Pastorais

Pastorais: um mundo novo para todos

Para ter significado e coesão, a Palavra de Jesus Cristo, que pede vida abundante para a humanidade, no caminho de evangelização, consiste em proporcionar à Comunidade de fé uma experiência com o Mestre dos mestres em todas as dimensões da sociedade. Para edificar esse caminho, criaram-se as pastorais e os movimentos, divergentes na ação, porém, em direção a uma única meta: um mundo novo e melhor para todos. Nesse sentido, a Diocese de Guanhães, formada por 27 paróquias e 30 municípios, exerce significativo trabalho no campo social, pastoral, missionário e outros. A seguir, serão relacionadas as pastorais e os movimentos presentes na Diocese.

Pastoral Catequética

A Pastoral Catequética é aquela que cuida de forma mais sistemática, da educação da fé, seja na Iniciação Cristã, preparação para a recepção dos Sacramentos, ou na formação permanente e contínua com aprofundamento de temas importantes para a vivência da fé. Sendo assim, a Catequese ainda contribui com sua efervescência para a dinamização da vida Pastoral da Igreja já que atua com diversos destinatários, com crianças e adolescentes na Catequese Infantil e Perseverança, com Jovens na Catequese da Crisma ou mesmo os Adultos, seja na Preparação de pais e padrinhos para o Batismo de crianças ou no Catecumenato que é a preparação específica dos adultos desejam assumir a Fé Cristã em nossa Igreja. Para tanto, muitos catequistas já receberam e recebem a formação adequada já que para nesse intuito, a Diocese investe eficazmente na coordenação diocesana, através de cursos específicos como o IRPAC (Instituto Regional de Pastoral Catequética do Regional Leste 2 da CNBB-MG e ES) e tantos outros. Tendo até mesmo, investido em curso de Pós- graduação em Catequética da PUC Paraná para coordenadoras na Coordenação Diocesana, que por sua vez cuidam das formações para os Catequistas nas Paróquias, além de acompanhá-los cotidianamente por meio de articulado e competente trabalho.

Pastoral Familiar

A Pastoral Familiar, de forma ampla, também possui importante papel no trabalho de Educação da Fé, ela acompanha, oferece apoio e assistência às famílias com suas diversas necessidades básicas e urgentes, as mantendo conectadas a Igreja. A Pastoral também é responsável pela Catequese Pré-Nupcial (noivos), na Diocese.

Grupos de Reflexão Bíblica

A Igreja acentua a Centralidade da Bíblia já há algum tempo, inclusive, colocando-a entre suas Prioridades. Para isso incentiva o uso da Leitura Orante da Bíblia, Ofício Divino das Comunidades, formação e acompanhamento dos Círculos Bíblicos e Grupos de Reflexão. Sobre os últimos, em nossa Diocese, contamos com aproximadamente 245 grupos. Eles são formados com cerca de 30 pessoas, se encontram semanalmente para reflexão e partilha de textos Bíblicos nas Casas, utilizando Roteiros preparados em parceria com a Diocese de Caratinga, Araçuaí, Guaxupé, Governador Valadares e etc., assim, apresentam reflexões em total adequação com a realidade local com o objetivo de iluminar a vida com a Palavra de Deus. Em algumas Paróquias os Grupos estão bem articulados, mas em outras ainda não, mostrando a necessidade de expandirmos essa presença.

Pastoral Litúrgica

A Pastoral Litúrgica, proporciona o conhecimento e amor maior no povo para celebrar o mistério de Deus em sua realidade. No intuito de avançar na articulação Diocesana e buscar uma unidade fecunda no conhecimento litúrgico, as Paróquias assumem ações concretas como a realização de formação litúrgica periódica.

Ministros Extraordinários da Comunhão

Ao levar o Senhor Eucarístico para nossos irmãos enfermos e outros, a pessoa também leva a si mesma, formando uma unidade de vida, serviço e fraternidade, como bem expressa o Evangelho de Jesus Cristo. Esse serviço de gratidão é desenvolvido na Igreja pelos Ministros Extraordinários da Comunhão. Pessoas escolhidas e preparadas para tal serviço desempenhado na Paróquia onde participa. Formam um grupo que é acompanhado pelo Padre e renovado para melhor atender aos anseios dos fiéis.

Pastoral da Juventude

A Pastoral da Juventude também tem suas marcas. Ela é um meio através do qual muitos jovens estão engajados na vida da comunidade de fé e dão testemunho do amor e do Evangelho recebidos de Deus. Muitas atividades são realizadas por eles, inclusive no campo social e político. Está sendo desenvolvido também entre os jovens a Juventude Missionária, ou seja, um trabalho de ação e de prática do anúncio da mensagem cristã entre os povos.

Pastoral da Comunicação

A Pastoral da Comunicação, torna visível e conhecido todo o conjunto de ações e acontecimentos realizados na Diocese de Guanhães. Se utiliza dos meios de comunicação conhecidos estando responsável por todos os Canais da Diocese, como, a Rádio Vida Nova, o jornal Folha Diocesana, o site da Diocese, o blog Catecom (Catequese) e outros meios oficiais que possui. Conta com uma Equipe competente e atuante sempre sintonizada com os rumos e ações Diocesana, da Igreja e da Comunidade, estando enfim, a serviço de forma significativa, do Processo de Evangelização.

Pastoral do Dízimo

A Pastoral do Dízimo trabalha para tornar possível a concretização da Missão da Igreja, que é a Evangelização. Então, dada a importância do Dízimo, que garante o funcionamento da estrutura, seja material ou pessoal, o trabalho da Pastoral do Dízimo é constante e permanente. Se concretiza em primeiro plano, nas próprias Paróquias onde os Paroquianos se tornam dizimistas e ajudam nas diversas necessidades da Igreja, que vai além das estruturas físicas, já que parte do valor é destinada ao trabalho Pastoral específico, e ainda à dimensão social, socorrendo inclusive, famílias com problemas e questões urgentes, em busca de solução imediata.

Pastoral da Criança

Presente em diversas Paróquias, faz um bem enorme à vida dos pequeninos de Deus. Ela atua com um grupo de 860 pessoas, aproximadamente, que exercem um papel edificante na liderança e realização do trabalho. Mais de 6.000 (seis mil) crianças são atendidas pela Pastoral da Criança em nossa Diocese e suas famílias recebem orientações sobre a saúde, alimentação e acompanhamento da vida dos seus membros. Sendo um dos mais belos trabalhos realizados junto à Comunidade, mas que depende de doações para a continuidade de sua missão que ainda não atingiu as metas necessárias de atendimento.

Pastoral Carcerária

A Pastoral Carcerária, com o empenho de diversos leigos e leigas, faz ressoar o Evangelho na vida dos nossos irmãos encarcerados. A Equipe Diocesana da Pastoral está organizada e estruturada dentro de um Planejamento para o melhor acompanhamento e atendimento dos irmãos que se encontram na situação de privação de liberdade.

Pastoral do Idoso

Em muitas paróquias a ação da Pastoral do Idoso se entrelaça com os Grupos de Terceira Idade ou Melhor Idade. Assim, realiza uma missão eficaz, seja com a formação de espaços de convivência para os idosos ou angariando doações e donativos repassados a pessoas em situações de necessidade presentes na Comunidade e também a Asilos, proporcionando vida digna e plena para os “humildes” de Deus que lá residem contribuindo para a construção de um ambiente que seja um lar materno, de coração e alegria onde seja possível se fazer uma forte experiência espiritual.

Pastoral da Saúde

A Pastoral da Saúde, recentemente organizada, proporciona com a medicina alternativa, ajuda às pessoas carentes, orientando também na preservação da vida, com a utilização de remédios caseiros e orientações práticas para se viver melhor e com hábitos mais saudáveis.

Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s)

Ao contrário do que muitos imaginam, CEBs não é uma Pastoral da Igreja mas também não é um movimento. De acordo com o Documento de Aparecida, as CEBs são um instrumento que permite ao povo “chegar a um conhecimento maior da Palavra de Deus, ao compromisso social em nome do Evangelho, ao surgimento de novos serviços leigos e à educação da fé dos adultos” (n.178). E, segundo o Papa Francisco, as Comunidades de Base “trazem um novo ardor evangelizador e uma capacidade de diálogo com o mundo que renovam a Igreja (Exort. Ap. Evangelii Gaudium, n.29). CEBs é um modo novo de toda a Igreja ser, ou melhor, representam um novo modo de organização eclesial. Em nossa Diocese, o grupo que trabalha no fortalecimento das CEB’s, está mais presente, atualmente, nos grupos de Reflexão Bíblica e na dimensão Fé e política. O centro da Espiritualidade é a Palavra de Deus e a prática da justiça no dia-a-dia.

A Palavra do Pastor
Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

No 28º Domingo do Tempo Comum (ano B), somos convidados a refletir sobre o essencial e o efêmero em nossa...
Read More
Somos um povo peregrino e evangelizador .

Somos um povo peregrino e evangelizador .

“Nós vimos o Senhor” (Jo 20,25) Na Exortação Evangelii Gaudium, o Papa afirma que “A Evangelização é dever da Igreja. Este sujeito da...
Read More
O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

  No 27º Domingo do Tempo Comum (Ano B), refletimos sobre a aliança matrimonial que, no Projeto de Deus, consiste...
Read More
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More
A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano B), continuamos a refletir sobre um tema de extrema importância: Jesus...
Read More

Temos fome e sede de Deus – XVIII Domingo do Tempo Comum

Com a Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Jesus, o Pão da Vida, e,...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto:

Arquivo