Padre Bruno Costa Ribeiro recebe título de cidadania em São Sebastião do Maranhão/MG

Na abertura do ano jubilar em comemoração aos 70 anos de São Sebastião do Maranhão/MG – na manhã do dia 07 de setembro de 2018 – foi realizado o cerimonial para entrega de medalhas e menção honrosa aos maranhenses, concessão de títulos de cidadão benemérito e honorário aos grandes merecedores. Ocasião em que o Padre Bruno Costa Ribeiro recebeu o título de “cidadão benemérito” de São Sebastião do Maranhão/MG.

Pe. Bruno Costa Ribeiro é natural de São João Evangelista, nascido no dia 07 de fevereiro de 1986, filho de Gabriel Ribeiro Rosa e Rosa Emília Costa. É o mais velho de três irmãos. Aos 9 anos de idade, quando ainda era coroinha na Igreja Matriz de São João Evangelista, sentiu o desejo de se tornar padre. Esse desejo foi manifestado numa reunião de grupo de reflexão de sua rua. Com 15 anos resolveu ingressar no seminário e iniciou acompanhamento vocacional com os Padres do Sagrado Coração de Jesus (SCJ) conhecidos também como Dehonianos. Aos 16 anos ingressou no seminário menor de Lavras/MG.

Em 2004 iniciou o estudo de filosofia em Brusque/SC. Depois se preparando para a vida religiosa e missionária fez o postulando em Terra Boa (PR) e noviciado em Barretos/SP. Concluído o noviciado, após a Primeira Profissão religiosa em 15 de Janeiro de 2008 – ocasião em que se professa publicamente os votos de pobreza, obediência e castidade – iniciou seu estágio auxiliando na formação dos propedeutas no seminário Padre Dingler e também nos trabalhos pastorais da Paróquia São Pedro, em Novo Horizonte do Norte/MT, depois foi para a paróquia Nossa Senhora Aparecida em Tapurah/MT. Cursou Teologia em Taubaté/SP e, quando estava no último ano de curso, através do padre Hermes Firmiano Pedro, então pároco de São João Evangelista, pediu ao bispo Dom Jeremias Antônio de Jesus, que fosse acolhido na diocese de Guanhães.

Em janeiro de 2014 veio para São Sebastião do Maranhão/MG iniciando sua experiência pastoral na Diocese de Guanhães, ainda como seminarista. Em Março foi para Paróquia São Miguel e Almas em Guanhães onde foi ordenado diácono no dia 28 de Novembro de 2014, na Catedral. No dia 06 de Dezembro de 2014, em Sabinópolis/MG, dá continuidade ao seu estágio diaconal na paróquia São Sebastião por 2 meses e assim retornando para a paróquia São Miguel e Almas em Guanhães/MG.

No dia 06 de junho de 2015 é ordenado presbítero em São João Evangelista e no dia 12 de Julho de 2015 é enviado para paróquia São Sebastião em São Sebastião do Maranhão/MG atendendo pastoralmente a comunidades.

Devoto de Nossa Senhora, sua primeira atividade paroquial foi acolher a imagem peregrina da padroeira do Brasil. A Igreja no Brasil estava se preparando para celebrar a festa jubilar em comemoração aos 300 anos da aparição, no Rio Paraíba (1717 a 2017), da imagem da Imaculada Conceição que ficou conhecida como “Nossa Senhora Aparecida”. A peregrinação no território paroquial aconteceu no período de 02/08 a 09/08.

Preocupado com a acolhida do fiéis, principalmente os que moram fora do perímetro urbano, padre Bruno, juntamente com o conselho de assuntos econômicos paroquial, iniciou a reforma do “Salão Paroquial” ampliando ainda mais e dando condições de acolhida e bem estar aos que vem participar das celebrações como também qualquer outro que precisar das instalações paroquiais.

Sabendo da importância da preservação dos patrimônios materiais e imateriais da Igreja e entendendo que a maioria dos bens culturais ao redor do mundo estão ligados à religiosidade, trouxe de São José dos Campos para paróquia São Sebastião um técnico em Artes Sacra, Daniel Bueno Borges (hoje diácono nesta diocese), o qual recuperou grande parte deste patrimônio sacro que não pertence apenas à Igreja, mas a todo o povo maranhense, já que “aquilo que foi dado para Deus pertence a todos e deve ser conservado”.

Atento à crise que o pais enfrenta ao longo dos anos e a repercussão que isso tem na vida do homem do campo, Padre Bruno convocou uma reunião com Marcos Gobira do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais – IDENE com o objetivo de ajudar promover o desenvolvimento econômico e social das comunidades. Alguns projetos foram preparados e encaminhados, com o apoio técnico da Assistente Social Scheyla Soares juntamente com as Associações existentes.

E assim segue buscando promover e conservar o patrimônio histórico, religioso- espiritual sem esquecer da dimensão social em que estamos inseridos.

A Palavra do Pastor
“A Deus o que é de Deus” – Homilia – XXIX Domingo do Tempo Comum do Ano A

“A Deus o que é de Deus” – Homilia – XXIX Domingo do Tempo Comum do Ano A

A Liturgia do 29º Domingo do Tempo Comum (ano A) tem como tema principal a subordinação de nossa existência a...
Read More
O Banquete do Cordeiro e a “veste” apropriada (-Homilia- XXVIII Domingo do Tempo Comum -Ano A

O Banquete do Cordeiro e a “veste” apropriada (-Homilia- XXVIII Domingo do Tempo Comum -Ano A

O Banquete do Cordeiro e a “veste” apropriada A Liturgia, do 28º Domingo do Tempo Comum (Ano A), apropria-se de...
Read More
A Vinha do Senhor e os frutos esperados por Deus – Homilia- XXVII Domingo Comum do Tempo A

A Vinha do Senhor e os frutos esperados por Deus – Homilia- XXVII Domingo Comum do Tempo A

  Com a Liturgia do 27º Domingo do Tempo Comum (ano A), refletiremos sobre os frutos abundantes que  o Senhor...
Read More
O imperativo da conversão no trabalho da Vinha do Senhor- Homilia para o XXVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

O imperativo da conversão no trabalho da Vinha do Senhor- Homilia para o XXVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

  Com a Liturgia do 26.º Domingo do Tempo Comum (ano A), contemplamos um Deus que chama a todos para...
Read More
Como é bom trabalhar na Vinha do Senhor – Homilia para o XXV Domingo do Tempo Comum do Ano A

Como é bom trabalhar na Vinha do Senhor – Homilia para o XXV Domingo do Tempo Comum do Ano A

Como é bom trabalhar na Vinha do Senhor! Com a Liturgia do 25º Domingo do Tempo Comum (ano A), refletimos...
Read More
Amados e perdoados para amar e perdoar – XXIV Domingo do Tempo Comum do Ano A

Amados e perdoados para amar e perdoar – XXIV Domingo do Tempo Comum do Ano A

A Liturgia do 24º Domingo do Tempo Comum (Ano A), trata do tema do perdão. Contemplamos a Face de Deus...
Read More
”  A caridade é a plenitude da Lei” – Homilia -XXIII  Domingo do Tempo Comum Ano A

” A caridade é a plenitude da Lei” – Homilia -XXIII Domingo do Tempo Comum Ano A

“A caridade é a plenitude da Lei” “O amor não faz nenhum mal contra o próximo. Portanto, o amor é...
Read More
Sejamos fortalecidos no carregar da Cruz! Homilia do XXII Domingo Tempo Comum Ano A

Sejamos fortalecidos no carregar da Cruz! Homilia do XXII Domingo Tempo Comum Ano A

A Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano A) traz um convite que a muitos assusta e desaponta: “A...
Read More
O Senhor nos envia em missão – Homilia do XXI Domigo do Tempo Comum do Ano A

O Senhor nos envia em missão – Homilia do XXI Domigo do Tempo Comum do Ano A

O Senhor nos envia em missão Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre dois...
Read More
Maria nos ensina o caminho para o céu – Homilia Dominical – Assunção de Nossa Senhora

Maria nos ensina o caminho para o céu – Homilia Dominical – Assunção de Nossa Senhora

  Celebramos no dia 15 de agosto, a Solenidade da Assunção da Virgem Santa Maria, um dos dogmas da Igreja,...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: