Opte por aquilo que te constrói

Opte por aquilo que te constrói: Uma reflexão

“Quem muito pensa para perdoar… pouco conhece do perdão”

(Côn. Manuel)

Optar é decidir por algo na qual vou exercer um direito ou me responsabilizar por um dever. É decidir-me por aquilo na qual dou a primazia, determinando minhas escolhas, priorizando sempre o que me vai fazer crescer em “sabedoria, estatura e graça” (Lc 2, 39 – 49. 51 – 52), diante de mim mesmo, de minha família, da sociedade e, sobretudo, diante de Deus. Por isso, existem momentos na vida que no mais insólito de uma conversa amiga, numa visita a um doente, no encontro com uma pessoa ou até um acontecimento, são instantes maravilhosos para nos fazer pensar. É bom sabermos liderar nossos sentimentos. Orientar nossa consciência. Adornar nossos sentimentos. Ter uma relação bem ajustada com nosso caráter. E, sobretudo, saber qual o material que nossa vida é construída. Alberto Pires nos edifica dizendo: “Construir não é somente unir tijolos, é preciso ter uma base”. Por isso, opte sempre por aquilo que te constrói. Eis a base.

Martin Luther King, um dos mais indicados, a meu ver, para termos sempre o que optamos como fonte e direção do que nos constrói, nos diz: “Devemos construir, alicerçar e direcionar nossa coragem, para contermos a correnteza do medo”. Diante desta máxima somei dez itens que podem acorrentar a pessoa a não optar por aquilo que lhe constrói. É a pessoa sem fé. Normalmente, é 1. Pessimista, 2. Negativo, 3. só olha para baixo, 4. o novo dia não existe, 5. se tranca no próprio eu, 6. não escuta ninguém, 7. desconhece a existência de Deus, 8. não sabe o que é ORAÇÃO, 9. nunca escreveu no coração a palavra ESPERANÇA, 10. se esquece o que fala a BÍBLIA … “Tudo posso Naquele que me fortalece” (Fl 4, 13). Quem foge dos obstáculos está fugindo de si mesmo. O sofrimento é um grande professor. Nada na vida nos quer rejeitar ou dizer que somos menos do que os outros. Tudo serve para nos aperfeiçoar. Sejamos fieis às nossas cruzes, a ressurreição terá muito mais valor. Eis o caminho para a base.

Quem não opta por se construir, vive numa ‘habitação’ em ruínas. A felicidade e, talvez o bem estar, passam por pequenas demolições no dia a dia. Não esqueça o que nos alerta Winston Churchill: “Construir pode ser a tarefa lenta e difícil de anos. Destruir pode ser o ato impulsivo de um instante”. Nossas escolhas precisam fazer a diferença. Lya Luft assevera: “Podemos tirar o nariz de palhaço e construir algo real com nossas escolhas”. Uma escolha é como a artéria aorta. Se esta leva o sangue a todas as partes do corpo, o optar por aquilo que nos constrói, levamos ao hospital da vida ou a mais bela saúde do nosso viver. Perdoar, por exemplo, é uma bela escolha. É o grande desafio de ontem e de hoje. Do amanhã não sei. A pessoa que perdoa é porque se perdoou primeiro. O perdão cura, enobrece quem o oferece e quem o recebe. Quem muito pensa para perdoar… pouco conhece do perdão. O mesmo acontece com quem desculpa, compreende, corrige, e, sobretudo, quem pensa sempre em recomeçar. Leve avante aquilo que te constrói. A amizade, o namoro sério, a boa convivência no ser lar, a responsabilidade de teus atos, o empenho nos teus estudos ou vida profissional, entre outros. Opte sempre por aquilo que te constrói. Pense nisso.

 

Côn. Dr. Manuel Quitério de Azevedo

Professor do Seminário de Diamantina e da PUC – MG

Membro da Academia de Letras e Artes de Diamantina – MG

Membro da Academia Marial de Aparecida – SP

A Palavra do Pastor
Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

No 3º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre o Projeto de Salvação e de Vida plena que Deus...
Read More
FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

As novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil (2019-2023), Documento nº. 107 da Conferência Nacional do Brasil  (CNBB), nos apresentam...
Read More
Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a Luz das Nações “Melhor é calar-se e ser do que falar e não ser. Coisa...
Read More
Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

  O Batismo do Senhor é apresentado de diferentes modos: os Evangelhos de São Marcos e São Lucas apenas fazem...
Read More
A Evangelização nos desafia: É tempo de sermos epifânicos!

A Evangelização nos desafia: É tempo de sermos epifânicos!

  A Evangelização nos desafia: É tempo de sermos epifânicos! Há de brilhar e brilhou… Uma estrela há dois milênios,...
Read More
Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos ( Homilia da Epifania do Senhor)

Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos ( Homilia da Epifania do Senhor)

Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos Celebraremos com toda a Igreja, a Solenidade da Epifania do Senhor,...
Read More

Deus seja louvado! Olhando para o ano que está terminando, faltando apenas dois dias, vi que: Amo o que faço! Creio...
Read More
Sagrada Família, modelo de fidelidade e coragem

Sagrada Família, modelo de fidelidade e coragem

Sagrada Família, modelo de fidelidade e coragem Celebrar a Festa da Sagrada Família (ano A), é para todos nós, uma...
Read More
Ah, se nossas famílias escutassem o Anjo do Senhor…

Ah, se nossas famílias escutassem o Anjo do Senhor…

Ah, se nossas famílias escutassem o Anjo do Senhor... Na Liturgia da Palavra na Festa da Sagrada Família (ano A),...
Read More
O silêncio dos inocentes

O silêncio dos inocentes

O silêncio dos inocentes... “Levante-se, pegue a Criança e a Sua mãe e fuja para o Egito. Fiquem lá até...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: