Encontro Diocesano de coordenadores de catequese

 “O cuidado com a Espiritualidade do Catequista se faz prioridade. É a Espiritualidade que mantém acesa a chama do Amor-Encontro com Deus e da Missão do Catequista.”

Pe. Adroaldo Palaoro sj, nos diz: “É a espiritualidade que reacende desejos e sonhos, que desperta energias em direção ao algo “mais”; é a espiritualidade que faz descobrir, escondida no cotidiano, a presença amorosa do Deus Pai-Mãe que nos envolve; é a espiritualidade que projeta a vida a cada instante, abre espaço à ação do Espírito, nos faz ser criativos e ousados em tudo o que fazemos e dá sentido e inspiração a cada ação humana, por mais simples que seja; é a espiritualidade que nos desperta e nos faz descobrir que nossa vida cotidiana guarda segredos, novidades, surpresas… que podem dar novo sentido e brilho à vida.

Sabendo-se que sem o cultivo da Espiritualidade, a catequese não caminha  bem, o Regional Leste 2 propõe que sejam elaborados projetos de formação seguindo níveis, assim sendo, a coordenação  diocesana  elabora projetos de formação e espiritualidade anualmente, de acordo com as necessidades.

Intitulado com “Navegar é preciso” iniciou-se o projeto em outubro de 2017 através de um encontro assessorado por  Pe Jean Poul  Hansen da Diocese de Campanha/MG, seguindo-se com  o estudo do livro O Processo de Formação da Identidade Cristã de Padre Vanildo de Paiva da Arquidiocese de Pouso Alegre, nas áreas catequéticas e nas paróquias, e, que também assessorou, em outubro de 2018, um encontro para formação e espiritualidade do grupo. Em 06 de abril, este projeto foi concluído, através de um encontro assessorado por  Pe Bruno Costa Ribeiro, que gentilmente atendeu ao convite da equipe da Comissão Diocesana, no qual conduziu as reflexões fazendo memória dos dez capítulos do livro. Intercalando às reflexões de Pe Bruno, a equipe da Comissão usou de elementos do Bibliodrama e Sociodrama, promovendo  o “Encontro com a Palavra” de todos os textos bíblicos, usados pelos autores no livro em estudo.

Após o encontro recebemos alguns depoimentos:

Um dia inteiro de espiritualidade e formação! Só me resta render graças a Deus por esta oportunidade de crescimento e de fortalecimento. É emocionante ver a dedicação das pessoas para com as coisas de Deus. Dá pra entender direitinho como é que os discípulos amedrontados e acuados após a morte de Jesus, encheram-se de coragem e se colocaram a caminho, divulgando a Boa Nova, dispostos a doarem as próprias vidas. Dá pra sentir a coragem deles, especialmente quando nos aproximamos de pessoas como vocês! Obrigada de coração por ser parte do nosso reavivamento, por nos ajudar a retirar as vendas dos olhos e a enxergar a luz, por responderem sempre com firmeza às perguntas de Jesus, por cuidarem tão bem das ovelhas que Ele lhes confiou e por nos lembrar de cuidar das nossas, por nos mostrar o que é “serviço” servindo! Quanto carinho, quanto cuidado, quanta organização, quanta leveza e quanta profundidade! Obrigada de coração! Que Deus nos abençoe e que possamos levar esse exemplo para as nossas comunidades.

                                                                      Rosilene Silva Ávila ( Sabinópolis)

“A avaliação é muito boa do encontro. A equipe diocesana cuidou dos detalhes. Tanto símbolos, roupas e uma maestria perfeita. Vocês agiram como contra regra de TV montando e desmontando o cenário. Eliana, como juíza brava cronometrando tudo e muito legal. E o padre Bruno com intervenções ricas e provocadoras. Dia de espiritualidade e de refazer conceitos. Parabéns a todos envolvidos”

                                                                    Alessandro Gomes (São Pedro)

Achei o encontro excelente. Pe Bruno é show. Que simpatia!!! Primeira vez que o vi falar, na verdade o conheço pouco. Os detalhes das apresentações foram ímpares… Louvado seja Deus!  Muito bom!

                                                       Madalena Santos Pires( Taquaral / Guanhães).

Eliana Maria de Alvarenga Guimarães (Da equipe de Comissão da Catequese Diocesana)

 

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: