Como é maravilhoso ser Presbítero!

O que a Palavra de Deus nos diz e a Igreja nos ensina, sobre o ser Presbítero?
O Presbítero é:
Homem antes de tudo, sem perda de sua humanidade, com todas as limitações, vicissitudes, imperfeições… Por Deus deixando-se ser moldado. Arauto, portador da Mensagem de todas as Mensagens, a Boa-Nova do Evangelho…
Homem de horizontes largos, que carrega em si, não a saudade do paraíso, mas o desejo e o compromisso de sua realização, no incansável e auspicioso anúncio do Reino.
Homem da Palavra e de palavra que acolhe e anuncia a Palavra Sagrada, tornando-a crível, porque mantém a palavra dada. Apaixonado, incondicionalmente, por Jesus e pela vida, exigência fundamental para ser feliz em seu ministério.
Ele prima pela coerência: o homem do Altar é o mesmo do cotidiano, vivenciando a dimensão Pascal em tudo e com todos, em constantes passagens do provisório para o eterno e da morte para a vida;
Homem do Mistério e de tantos Mistérios, sem ser misterioso.
Homem da Eucaristia  celebrada, acreditada, vivida e prolongada em todas as dimensões de sua vida; conjugando em todos os tempos, o verbo Eucaristizar; por isto Servo, em constante atitude de lava-pés. Por sua vida e presença junto à comunidade, torna Deus visível, possibilitando a visibilidade e a tocabilidade divina no Pão e Vinho Consagrados.
Homem da Oração e da intimidade com Deus. Oração que envolve todo o seu ser,  impregna todo o seu existir, aprofundando e enraizando a amizade divina.
Homem discípulo, que trás em si a ternura divina e a fraternidade humana; eterno aprendiz do Mandamento Maior do Amor confiado por Nosso Senhor.
Homem da provação e da tribulação, acompanhadas da confiança divina inabalável. Relativizador das riquezas que passam, abraça, sem medo, as que não passam, não se deixando levar pela onda consumista.
Celibatário e casto, de amizades múltiplas, mas de coração indiviso, totalmente a Deus consagrado. Homem do perdão vivenciado e testemunhado nas pegadas do Mestre.
Evidentemente, nenhum Presbítero chegou à perfeição de tudo que se disse, mas se os bons propósitos forem plantados no coração, regado com a oração, frutos saborosos hão de frutificar.
Todo Presbítero carrega consigo a imperfeição, e cabe a  Comunidade ajudá-lo, em diálogo franco, aberto e sincero para a superação da mesma. Nisto consiste a mais bela e perfeita comunhão do Pastor com o Rebanho, numa mútua relação.
Não basta querer Ser Presbítero, mas é precisamos que vivamos intensamente o ser do Presbítero, para que Presbítero íntegro e santo sejamos, em plenitude; nunca sem a Oração, o apoio, o carinho e a colaboração sincera, verdadeira, transparente  de uma Comunidade orante!
Elevemos orações por todos os Presbíteros da Igreja para que vivam a graça do Sacramento da Ordem recebido e possam repetir estas palavras que disse na conclusão da reflexão:
“A cada ano que passa amo mais a minha Igreja. A cada ano que passa amo mais ainda ser Padre”.

PS: Escrito anos passados, no exercício do Ministério Presbiteral.
A Palavra do Pastor
A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

Com a Liturgia do 2º Domingo da Páscoa (ano B), também chamado de “Domingo da Misericórdia”, à luz da Palavra...
Read More
O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Ano Litúrgico (ano B), começa com a quarta-feira de cinzas, e com ela o início do itinerário quaresmal, e...
Read More
Domingo de Ramos:  Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

Domingo de Ramos: Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

"Meu  Deus, meu Deus, por que me abandonaste?"  (Mc 15,34) No Domingo de Ramos (ano B), refletimos sobre o Amor de...
Read More
“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

A Liturgia do 4º Domingo da Quaresma (Ano B) é conhecida como Domingo “Laetare”, ou seja, Domingo da alegria, devido...
Read More
A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

As grandes cidades enfrentam os inúmeros problemas de nosso tempo, principalmente porque vivemos em mudança de época, muito mais do...
Read More
Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Com o 3º Domingo da Quaresma (ano B), damos mais um passo no Itinerário rumo à Páscoa do Senhor. Podemos...
Read More
A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

O segundo Domingo da Quaresma (ano B), identificado como “O Domingo da Transfiguração do Senhor”, é um convite a escutarmos...
Read More
Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

“Ai de mim se seu não evangelizar” (1 Cor 9,16). A Evangelização na cidade tem inúmeros e grandes desafios, de modo...
Read More
“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

No 1º Domingo da Quaresma (Ano C), repensamos nossas opções de vida, tomando consciência das tentações que nos impedem de...
Read More
Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

“Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele e disse:  “Eu quero: fica curado!”. No mesmo instante  a lepra...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: