Notícias

ANIVERSARIANTES MÊS DE ABRIL – Padres, Bispo e religiosos

ANIVERSARIANTES MÊS DE ABRIL

Abril    
06 Pe. Ivani Rodrigues Nascimento
19 Dom Emanuel Messias de Oliveira – 2º bispo diocesano Ordenação Episcopal
21 Dom Emanuel Messias de Oliveira – 2º bispo diocesano Nascimento
28 Pe. José Aparecido dos Santos Ordenação
28 Pe. Pedro João Daalhuizen Nascimento 1950
28 Ir. Maria Aparecida Chaves (Frei Lagonegro – Filhas de Maria) Nascimento

andamento do processo de Beatificação do Cônego Lafayette

Servo de Deus Lafayette da Costa Coelho: Exemplo de Santidade

 

No mês de setembro a Cidade de Santa Maria do Suaçui, na Diocese de Guanhães – MG se transforma para celebrar o Servo de Deus Lafayette da Costa Coelho. O Servo de Deus nasceu na cidade do Serro – MG aos 10 de novembro de 1886. Ingressou-se no Seminário da Arquidiocese de Diamantina vindo a se ordenar padre no dia 15 de abril de 1917. Após sua ordenação foi enviado à Paróquia Santa Maria Eterna, em Santa Maria do Suaçui, como pároco, permanecendo em Santa Maria do Suaçui por 44 anos quando fez a sua Páscoa para a casa do Pai, mais precisamente aos 21 de setembro de 1961.

O Servo de Deus era um homem de grande espiritualidade destacando-se sobretudo pelo Jejum, Oração e grande amor ao próximo. Acolhia a  todos sem distinção e não media esforços para atender aos doentes levando a eles o viático, seja na cidade ou nas longínquas comunidades rurais onde ia montado em sua mula. A sua fama de santidade não veio após a sua morte pois em vida todos que acorriam a ele pedindo uma bênção ou oração por alguém da família que se encontrava enfermo, atestam que em muitos desses casos obtiveram curas que fugiriam à capacidade intelectiva dessas pessoas de compreender como a cura acontecia. Após a sua morte a devoção ao servo de Deus foi crescendo e extrapolando os muros da cidade de Santa Maria do Suaçui. Hoje, em vários Estados da Federação, encontramos devotos que vêm à Santa Maria do Suaçui por ocasião das celebrações de seu aniversário de morte para agradecer ou pedir mais bênçãos e graças.

Em 2001 deu-se inicio ao processo de beatificação (Faze diocesana) que foi aceito por Roma dando o Nihil obstat. Assim foi criada a comissão diocesana para dar continuidade ao processo. Hoje, o processo está tramitando em Roma com a Positio quase concluída. Ao final desta, o servo de Deus pode ser declarado venerável. Daí surgindo um milagre que seja atribuído à intercessão do servo de Deus, devidamente comprovado com documentação médica e outros e por peritos no assunto, sendo aceito pelo Vaticano, o venerável será declarado Beato e assim se segue pois surgindo um segundo milagre, o Santo Papa o declara Santo. Eu estou como vice Postulador da causa do Servo de Deus Lafayette da Costa Coelho tendo como Postulador o Dr. Paolo Vilotta que cuida do processo em Roma. De 25 a 28 de setembro P.P. Estive em Jaraguá do Sul, juntamente com a Martha, uma das divulgadoras da causa de beatificação, para um encontro com o Postulador Dr. Paolo Vilotta. Estavam presentes aproximadamente 40 vices postuladores das várias causas de beatificação de várias partes do Brasil. Em conversa com o Dr. Paolo fui informado que o processo do servo de Deus Lafayette da Costa Coelho se encontra bem adiantando aguardando somente a conclusão final da positio. Rezemos para que tão logo tenhamos boas notícias de que o nosso Servo de Deus, passou a ser “Venerável” para a Igreja de Jesus Cristo.

 

Pe. Dilton Maria Pinto

Vice Postulador da Causa de Beatificação do Servo de Deus Lafayette da Costa Coelho

 

Carta do representante dos presbíteros ao monsenhor Jacy Diniz Rocha, bispo eleito de Cáceres – MT

É com alegria que saudamos o monsenhor Jacy Diniz Rocha, bispo eleito de São Luiz de Cáceres – MT. Queremos reafirmar nossa alegria de saber que do meio de nosso clero o Senhor Deus, através do Santo Padre, o papa Francisco, o escolheu para ser pai e pastor dessa porção do povo de Deus.

Nós do presbitério do Guanhães nos alegramos com o senhor.

Sabemos das exigências e dificuldades da nova missão, mas sabemos também de suas potencialidades e que o bom Deus continuará sendo o auxílio necessário para um bom pastoreio. Sentimos-nos meio que tristes por vê-lo partir para tão longe e saber que não estará mais em nosso convívio diário, mas ao mesmo tempo nos sentimos felizes porque o senhor está indo para cumprir a vontade de nosso Deus sanando as necessidades de nossa Igreja. Sentimos-nos contentes ainda por saber que fizemos parte de sua história.

Mons. Jacy, em nome do presbitério de Guanhães, desejamos ao senhor muita fecundidade no desenvolvimento de seu ministério episcopal! Que o senhor possa conduzir as ovelhas que lhes foram confiadas sempre a partir do olhar e do coração do Bom Pastor, o Nosso Senhor Jesus Cristo.

Que continue lhe abençoando. Conte sempre com nossas orações.

 

Rio Vermelho, 13 de maio de 2017

 

Pe. Salomão Rafael Gomes Neto

Representante dos presbíteros da diocese de Guanhães

 

A Palavra do Pastor
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More
A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano B), continuamos a refletir sobre um tema de extrema importância: Jesus...
Read More

Temos fome e sede de Deus – XVIII Domingo do Tempo Comum

Com a Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Jesus, o Pão da Vida, e,...
Read More
A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

“Qual é o lugar que concedemos a Deus na nossa vida? Na cultura contemporânea está presente um indubitável processo de...
Read More
Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Com a Liturgia do 17º Domingo do Tempo Comum (ano B), contemplamos a ação de Deus: é próprio do Seu...
Read More
“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade” Reflitamos à luz deste parágrafo do Sermão sobre os pastores, escrito pelo Bispo...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto:

Arquivo