festival para milhares de pessoas em todos esses anos. Sempre recebemos o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil no Regional Leste 2 (CNBB Leste 2). Já recebemos apoio de rádios da região, da Associação Comercial e Empresarial de Guanhães (Acig), da Gráfica Candonga, das paróquias da Diocese etc.

Como temos feito nesses anos, pedimos a dom Jeremias Antônio de Jesus, bispo diocesano e apoio incondicional do Festival, a bênção de Deus sobre todos os participantes deste evento. Nossa fé afirma que o Senhor Jesus está conosco e que o Espírito Santo garante a comunhão entre os filhos e filhas do Pai.

O 6º Festival da Música Cristã ocorrerá entre os dias 28 e 29 de julho, no pátio da igreja catedral, em Guanhães. Não deixe para a última hora. Realize as inscrições. Venha cantar conosco!

Acesse o site www.festivaldamusicacrista.com.br para mais informações.

Fraternalmente,

Luís Carlos Pinto

 

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: