Matriz de Dores de Guanhães (MG) está com novo revestimento interno do altar

Em 23/02/2009, Dores de Guanhães perdera seu patrimônio oitocentista, devido a um grave incêndio que consumiu toda sua estrutura, ficando uma lacuna no coração do seu povo devoto a Nossa Senhora das Dores.

Aos poucos fora sendo erguido sua estrutura física pelo poder municipal, por ter sido um bem tombado. Posteriormente foi inventariado e registrado. Agora em 2021 está sendo finalizada, faltando ainda a conclusão da parte elétrica e instalação dos vidros.

Reside internamente na Matriz um ponto que ficará a cargo da comunidade, a parte celebrativa, que já nasceu com um desafio: conjugar detalhes antigos com normais vigentes da Igreja. Concomitante a isso, diversas pessoas da comunidade criaram a comissão “ SOS MATRIZ”, como forma de buscar os recursos necessários para a obra.

A Diocese de Guanhães, acolheu e direcionou ao melhor intento os anseios do projeto da comunidade Dorense, primeiramente por seu Chanceler Pe. Dilton Maria Pinto e Procurador e Ecônomo Pe. Hermes Firmiano Pedro, que receberam a proposta e encaminharam para visita in loco o nosso Exc. Reven, Bispo Diocesano D. Otacilio Ferreira de Lacerda. Após uma frutífera reunião, apontou o que seria prudente na obra dessa parte celebrativa. Posteriormente fora ratificado pelo Colégio dos Consultores.

O que ficou contemplado na Matriz fora o revestimento interno e bordas do trono da padroeira. O entabuamento inteiriço dele não fora recomendado por experiência não exitosa na Diocese. A durabilidade de alvenaria com madeira é muito relativa, diferente o que ocorria na antiga Matriz em que o altar era todo de madeira, o que proporcionou uma longa durabilidade.

O segundo item a ser realizado serão os arcos, que trazem uma beleza no templo, nas laterais e no centro da igreja. A última etapa será o revestimento no batistério e adjacências, possibilitando adornos que encantarão quando visitantes entrarem na igreja.

A Matriz está revestida de teologia, até mesmo no piso tem uma mensagem para os devotos da padroeira. Uma longa faixa de granito azul começa na porta principal, seguindo todo trajeto da igreja e encontra-se com uma estrela azul, que está justamente no local do altar. Somos convidados a seguir o caminho de Jesus e a não sair dele. Ele nos leva ao local em que emana sua palavra e o pão da vida, sempre estando a serviço como Maria, a Estrela da Evangelização.

Temos a feliz presença de nosso pároco, Exc. Reven. Bispo emérito D. Marcelo Romano que nos está ajudando a acompanhar as obras e em muito contribuirá com sua experiência entre nós.

No dia 17/03/2021 começou o trabalho de revestimento interno do altar e em breve estará concluída essa parte celebrativa, com previsão para três meses. Esse ano a Matriz reviverá entre nós com todo seu esplendor. Salve Maria!

Gilson Mateus Soares
Pesquisador Dorense.

 

A Palavra do Pastor
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More
A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano B), continuamos a refletir sobre um tema de extrema importância: Jesus...
Read More

Temos fome e sede de Deus – XVIII Domingo do Tempo Comum

Com a Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Jesus, o Pão da Vida, e,...
Read More
A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

“Qual é o lugar que concedemos a Deus na nossa vida? Na cultura contemporânea está presente um indubitável processo de...
Read More
Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Com a Liturgia do 17º Domingo do Tempo Comum (ano B), contemplamos a ação de Deus: é próprio do Seu...
Read More
“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade” Reflitamos à luz deste parágrafo do Sermão sobre os pastores, escrito pelo Bispo...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: