Dom Otacilio concede entrevista à Rádio Vida Nova FM sobre Quaresma e Campanha da Fraternidade

Na Quarta-feira, às 11h , durante a programação Vida News da Rádio Vida Nova FM, Dom Otacilio conversou com a locutora Cláudia Rocha sobre a Quaresma e sobre a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021.

Ele iniciou falando da importância da Quaresma, como tempo favorável de conversão, de penitência.

Neste tempo como Igreja somos chamados a viver os exercícios quaresmais da oração, jejum e esmola.

Quanto a oração: do Terço em família, dos Grupos de Reflexão; intensificação e qualificação dos momentos orantes. Oração – a relação de Deus e eu!   Oração pura, verdadeira e sincera é revertida em  ações solidárias.

Devemos  abrir mão de algo que habitualmente fazemos para nos dedicar mais  à leitura orante da Palavra de Deus. (Leitura de textos bíblicos, da história dos Santos, da Tradição da Igreja; pesquisar fontes boas para o nosso alimento  espiritual).

Sobre o  Jejum, ele falou que devemos agradecer a Deus o que  temos. Eu jejuo  livremente  em prol de quem o faz por privação.

Quando abrimos o coração para Deus, nós também abrimos o coração para o outro. Quando assim acontece, nós abrimos a gaveta, o armário… O coração se abrindo, tudo se abre em nossa vida, inclusive nossos projetos.  Coração fechado, mão fechada, insistiu.

A prática do Jejum – leva à esmola  que não é somente jogar moeda para um pedinte, ou um pedaço de pão.

É transformar o amor em ação; é  agir com compaixão. Viver a compaixão é dar mão ao coração; é  Deus levando nossas mãos a agirem em favor do outro.

Ele insistiu que quem quiser se aprofundar, deverá ler a  mensagem do Papa Francisco e também tem várias reflexões disponíveis sobre  a Oração, o Jejum e a Esmola. (Mt 6).

Ele disse que insiste na  passagem bíblica porque não se pode deixar o povo com fome da Palavra de Deus. A Quaresma também nos lembra que  “Nem só de pão vive o homem, mas de toda a Palavra que sai da boca de Deus”.

Explicou sobre o sentido das cinzas: receber a cinza,  não é receber vacina, não é remédio.

A Cinza  que recebo é para eu me lembrar  que tenho que  viver a Quaresma no Jejum, na Oração e na Penitência  -“Convertei-vos e crede no Evangelho!” (Mc 1,15);   Ou ” “Lembra-te que és pó e ao pó voltarás”.

Explicou que a cinza é produzida pela queima dos ramos  do Domingo de Ramos do ano anterior. Isto quer dizer que eu vivi um ano com Jesus. O ramo que eu O aclamei, eu volto a recebê-Lo em cinza até a próxima “Entrada em Jerusalém”.

Cinza na cabeça, significa que eu tenho que ser melhor… Deus merece que sejamos melhores a cada dia, afirmou.

Falando sobre a Campanha da Fraternidade, ressaltou que ela é a Quinta Campanha Ecumênica (que acontecem a cada cinco anos).

Quando a CNBB propõe uma Campanha Ecumênica é porque defender a vida é responsabilidade de todos nós.

Fome não olha religião; preconceito, violência ultrapassam  toda denominação religiosa. Sobre a terra vivem índios, negros, brancos, protestantes, católicos… A Casa é Comum, independente do Credo!

Precisamos lembrar que a Campanha Ecumênica não é para professarmos a mesma fé, não é rezarmos o mesmo  Catecismo,  e sim, somarmos esforços em favor da vida.

A Campanha nos convida a dialogar com outras Igrejas. Como, cristãos que somos, que professamos a fé em Jesus, podemos colaborar pelo diálogo para construção da fraternidade.

Campanha da Fraternidade 2021 – “FRATERNIDADE E DIÁLOGO: compromisso de amor”;  e o lema “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade” (Ef 2, 2-14).

Deus é amor! Deus é Vida! O foco  é o diálogo, a promoção da cultura da vida  da paz; portanto ela nos convida a construir pontes que unem e derrubarmos os muros que destroem vidas humanas.

Rezou a Oração do *Cardeal  José Tolentino Mendonça contida no Texto-base da Campanha da Fraternidade que pode ser disponibilizado a quem desejar, e motivou sua acolhida e estudo:

“Livra-nos deste vírus e de todos os outros.

Livra-nos, Senhor, deste vírus, mas também de todos os outros que se escondem dentro dele.

Livra-nos do vírus do pânico disseminado, que em vez de construir sabedoria nos atira desamparados para o labirinto da angústia.

Livra-nos do vírus do desânimo que nos retira a fortaleza de alma com que melhor se enfrentam as horas difíceis.

Livra-nos do vírus do pessimismo, pois não nos deixa ver que, se não pudermos abrir a porta, temos ainda possiblidade de abrir janelas.

Livra-nos do vírus do isolamento interior que desagrega, pois o mundo continua a ser uma comunidade viva.

Livra-nos do vírus do individualismo que faz crescer as muralhas, mas explode em nosso redor todas as pontes.

Livra-nos do vírus da comunicação vazia em doses massivas, pois essa se sobrepõe à verdade das palavras que nos chegam do silêncio.

Livra-nos do vírus da impotência, pois uma das coisas mais urgentes a aprender é o poder da nossa vulnerabilidade.

Livra-nos, Senhor, do vírus das noites sem fim, pois não deixas de recordar que Tu Mesmo nos colocaste como sentinelas da aurora.

*José Tolentino Mendonça
Cardeal, poeta e teólogo português.
Atualmente é arquivista do Arquivo Apostólico do Vaticano e bibliotecário da Biblioteca Apostólica Vaticana, na Cúria Romana.

Concluiu com a bênção à todos que acompanharam a entrevista, com a promessa de voltar em outro momento.

A Palavra do Pastor
“Vós sois meus amigos” Homilia do VI Domingo da Páscoa – dom Otacilio F. de Lacerda

“Vós sois meus amigos” Homilia do VI Domingo da Páscoa – dom Otacilio F. de Lacerda

Reflexão à luz da passagem do Evangelho de João (Jo 15,12-17), em que Jesus nos dá o Mandamento do amor: “Este...
Read More
Precisamos da Seiva do Amor do Senhor! Homilia – 5º Domingo do Tempo Pascal

Precisamos da Seiva do Amor do Senhor! Homilia – 5º Domingo do Tempo Pascal

“Eu sou a Videira e vós sois os ramos” A Liturgia do 5º Domingo da Páscoa (Ano B) é um...
Read More

A voz do Bom Pastor – Homilia – 4º Domingo da Páscoa

“Eu sou o Bom Pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem,  assim como o Pai me conhece e Eu...
Read More
A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

Com a Liturgia do 2º Domingo da Páscoa (ano B), também chamado de “Domingo da Misericórdia”, à luz da Palavra...
Read More
O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Ano Litúrgico (ano B), começa com a quarta-feira de cinzas, e com ela o início do itinerário quaresmal, e...
Read More
Domingo de Ramos:  Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

Domingo de Ramos: Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

"Meu  Deus, meu Deus, por que me abandonaste?"  (Mc 15,34) No Domingo de Ramos (ano B), refletimos sobre o Amor de...
Read More
“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

A Liturgia do 4º Domingo da Quaresma (Ano B) é conhecida como Domingo “Laetare”, ou seja, Domingo da alegria, devido...
Read More
A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

As grandes cidades enfrentam os inúmeros problemas de nosso tempo, principalmente porque vivemos em mudança de época, muito mais do...
Read More
Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Com o 3º Domingo da Quaresma (ano B), damos mais um passo no Itinerário rumo à Páscoa do Senhor. Podemos...
Read More
A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

O segundo Domingo da Quaresma (ano B), identificado como “O Domingo da Transfiguração do Senhor”, é um convite a escutarmos...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: