CIRCULAR Nº 02/2.017 ANO NACIONAL MARIANO

 

                                                                                        CIRCULAR Nº 02/2.017

                                                                                          ANO NACIONAL MARIANO

Guanhães, 24 de março de 2.017.

 

Caros irmãos Padres, religiosas e consagradas, seminaristas, coordenadores de comunidades e de equipes de liturgia, agentes de pastoral, irmãos e irmãs em Cristo.

Saudações Fraternas!

No contexto das Comemorações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, no rio Paraíba do Sul, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) instituiu o Ano Nacional Mariano, que teve início no dia 12 de outubro do ano passado.

Para todos nós, cristãos católicos, devotos da Bem-Aventurada Virgem, celebrar este evento é uma grande alegria, e uma oportunidade para agradecer a Deus pelas Graças e Bênçãos que recebemos d’Ele pela intercessão de Nossa Senhora.

Desde 2014, as dioceses do Brasil se preparam para esta comemoração, recebendo a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. Nossa Diocese de Guanhães já vivenciou esta experiência de Graças e de Bênçãos.  No dia 28 de junho de 2015 fomos à Aparecida, como romeiros e peregrinos para buscarmos a imagem peregrina que visitou as nossas comunidades paroquiais durante seis meses, e que agora se encontra, em lugar de honra, em nossa Igreja Catedral. Todas as vezes que dirigimos o olhar para ela suplicamos pelo Brasil e pela nossa Igreja Diocesana. Na imagem de Nossa Senhora Aparecida “há algo de perene para se aprender”. “Deus ofereceu ao Brasil a sua própria mãe”. (Papa Francisco)

Todas as famílias e comunidades da nossa Diocese são convidadas a celebrar intensamente este Ano Mariano para fazer crescer ainda mais o fervor da nossa devoção e da alegria em fazer tudo o que Ele disser. (cf. Jo 2,5). Devemos intensificar a nossa vida de oração, praticar a leitura orante da Sagrada escritura, rezar diariamente o Terço e consagrar-nos a Nossa Senhora todos os dias, renovando a nossa entrega total. Evidentemente não podemos esquecer o nosso espírito de penitência, de sacrifício e de doação. Oração, Misericórdia e Caridade caminham sempre de mãos dadas!

Neste Ano de 2017, no dia 13 de maio, toda a Igreja celebrará também os 100 anos das aparições de Nossa Senhora em Fátima, Portugal. É sinal de que o Bom Deus tem algo muito importante para nos comunicar através de Maria, Mãe de Seu Filho Querido, para todos nós, seus filhos e filhas. Precisamos estar atentos aos apelos deste Ano Mariano, desta presença materna da Bem Aventurada Virgem entre nós.

É importante saber que o Santo Padre, o Papa Francisco, reconheceu o ano Mariano no Brasil concedendo a indulgência para aqueles que “verdadeiramente penitentes e impulsionados pela caridade” visitarem na forma de peregrinação a Basílica do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP), ou qualquer igreja paroquial do Brasil dedicada à padroeira do país. Em nossa Diocese temos as Paróquias de Nossa Senhora Aparecida em Córregos e no Bairro do Pito, em Guanhães. É importante lembrar também que para alcançar a indulgência plenária, são necessárias as condições habituais: a confissão sacramental, a comunhão eucarística e a oração na intenção do Santo Padre, o Papa.

Em virtude deste Ano Mariano, peço a todos os padres que façam a entronização da imagem Faximile de Nossa Senhora Aparecida na Igreja Matriz de sua Paróquia, se porventura ainda não fizeram. Alimentem a devoção e a espiritualidade mariana. Celebrem e façam memória dos 300 anos do encontro da imagem no rio Paraíba. Ensinem que o Ano Mariano é um tempo favorável para contemplar Maria como modelo de fé e de seguimento a Jesus Cristo. Que todos nós precisamos aprender ou reaprender com Nossa Senhora o jeito certo de ser discípulo!

“Nós esperamos muito que o ano Mariano possa ser de intensa evangelização com Maria, contando com a sua proteção, seguindo os seus exemplos, mas sendo essa Igreja em saída, essa igreja misericordiosa, que a exemplo de Nossa senhora vai ao encontro dos irmãos para compartilhar a alegria do Evangelho de Jesus Cristo – a alegria da fé em Cristo. Que este momento seja para a evangelização, para a missão, tendo presente o exemplo, as lições que Nossa Senhora nos deixa, mas também recorrendo com confiança a sua intercessão materna”. (Dom Sérgio da Rocha, Presidente da CNBB).

Peço, ainda, que no dia 13 de Maio, e no dia 12 de Outubro, haja, em todas as Paróquias um momento mariano, fora do horário da Missa. Que após a celebração da Santa Missa haja uma Coroação da Imagem de Nossa Senhora de Fátima, no dia 13 de Maio, e da Imagem de Nossa Senhora Aparecida, no dia 12 de Outubro.

Envio-lhes, também, duas sugestões extraídas do Pontifical Romano para a Coroação da Imagem.

Que o Bom Deus abençoe a todos! Que a intercessão da Bem Aventurada Virgem e de São Miguel, nosso Padroeiro, nos acompanhem sempre!

 

Dom Jeremias Antonio de Jesus

Bispo Diocesano

“Fiat Voluntas Tua!”

 

 

RITO DE COROAÇÃO

 

  1. COROAÇÃO DE IMAGEM DA SANTÍSSIMA VIRGEM DENTRO DA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

 

AÇÃO DE GRAÇAS E INVOCAÇÃO

 

Após a homilia

 

Padre: Bendito sois, Senhor Deus do céu e da terra! Misericordioso e justo, dispersais os soberbos e exaltais os humildes. Por vosso maravilhoso desígnio nos destes altíssimo exemplo no Verbo encarnado e na Virgem sua Mãe: pois vosso Filho se humilhou voluntariamente até à morte de cruz e refulgente de glória está sentado à vossa direita, como Rei dos reis e Senhor dos senhores. Assim também a Virgem Maria, que quis chamar-se vossa serva, escolhida para Mãe do Redentor e verdadeira Mãe dos viventes, foi exaltada sobre todos os coros dos anjos e reina agora gloriosa com seu Filho, intercedendo por todos os homens e mulheres, como advogada da graça e rainha da misericórdia.

 

Olhai benigno, Senhor, para estes vossos servos que ornam com uma coroa visível a imagem de Cristo e de sua mãe, (ou a imagem da Mãe de vosso Filho) proclamam vosso Filho Rei do universo e invocam a bem-aventurada Virgem como Rainha.

 

Seguindo os passos da Mãe e do Filho cumprindo a lei do amor, concedei que vossos fiéis servidores ajudem uns aos outros com generosidade, abnegando a si próprios partilhando do que é seu, alcancem a salvação de seus irmãos, seguindo exemplos de humildade na terra sejam elevados às alturas do céu, cingidos por vós com a coroa da vida. Por Cristo, nosso Senhor. Todos: Amém

 

IMPOSIÇÃO DA COROA

 

(Terminada a oração, o Padre asperge as coroas ou coroa com água benta e, sem dizer nada, adorna com a coroa a imagem da Santíssima Virgem Maria. Se, no entanto, Nossa Senhora estiver representada com o Menino Jesus, coroará primeiramente a imagem do Filho e depois a da Mãe).

 

(Terminada a coroação, canta-se um canto apropriado)

 (Enquanto o povo canta, o Padre incensa a imagem da Santíssima Virgem).

 

ORAÇÕES DOS FIÉIS

 

(Terminado o canto, de pé, procede-se à oração dos fiéis).

 

(O Padre convida os presentes para orarem, dizendo):

 

Padre: A Deus Pai, que fez maravilhas com a Virgem Maria e opera ainda na Igreja grandezas de sua piedade, dirijamos ardentes súplicas, e digamos:

 

R/ Senhor, escutai a nossa prece.

 

Leitor:

 

  1. Pela Igreja, para que, cantando com Maria, anuncie a todos os povos as maravilhas de Deus e celebre sua misericórdia, porque depõe de seus tronos os poderosos e exalta os humildes. Rezemos ao Senhor:

 

  1. Para que todos os povos, sob o influxo do Espírito Santo, formem um só povo de Deus, na felicidade, com Cristo nosso Rei. Rezemos ao Senhor:

 

  1. Pela concórdia entre as nações, para que com a intercessão da Rainha da Paz desapareçam os ódios, cessem as guerras e todos os povos gozem de operosa concórdia. Rezemos ao Senhor:

 

  1. Pelos que sofrem doenças, pobreza, solidão, pelos que jazem nas prisões, ou padecem perseguições, para que a Virgem Maria, Rainha da misericórdia, soerga a esperança deles e os conforte com maternal ternura. Rezemos ao Senhor:

 

  1. Por todos nós aqui reunidos, para que, conhecendo a singular dignidade da Virgem Maria, nos esforcemos por imitar seu espírito de serviço e humildade e cada dia a amemos mais ardentemente. Rezemos ao Senhor:

 

Padre: Senhor, nós vos pedimos, interceda por nós a sempre Virgem Maria, que nos destes por Mãe e Rainha, para merecermos também nós participar da plenitude de vossa graça. Por Cristo Senhor nosso Senhor.

 

Todos: Amém.

 

Depois da Missa, canta-se a Salve, Rainha, ou Ave, Rainha do céu, ou, no tempo pascal, Rainha do céu, alegrai-vos ou outro canto apropriado em honra de Nossa Senhora.

 

 

 

COROAÇÃO DE IMAGEM DA VIRGEM MARIA DENTRO DA CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS

 

RITOS INICIAIS

 

 Padre: A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, nascido da Virgem Maria, amor do Pai, a comunhão do Espírito Santo estejam convosco!

 

Povo: Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo.

 

Padre: Alegres nos reunimos, filhos caríssimos, para coroar solenemente a imagem da Santíssima Virgem Mãe (e seu Filho). Desta celebração participemos com espírito atento, sobretudo ouvindo com fé a palavra de Deus. Este rito, para quantos olham sua íntima natureza, será uma lição daquela doutrina evangélica que nos ensina serem maiores no Reino do céu os que forem primeiros no serviço e na caridade. O próprio Senhor nosso, que não veio para ser servido, mas para servir, quando foi erguido na cruz, atraiu tudo a si e reinou do alto da cruz com a força do amor e da mansidão. A Santa Virgem Maria, que hoje proclamamos gloriosa, foi na terra a serva humilde do Senhor; vinculada totalmente ao Filho e sua obra redentora, com Ele e sob suas ordens serviu ao mistério da salvação; e elevada à glória celeste não deixou o encargo salutar em prol dos irmãos de Cristo, mas solícita pela eterna salvação deles procede como ministra da piedade e rainha do amor.

 

Oremos.

 

Ó Deus, que constituístes a Mãe do vosso Filho nossa Mãe e Rainha, concedei aos que aqui estamos reunidos para coroar sua imagem com sua coroa real, alcançar por sua intercessão o Reino do céu e a glória prometida aos vossos filhos. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Todos: Amém.

 

LEITURA DA PALAVRA DE DEUS:

 

Is. 9,1-3.5-6 e Lc. 1,26-38, com intervalos de silêncio ou de salmos responsoriais apropriados.

 

AÇÃO DE GRAÇAS E INVOCAÇÃO

 

(Depois da homilia, os ministros trazem as coroas (a coroa), que ornarão as imagens de Cristo e de sua Mãe. O Padre levanta-se e recita a seguinte oração, na qual, se for coroada apenas a imagem da Santíssima Virgem, a frase… a imagem de Cristo e de sua Mãe será substituída por… a imagem da Mãe de vosso Filho, como se apresenta no texto)

 

Padre: Bendito sois, Senhor Deus do céu e da terra! Misericordioso e justo, dispersais os soberbos e exaltais os humildes. Por vosso maravilhoso desígnio nos destes altíssimo exemplo no Verbo encarnado e na Virgem sua Mãe: pois vosso Filho se humilhou voluntariamente até à morte de cruz e refulgente de glória está sentado à vossa direita, como Rei dos reis e Senhor dos senhores. Assim também a Virgem Maria, que quis chamar-se vossa serva, escolhida para Mãe do Redentor e verdadeira Mãe dos viventes, foi exaltada sobre todos os coros dos anjos e reina agora gloriosa com seu Filho, intercedendo por todos os homens como advogada da graça e rainha de misericórdia. Olhai benigno, Senhor, para estes vossos servos que ornam com uma coroa visível a imagem de Cristo e de sua Mãe, (ou a imagem da Mãe de vosso Filho) proclamam vosso Filho Rei do universo e invocam a bem-aventurada Virgem como Rainha. Seguindo os passos da Mãe e do Filho cumprindo a lei do amor, concedeis que vossos fiéis servidores ajudem uns aos outros com generosidade, abnegando a si próprios e partilhando do que é seu, alcancem a salvação de seus irmãos, e, seguindo exemplos de humildade na terra sejam elevados às alturas do céu, cingidos por vós com a coroa da vida. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Todos: Amém.

 

IMPOSIÇÃO DA COROA

 

(Terminada a oração, o Padre asperge as coroas (a coroa) com água benta e, sem dizer nada, adorna com a coroa a imagem da Santíssima Virgem. Se, no entanto, Nossa Senhora estiver representada com o Menino Jesus, coroará primeiramente a imagem do Filho, e depois a da Mãe).

 

(Terminada a coroação, canta-se um canto apropriado:

Enquanto o povo canta, o Padre incensa a imagem da Santíssima Virgem).

 

ORAÇÃO DA LADAINHA: Canta-se, em seguida, a Ladainha de Nossa Senhora ou se reza a oração dos fiéis.

 

Senhor, tende piedade de nós,

Senhor, tende piedade de nós,

 

Jesus Cristo, tende piedade de nós,

Jesus Cristo, tende piedade de nós,

 

Senhor, tende piedade de nós,

Senhor, tende piedade de nós.

 

Santa Maria, rogai por nós,

Santa Mãe de Deus, rogai por nós,

Santa Virgem das virgens, rogai por nós,

 

Filha escolhida de Deus, rogai por nós,

Mãe de Cristo Rei, rogai por nós,

Glória do Espírito Santo, rogai por nós,

 

Virgem, Filha de Sião, rogai por nós,

Virgem pobre e humilde, rogai por nós,

Virgem mansa e obediente, rogai por nós,

 

Escrava do Senhor, rogai por nós,

Mãe do Senhor, rogai por nós,

Companheira do Redentor, rogai por nós,

Cheia de graça, rogai por nós,

Fonte de beleza, rogai por nós,

Conjunto de virtudes, rogai por nós,

 

Fruto altíssimo da redenção, rogai por nós,

Perfeita discípula de Cristo, rogai por nós,

Puríssima imagem da Igreja, rogai por nós,

 

Mulher nova, rogai por nós,

Mulher vestida de sol, rogai por nós,

Mulher coroada de estrelas, rogai por nós,

 

Senhora benigna, rogai por nós,

Senhora clemente, rogai por nós,

Senhora nossa, rogai por nós,

 

Alegria de Israel, rogai por nós,

Esplendor da Igreja, rogai por nós,

Honra do gênero humano, rogai por nós;

 

Advogada da graça, rogai por nós,

Ministra da piedade, rogai por nós,

Auxiliadora do povo de Deus, rogai por nós,

 

Rainha da caridade, rogai por nós,

Rainha da misericórdia, rogai por nós,

Rainha da paz, rogai por nós,

 

Rainha dos anjos, rogai por nós,

Rainha dos patriarcas, rogai por nós,

Rainha dos profetas, rogai por nós,

 

Rainha dos apóstolos, rogai por nós,

Rainha dos mártires, rogai por nós,

Rainha dos confessores, rogai por nós,

 

Rainha das virgens, rogai por nós,

Rainha de todos os santos, rogai por nós,

Rainha concebida sem pecado original, rogai por nós,

 

Rainha assunta ao céu, rogai por nós,

Rainha do mundo, rogai por nós,

Rainha do céu, rogai por nós,

Rainha do universo, rogai por nós,

 

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

 

  1. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus.
  2. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

 

Padre: Ó Deus misericordioso, ouvi as súplicas de vossos servos; concedei a todos nós reconhecermos por este solene rito a Virgem Maria vossa serva como Mãe e Rainha nossa, para que servindo a vós e aos irmãos na terra mereçamos ser recebidos no eterno Reino dos céus. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Todos: Amém.

 

CONCLUSÃO DO RITO

 

Por fim canta-se um canto apropriado em honra de Nossa Senhora.

 

A Palavra do Pastor
0 0lhar do Amado…

0 0lhar do Amado…

"Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e colocou-a como sinal sobre uma haste.Quando alguém era mordido por uma serpente,...
Read More
A Cruz e o caminho da santidade     

A Cruz e o caminho da santidade     

A Cruz e o caminho da santidade                      Celebramos dia 14 de setembro a Festa da Exaltação da Santa Cruz,...
Read More
Homilia do 24º Domingo do Tempo Comum – ano C

Homilia do 24º Domingo do Tempo Comum – ano C

“Entremos na Alegria do Pai” Com a Liturgia do 24º Domingo do Tempo Comum (Ano C), somos convidados a contemplar...
Read More
Homilia do 23º Domingo Comum – Dom Otacilio

Homilia do 23º Domingo Comum – Dom Otacilio

Amor e ardor na fidelidade ao Senhor! (Homilia 23º Domingo Tempo Comum - ano C) A Liturgia do 23º Domingo...
Read More
Curta Nossa Fanpage:

Empresas que possibilitam este projeto: