Terço dos Homens em Peçanha: tarde de formação e espiritualidade.

O grupo do terço dos homens da paróquia Santo Antônio, de Peçanha, se reuniram na tarde deste domingo (24/09) para um momento de formação e espiritualidade com a temática do Ano Mariano. Começando às 14:00 horas na igreja matriz. Os diversos grupos que se reúnem para rezar o terço, tanto na igreja matriz quanto nas comunidades, foram acolhidos para este 1° momento onde houve a adoração ao santíssimo sacramento e terço meditado. Após isso, no salão paroquial, foi trabalhado a temática proposta:“Maria e o projeto de Deus na história da salvação”, seguido por  uma caminha saindo do salão paroquial percorrendo a praça da matriz com a recitação do terço voltando para a igreja matriz. Encerramos a tarde com a comunidade paroquial na missa de presidida pelo Pe. José Aparecido dos Santos. Participaram aproximadamente 90 homens, deste dia voltado para a espiritualidade Mariana.

Seminarista Daniel Bueno Borges

 

Nesta ocasião lembremos sobre as orientações pastorais para o “Terço dos Homens” na Diocese de Guanhães

1 – O Movimento “Terço dos Homens” tem como objetivo reunir homens para a recitação do terço mariano no seguimento do Evangelho, nos ensinamentos da Igreja, oferecendo motivação e formação espiritual, social e familiar.

2 – Cada grupo paroquial escolhe, em concordância com o Pároco ou Administrador Paroquial o padroeiro (a), dando preferência a um título mariano.

3 – O Pároco ou Administrador Paroquial será o Diretor Espiritual dos grupos paroquiais.

4 – O Terço dos Homens acolhe todos os homens e poderá convidar a comunidade para eventos especiais. As mulheres não podem ser proibidas de participar, embora não precisam ser convidadas e nem seja necessário sua participação ativa durante a reza do terço. As mulheres que comparecerem aos encontros devem ser bem acolhidas!

5 – O Terço dos homens poderá ser organizado em toda área Diocesana, nas Paróquias, capelas, centros sociais, hospitais, comunidades rurais, quartéis etc., desde que em comunhão com o Pároco ou Administrador Paroquial.

6 – A coordenação diocesana é formada pelo Diretor Espiritual, pelo Coordenador Diocesano, Secretário e Tesoureiro. As Coordenações paroquiais devem seguir o mesmo esquema da Coordenação Diocesana.

7 – O Orientador Espiritual Diocesano será um sacerdote indicado pelo Bispo Diocesano que ficará responsável de acompanhar, orientar e sugerir atividades espirituais para o crescimento do movimento.

8 – O Coordenador Diocesano será escolhido entre as coordenações paroquiais através da apresentação de três nomes para apreciação e confirmação do Bispo Diocesano. Cabe ao Coordenador Diocesano: acompanhar, orientar, sugerir projetos e atividades pastorais, organizar encontros de aprofundamentos, retiros, convidar pregadores e formar equipes de apoio, sempre em acordo com o Orientador Espiritual Diocesano. Este Serviço só poderá ser ocupado por quem estiver participando ativamente em seu grupo de origem e que apresente comprovado testemunho cristão junto à sua família e sua comunidade.

9 – O tesoureiro será também escolhido pelas coordenações paroquiais e deverá registrar as entradas e saídas de numerários no Livro Caixa e apresentar sempre que possível Prestação de contas do movimento financeiro.

10 – O Secretário será também escolhido pelas coordenações paroquiais e deverá acompanhar e participar das reuniões registrando o ocorrido em livro de atas.

11 – A coordenação Diocesana deverá, na media do possível, representar a Diocese nos eventos congêneres em nível estadual ou nacional procedendo ao registro de praxe.

12 – Os encontros ou celebrações do Terço dos Homens devem se limitar ao tempo máximo de uma hora por vez.

13 – É necessário que cada grupo desenvolva o espírito missionário e a preocupação com as questões sociais da comunidade bem como uma efetiva participação na vida e nas atividades de sua Paróquia.

A redação destas Normas e Orientações Pastorais foi estudada e aprovada pelo Clero Diocesano e pelas Coordenações Paroquiais do Movimento Terço dos Homens. Dada e passada em nossa Cúria Diocesana no dia 11 de Novembro de 2.015.

 

 

A Palavra do Pastor
A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

Com a Liturgia do 2º Domingo da Páscoa (ano B), também chamado de “Domingo da Misericórdia”, à luz da Palavra...
Read More
O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Ano Litúrgico (ano B), começa com a quarta-feira de cinzas, e com ela o início do itinerário quaresmal, e...
Read More
Domingo de Ramos:  Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

Domingo de Ramos: Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

"Meu  Deus, meu Deus, por que me abandonaste?"  (Mc 15,34) No Domingo de Ramos (ano B), refletimos sobre o Amor de...
Read More
“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

A Liturgia do 4º Domingo da Quaresma (Ano B) é conhecida como Domingo “Laetare”, ou seja, Domingo da alegria, devido...
Read More
A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

As grandes cidades enfrentam os inúmeros problemas de nosso tempo, principalmente porque vivemos em mudança de época, muito mais do...
Read More
Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Com o 3º Domingo da Quaresma (ano B), damos mais um passo no Itinerário rumo à Páscoa do Senhor. Podemos...
Read More
A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

O segundo Domingo da Quaresma (ano B), identificado como “O Domingo da Transfiguração do Senhor”, é um convite a escutarmos...
Read More
Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

“Ai de mim se seu não evangelizar” (1 Cor 9,16). A Evangelização na cidade tem inúmeros e grandes desafios, de modo...
Read More
“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

No 1º Domingo da Quaresma (Ano C), repensamos nossas opções de vida, tomando consciência das tentações que nos impedem de...
Read More
Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

“Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele e disse:  “Eu quero: fica curado!”. No mesmo instante  a lepra...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: