Notícias

RUMO À SEXTA ASSEMBLEIA DIOCESANA DE PASTORAL DA DIOCESE DE GUANHÃES

Conscientes de que nossa Igreja é missionária, dinâmica e jamais estática, é que, com alegria, que o bispo diocesano Dom Otacilio Ferreira de Lacerda e Pe Dilton Maria de Pinho – padre Coordenador Diocesano de Pastoral –  comunicam que nossa Diocese está vivendo um tempo de graça, pois estão abertos os trabalhos para a VI Assembleia Diocesana de Pastoral. Todos são convocados para entrar na dinâmica desta Assembleia, sinal de esperança!

Uma assembleia se faz necessária  em nossa igreja particular, para que ela seja realmente dinâmica e esteja em estado permanente de missão.

Deus seja louvado, hoje e sempre!

 Abaixo, clique nos links e confira a carta para a VI Assembleia e a Oração que  posteriormente  será impressa para que todos a tenham em mãos.

Carta para a IV Assembleia Diocesana

Oração para a IV Assembleia Diocesana

Orientações práticas para bem confessar-se no Período Quaresmal

 

 

Todos os anos, no Tempo da Quaresma e no Tempo do Advento, é costume realizar-se na Diocese,  o Mutirão de Confissões em todas as paróquias . Neste ano, Dom Otacilio, com seu zelo de pastor, publicou em seu blog,  uma coletânea de textos com orientações práticas para o Sacramento da Confissão e para uma boa vivência quaresmal . É só clicar nos links abaixo  para se obter  um rico material catequético e evangelizador.

Leitura, Reflexões, Orações e muita espiritualidade.

Confira nos links abaixo:

Para Bem Confessar 

Itinerário Quaresmal

Pascom Diocese de Guanhães.

VIII Festival da Música Cristã: primeira reunião da equipe organizadora

Na reunião do clero (18/02), ficou definido que o VIII Festival da Música Cristã será realizado em 2020 – 28 e 29/08 – com o apoio das paróquias que o abraçaram o evento e colaboraram com o orçamento desta edição do festival. A PASCOM há um bom tempo está se organizando juntamente com o bispo e conselho de presbíteros para realização dos próximos festivais.

Uma primeira reunião – dia 04/03 – da equipe organizadora composta de membros da PASCOM Diocesana, Rádio Vida Nova FM 91,5 deu o “ponta-pé inicial” para a preparação deste evento aguardado na região por músicos e cantores de muitos lugares, fiéis católicos e de outras denominações cristãs, de perto e de longe, das Minas Gerais e de outros estados, têm marcado a sua presença ao longo das sete edições.

Nestas 7 edições anteriores do Festival da Música Cristã contamos com participação significativa de cantores de várias cidades e dioceses, além de Guanhães. De nossa diocese participaram João de Lima, Maria do Suaçuí/ MG; Ministério Adoradores do Vale, de Virginópolis/ MG; J. Ello, de São João Evangelista/ MG; Jackson Nascimento, de Rio Vermelho/ MG;Diw Cotta, de Peçanha/ MG; De outras dioceses do estado vieram Pollyana Ferves, de Montes Claros/ MG; Banda Sacro-Santo, de Pedro Leopoldo/ MG; Nicko Carvalho, de Ribeirão das Neves/MG, Magali Mello Dias e Banda, Ipatinga/MG; Lyzandro Cardoso e Luccas Cardoso, Inhapim/MG; Lorena e Thiago, de Coronel Fabriciano/ MG; Katya Serpa e Missão Canto Novo, de Timóteo/ MG; Ederson Mendes, de Contagem/ MG; Taquinho de Minas, de Belo Horizonte/ MG; De fora do estado participaram Rodrigo Ferrero, do Rio de Janeiro/RJ; Rafael de Jesus, de Curitiba PR; Entre outros músicos não mencionados aqui mas que nos ajudaram a construir esta história junto com a maioria dos músico de Guanhães/MG que participaram destas sete edições.

Cada festival é um desafio muito grande. É ainda maior a alegria da equipe organizadora – este ano apoiada pelas paróquias da diocese – em continuar a incentivar aos artistas anônimos que trazem no coração muita fé e o desejo de expressar a sua gratidão e o seu amor ao Deus por meio de Louvores e Ações de Graças, fosse cantando, tocando um instrumento ou simplesmente compondo um poema.

Você já pode acompanhar informações sobre inscrição e todo o regulamento no site www.festivaldamusicacrista.com.br

 

com informações de Pe. Bruno Costa Ribeiro,
assessor diocesano da PASCOM

Paróquia São José, de Paulistas, divulga programação da festa do padroeiro

Paróquia São José, de Paulistas, divulga programação da festa do padroeiro

Nos dias 10 a 19 de março, a Paróquia São José, de Paulistas, promoverá a festa do padroeiro: São José. Do dia 10 ao dia 18 será a novena em honra à São José. Nestes dias haverá Missa e novena, cada dia um padre convidado presidirá a Celebração Eucarística e refletirá um tema da novena, em sintonia com o tema geral: “Com São José, ser Igreja num mundo cada vez mais urbano!”, a luz das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2019-2023). No dia 19, quinta-feira, Solenidade de São José, haverá Missa festiva às 17h, presidida pelo padre André Luiz E. Lomba, e concelebrada pelo padre Mário Gomes da Silva. Logo após a Missa sairá a procissão com a imagem de São José pelas ruas da cidade. Todos os dias após a Missa haverá movimento de barraquinhas na praça central da cidade.

PROGRAMAÇÃO

10/03 – Terça-feira – 1º Dia -> Tema: Ser Igreja alicerçada na Palavra! 19h – Missa e Novena – Pe. João Nogueira

11/03 – Quarta-feira – 2º Dia -> Tema: Ser Igreja da catequese e da iniciação cristã! 19h – Missa e Novena – Pe. Osmar

12/03 – Quinta-feira – 3º Dia -> Tema: Ser Igreja alicerçada no Pão! 19h – Missa e Novena – Pe. Mário Gomes dos Santos (Pe. Marinho)

13/03 – Sexta-feira – 4º Dia -> Tema: Ser Igreja da espiritualidade litúrgica e mística! 19h – Missa e Novena – Pe. Edmilson

14/03 – Sábado – 5º Dia -> Tema: Ser Igreja alicerçada na Caridade! 19h – Missa e Novena – Pe. José Adriano

15/03 – Domingo – 6° Dia -> Tema: Ser Igreja da vida plena para todos! 19h – Missa e Novena – Pe. André

16/03 – Segunda-feira – 7º Dia -> Tema: Ser Igreja alicerçada na Missão! 19h – Missa e Novena – Pe. Derci

17/03 – Terça-feira– 8° Dia -> Tema: Ser Igreja da presença e do encontro! 19h – Missa e Novena – Pe. Salomão Rafael

18/03 – Quarta-feira – 9º Dia -> Tema: Ser Igreja do olhar, do cuidado e da compaixão! 19h – Missa e Novena – Pe. Mário Gomes da Silva

19/03 – Quinta-feira – Solenidade de São José 17h – Missa, em seguida procissão com a imagem de São José pelas ruas Pe. Sampaio e João Ulisses Alves

Pe. André Luiz E. Lomba – Encarregado Paroquial/ Pe. Mário Gomes da Silva – Colaborador Paroquial

Comunicado de Ordenação Diaconal

Guanhães, 5 de março de 2020.
Irmãos e irmãs,
Saudações fraternas!

A Diocese de Guanhães-MG se alegra em comunicar que o Colégio de Consultores e o senhor bispo Dom OtacIlio Ferreira de Lacerda aprovaram a Ordenação Diaconal do Seminarista Guilherme Soares Lage que será realizada na Catedral São Miguel e Almas em Guanhães-MG, no dia 1º de maio, às 15h, data em que a nossa diocese celebrará 34 anos.

É um momento forte da graça de Deus na vida do Seminarista Guilherme e da Igreja Diocesana. Participe desse momento de alegria em acolher mais um vocacionado e celebrar o aniversário da nossa diocese.
Louvado seja Deus pela eleição Diaconal desse jovem, que se doa à Messe do Senhor!

Pela Pascom Diocesana,
Michel Araújo

———————————————————————————————————————————–

SEMINARISTA GUILHERME SOARES LAGE

Naturalidade: Ferros/MG

Paróquia de origem: Sant’Ana de Ferros

Data de nascimento: 02/03/1992

Etapa formativa: estágio pastoral na Paróquia São Miguel e Almas – Guanhães/MG

Comissão para a Ação Social Transformadora divulga comunicado

Dom Otacílio Ferreira de Lacerda, bispo referencial da Comissão para a Ação Social Transformadora e bispo de Guanhães (MG), apresentou durante a reunião da presidência e da CEP um comunicado à luz da Campanha da Fraternidade 2020. O documento cita o cuidado com o próximo e a perspectiva da ecologia integral frente a atual crise ambiental que o Estado de Minas Gerais enfrenta nos últimos anos. Além disso, também informa as próximas ações para este ano.

Acesse o documento na íntegra

Publicação original: www.cnbbleste2.org.br (Clique para acessar)

Comissão Episcopal de Pastoral (CEP)

 Na terça-feira, 03 de março de 2020, foi realizado na sede do Regional Leste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Belo Horizonte (MG), a reunião da Comissão Episcopal de Pastoral (CEP). Esta reunião é realizada duas vezes por ano; participaram os bispos da presidência do Leste 2 e um bispo referencial de cada Comissão.

Os bispos trabalharam durante toda a manhã sobre assuntos referentes a caminhada pastoral e continuaram  reunidos no período da tarde.

Entre os tópicos abordados: a Assembleia CONSER, que está agendada para ser realizada em junho, a Visita Ad Limina Apostolorium no mês de setembro, as perspectivas do cuidado do Episcopado e definições sobre a Comissão para o Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso.

Participaram da reunião: o presidente do Regional Leste 2 e bispo de Divinópolis (MG), Dom José Carlos de Souza Campos, o vice-presidente e bispo de São Mateus (ES), Dom Paulo Bosi Dal’Bó, o secretário e bispo auxiliar de Belo Horizonte, Dom Geovane Luís da Silva, Pe. Roberto Marcelino de Oliveira, secretário executivo, Dom Otacílio Ferreira de Lacerda, bispo referencial da Ação Social Transformadora e bispo de Guanhães (MG); Dom José Aristeu Vieira bispo referencial dos Ministérios Ordenados e Vida Consagrada e bispo de Luz (MG); Dom José Luiz Majella Delgado, bispo referencial da Liturgia e arcebispo de Pouso Alegre (MG); Dom Marco Aurélio Gubiotti bispo referencial da Bíblico-Catequéticae bispo de Itabira-Coronel Fabriciano (MG); Dom Messias dos Reis Silveira bispo referencial do Laicato e bispo de Teófilo Otoni; Dom Pedro Cunha Cruz bispo referencial da Educação e bispo da Campanha (MG) e Dom Gil Antônio Moreira bispo referencial da Comunicação e Cultura e arcebispo de Juiz de Fora (MG).

Fonte:https://www.cnbbleste2.org.br/noticia/presidencia-e-bispos-das-comissoes-episcopais-do-leste-2-se-encontram-para-primeira-reuniao-do-ano-03032020-120743

 

Abertura da Quaresma na diocese

Dom Otacilio, bispo diocesano de Guanhães, presidiu na noite do dia 26 de fevereiro, a missa da Quarta-feira de cinzas, que marca o início da Quaresma no calendário cristão. Santa Missa celebrada na Catedral São Miguel, e concelebrada pelo Pe. Geraldo Marcone, natural de Guanhães e pertencente ao clero de Paracatu(MG0.

A cinza é  símbolo de conversão e memória da mortalidade: do pó viemos, ao pó voltaremos.  Durante a Celebração, Dom Otacilio  abriu a  Campanha da Fraternidade  que, neste ano, tem como tema: “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema, “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34). Na homilia, o bispo destacou a alegria em presidir, pela primeira vez, essa celebração como bispo diocesano; destacou ainda, a bondade de Deus para com o ser humano e as inúmeras práticas piedosas que podemos viver neste tempo intenso que é a quaresma.

Abaixo, trechos da  homilia  proferida pelo bispo:

Amado povo de Deus,
Quem diria estar abrindo a Quaresma, a Campanha da Fraternidade, na catedral na diocese de Guanhães! Esta missa é muito, muitíssimo importante. Caminhando passo a passo, abrindo nesta igreja particular o Tempo Quaresmal, intenso tempo da vida da igreja. O mundo todo inicia a Quaresma e, no Brasil,  a Campanha da Fraternidade.

E a Palavra de Deus no dia de hoje nos convida a envolver em três práticas, não para elogios,  mas para darmos passos no Itinerário Quaresmal. A Igreja nos convida à prática da Oração para a vivência da oração, intimidade do seu quarto,  onde Deus escutará as suas súplicas.

É Tempo de Via Sacras, de os grupos se encontrarem para rezar o tema da Campanha. É tempo de conversão social, tempo da acolhida da graça divina; a quaresma é para que sejamos melhores. “Melhores em Tudo”.  E para isso, teremos a CF nos chamando a ser o bom samaritano. Vai mexer com todos nós. Será portanto, tempo de mexer, de conversão, inteiramente sintonizados com a Quaresma e a CF. Tempo para Celebrações Penitenciais, tempo também de limpar o coração; cada um procure, de algum modo, viver a oração mais intensamente. Minha relação com Deus não pode ser mais ou menos. Crescer a cada dia com Deus.

A Catedral está repleta, isso é para dizer que as famílias precisam rezar mais, se ligar mais em Deus, participar das missas, sobretudo, aos  domingos, como compromisso pessoal – não faltar a nenhum. Quem perder um domingo ficará paupérrimo.

Tocar o coração.  O tempo é de Deus, é graça, é presente. O exemplo  é fundamental. Jejum para que Deus veja. Esmola, partilha, solidariedade. Lembro aqui a doação para a Diocese de Governador Valadares(MG). Aquilo oferecido multiplica a nossa vida. O pão que você partilha é o pão que mata a sua fome, a água que você partilha é a água que lhe sacia, a roupa que você doa é a roupa que lhe veste. Quaresma nos torna sensíveis.

Esta Quaresma vai nos dizer que não posso mudar o mundo, mas ao meu redor, sim.
Jejum  é muito mais… Jejuamos livremente para sermos solidários com quem jejua forçadamente. 
Jejum, liberdade que se tem diante das coisas que passam. Libertação interior em prol de alguém. Jejum que se reveste em função do outro. É sacrifício ficar sem ajudar a quem nada tem?

Ao receber as cinzas, o cristão  retorna para casa com bondade no coração. O mundo está cheio de descaso e desprezo. Preciso viver a cultura do amor. E as cinzas na cabeça significam: eu quero me converter, quero viver melhor a Quaresma; algo mudou na minha vida, na minha pastoral. Sou  pó e preciso de Deus e da graça divina,  pois Deus é bom pra mim. Correspondamos ao amor de Deus. Somos pó… Ninguém é igual a ninguém. Todos passaremos e o que ficará é o amor de Deus. 

                                                                                                                                             Pascom São Miguel e Pascom Diocesana

Papa Francisco: “Somos chamados a ser uma Igreja samaritana”.

O Papa Francisco dirigiu sua tradicional mensagem aos fiéis brasileiros por ocasião do início da Campanha da Fraternidade, na Quarta-feira de Cinzas. “Somos chamados a ser uma Igreja samaritana”, afirma.
“Que a Quaresma e a Campanha da Fraternidade, inseparavelmente vividas, sejam para todo o Brasil um tempo em que se fortaleça o valor da vida, como dom e compromisso”: esses são os votos do Papa Francisco aos brasileiros por ocasião da abertura da Campanha da Fraternidade. Este ano, o tema é “Fraternidade e vida, dom e compromisso”, com o lema “Viu e sentiu compaixão e cuidou dele”. “Alegro-me que, há mais de cinco décadas, a Igreja do Brasil realize, no período quaresmal, a Campanha da Fraternidade, anunciando a importância de não separar a conversão do serviço aos irmãos e irmãs, sobretudo os mais necessitados”, escreve o Pontífice.

Citando trechos dos Evangelhos de Mateus e Lucas e documentos pontifícios como Laudato Si’ e Evangelii gaudium, Francisco recorda que a superação da globalização da indiferença só será possível se nos dispusermos a imitar o Bom Samaritano.

Esta Parábola nos indica três atitudes fundamentais: ver, sentir compaixão e cuidar. A Quaresma, escreve o Papa, “é um tempo em que a compaixão se concretiza na solidariedade”. Francisco conclui pedindo a intercessão de Santa Dulce dos Pobres para que a “Quaresma e a Campanha da Fraternidade, inseparavelmente vividas, sejam para todo o Brasil um tempo em que se fortaleça o valor da vida, como dom e compromisso”.

Confira a mensagem na íntegra:

*************

Queridos irmãos e irmãs do Brasil!

Iniciamos a Quaresma, tempo forte de oração e conversão em que nos preparamos para celebrar o grande mistério da Ressurreição do Senhor.

Durante quarenta dias, somos convidados a refletir sobre o significado mais profundo da vida, certo de que somente em Cristo e com Cristo encontramos resposta para o mistério do sofrimento e da morte. Não fomos criados para a morte, mas para a vida e a vida em plenitude, a vida eterna (cf. Jo 10,10).

Alegro-me que, há mais de cinco décadas, a Igreja do Brasil realize, no período quaresmal, a Campanha da Fraternidade, anunciando a importância de não separar a conversão do serviço aos irmãos e irmãs, sobretudo os mais necessitados. Neste ano, o tema da Campanha trata justamente do valor da vida e da nossa responsabilidade de cuidá-la em todas as suas instâncias, pois a vida é dom e compromisso; é presente amoroso de Deus, que devemos continuamente cuidar. De modo particular, diante de tantos sofrimentos que vemos crescer em toda parte, que “provocam os gemidos da irmã terra, que se unem os gemidos dos abandonados do mundo, com um lamento que reclama de nós outro rumo” (Carta Enc. Laudato Si’, 53), somos chamados a ser uma Igreja samaritana (cf. Documento de Aparecida, 26).

Por isso, estejamos certos de que a superação da globalização da indiferença (cf. Exort. Ap. Evangelii gaudium, 54) só será possível se nos dispusermos a imitar o Bom Samaritano (cf. Lc 10, 25-37). Esta Parábola, que tanto nos inspira a viver melhor o tempo quaresmal, nos indica três atitudes fundamentais: ver, sentir compaixão e cuidar. À semelhança de Deus, que ouve o pedido de socorro dos que sofrem (cf. Sl 34,7), devemos abrir nossos corações e nossas mentes para deixar ressoar em nós o clamor dos irmãos e irmãs necessitados de serem nutridos, vestidos, alojados, visitados (cf. Mt 25, 34-40).

Queridos amigos, a Quaresma é um tempo propício para que, atentos à Palavra de Deus que nos chama à conversão, fortaleçamos em nós a compaixão, nos deixemos interpelar pela dor de quem sofre e não encontra quem o ajude. É um tempo em que a compaixão se concretiza na solidariedade, no cuidado. “Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” (Mt 5,7)!

Por intercessão de Santa Dulce dos Pobres, que tive a alegria de canonizar no passado mês de outubro e que foi apresentada pelos Bispos do Brasil como modelo para todos os que veem a dor do próximo, sentem compaixão e cuidam, rogo ao Deus de Misericórdia que a Quaresma e a Campanha da Fraternidade, inseparavelmente vividas, sejam para todo o Brasil um tempo em que se fortaleça o valor da vida, como dom e compromisso.

Envio a todos e cada um a Bênção Apostólica, pedindo que nunca deixem de rezar por mim.

Vaticano, 26 de fevereiro de 2020.

Francisco, Papa

Fonte: Vatican Newus (https://bit.ly/3959QZG)

A Palavra do Pastor
O imperativo da conversão no trabalho da Vinha do Senhor- Homilia para o XXVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

O imperativo da conversão no trabalho da Vinha do Senhor- Homilia para o XXVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

  Com a Liturgia do 26.º Domingo do Tempo Comum (ano A), contemplamos um Deus que chama a todos para...
Read More
Como é bom trabalhar na Vinha do Senhor – Homilia para o XXV Domingo do Tempo Comum do Ano A

Como é bom trabalhar na Vinha do Senhor – Homilia para o XXV Domingo do Tempo Comum do Ano A

Como é bom trabalhar na Vinha do Senhor! Com a Liturgia do 25º Domingo do Tempo Comum (ano A), refletimos...
Read More
Amados e perdoados para amar e perdoar – XXIV Domingo do Tempo Comum do Ano A

Amados e perdoados para amar e perdoar – XXIV Domingo do Tempo Comum do Ano A

A Liturgia do 24º Domingo do Tempo Comum (Ano A), trata do tema do perdão. Contemplamos a Face de Deus...
Read More
”  A caridade é a plenitude da Lei” – Homilia -XXIII  Domingo do Tempo Comum Ano A

” A caridade é a plenitude da Lei” – Homilia -XXIII Domingo do Tempo Comum Ano A

“A caridade é a plenitude da Lei” “O amor não faz nenhum mal contra o próximo. Portanto, o amor é...
Read More
Sejamos fortalecidos no carregar da Cruz! Homilia do XXII Domingo Tempo Comum Ano A

Sejamos fortalecidos no carregar da Cruz! Homilia do XXII Domingo Tempo Comum Ano A

A Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano A) traz um convite que a muitos assusta e desaponta: “A...
Read More
O Senhor nos envia em missão – Homilia do XXI Domigo do Tempo Comum do Ano A

O Senhor nos envia em missão – Homilia do XXI Domigo do Tempo Comum do Ano A

O Senhor nos envia em missão Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre dois...
Read More
Maria nos ensina o caminho para o céu – Homilia Dominical – Assunção de Nossa Senhora

Maria nos ensina o caminho para o céu – Homilia Dominical – Assunção de Nossa Senhora

  Celebramos no dia 15 de agosto, a Solenidade da Assunção da Virgem Santa Maria, um dos dogmas da Igreja,...
Read More
Não tenhamos medo! “Ele está no meio de nós” . XIX Domingo do Tempo Comum do Ano A

Não tenhamos medo! “Ele está no meio de nós” . XIX Domingo do Tempo Comum do Ano A

Não tenhamos medo! “Ele está no meio de nós” A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano A) leva-nos...
Read More
O Senhor e o milagre do amor

O Senhor e o milagre do amor

  A Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (ano A) nos convida a refletir sobre a grandiosidade do amor...
Read More
O Reino de Deus é a nossa maior riqueza – Homilia para o XVII Domingo do Tempo Comum do Ano A

O Reino de Deus é a nossa maior riqueza – Homilia para o XVII Domingo do Tempo Comum do Ano A

  Com a Liturgia da Palavra do 17º Domingo do Tempo Comum (ano A) refletiremos à luz das Parábolas da...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto:

Arquivo