Joel Fernandes

No coração da sociedade estão os cristãos leigos e leigas

Aonde você for, sem dúvida, encontrará um/a cristão/ã leigo/a testemunhando o Evangelho de Jesus Cristo. Nas ruas, no campo, nas periferias, nas empresas e indústrias, nas escolas e hospitais, em diversos postos de trabalho, enfim, estará um cristão/ã leigo/a cultivando os princípios éticos fundamentais para a vivência do amor, da solidariedade, da justiça.

Infelizmente, temos visto cristãos/ãs desviando-se do Caminho. Isso nos entristece a todos/as. Crescem os casos de pessoas batizadas envolvidas com corrupção, violência, discriminação, maus tratos a animais etc. Pessoas que celebram a Missa, que participam da mesa eucarística, comem do mesmo pão que sacia a nossa fome por liberdade, paz, amor, mas não entram em comunhão com o Senhor na vida diária. Eis o nosso maior desafio! Rezemos ao Pai a fim de que nos livre do mal!

Aproxima-se a celebração do Natal. Todos os anos, comemoramos o nascimento de Jesus. Esse evento muda radicalmente a nossa vida. A presença do Filho de Deus no mundo reacende a nossa esperança de dias melhores.  Mesmo diante de tantos obstáculos que nos inibem de promover o bem, a graça de Deus nos dá a possibilidade de nascer com Cristo cotidianamente. E é exatamente isso o que vemos quando encontramos um cristão/ã leigo/a cumprindo a missão de discípulo do Senhor.

Incansáveis, veem-se leigos/as em todos os espaços sociais, porque não se cansam de professar a fé de Jesus Cristo. Em nossa comunidade paroquial existem muitos/as. Eles/as são organismos vivos. (…) assim nós, embora sejamos muitos, formamos um só corpo em Cristo, e cada um de nós é membro um do outro (Romanos 12,5).A igreja respira por meio deles. A beleza que nos encanta a todos/as, nas celebrações, no serviço pastoral e missionário, na atenção com os mais necessitados de cuidado, no trabalho, em casa, nos espaços de convivência, você encontra nas mãos e no coração dos cristãos/ãs leigos/as.

Não estão assim à espera de uma novidade? Não são testemunhas fiéis da Boa Nova? Eu me pergunto enquanto escrevo este texto. Não resta dúvida de que a resposta é sim. Com ouvidos e olhos atentos, cristãos/ãs leigos/as anunciarão a eterna novidade do mundo. Quando, novamente, celebrarmos o Natal, você ouvirá homens e mulheres de fé cantando: Nasceu Jesus!

Luís Carlos Pinto

Dom Jeremias faz pronunciamento ao vivo pela Vida Nova FM sobre encaminhamentos pastorais

O Revmo. Bispo Diocesano de Guanhães, Dom Jeremias Antonio de Jesus, fez um pronunciamento, na tarde desta sexta-feira, 11/08, transmitido ao vivo pela Vida Nova FM a respeito dos encaminhamentos pastorais.

Ouça na íntegra:

O padre Inácio Rocha, Administrador da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Pito, e da Paróquia Nossa Senhora do Porto, emitiu uma nota para esclarecer sobre o seu pedido de transferência para outra Paróquia:

“Querido povo de Deus,

Primeiramente agradeço o gesto de carinho dispensado a mim por tantas pessoas queridas que acompanham o meu trabalho enquanto Administrador da Paróquia Nossa Senhora Aparecida no Pito.

Contudo é necessário fazer alguns esclarecimentos sobre o assunto de minha transferência para uma outra Paróquia.

Quero reafirmar publicamente que Sua Excelência Dom Jeremias, Bispo desta Diocese, é um pastor zeloso e se mostra todos os dias um grande pai e amigo. Não entrarei no mérito de transferências de padres e suas normas que são normais dentro da Igreja.

Mas é preciso dizer e deixar bem claro a todos e a todas, que desde a minha chegada na Diocese, deixei sempre e de uma forma transparente, que sou contemplado com um convênio entre a minha Comunidade Religiosa, pois sou um padre pertencente a uma Congregação Religiosa “PEQUENOS IRMÃOS DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO”, e a Diocese de Guanhães.

Esclareço a todos e a todas que eu, Padre Inácio Rocha, solicitei ao senhor Bispo a possibilidade de fazeruma nova experiência em outra Paróquia, haja vista meu cansaço físico e mental em administrar duas Paróquias.

Saliento que este pedido não foi do agrado de Dom Jeremias, mas como sempre, é muito atento às nossas necessidades, me pediu um tempo para rezar e refletir sobre o assunto.

Sem mais,

Padre Inácio.”

Foto: Joel Fernandes/Rádio Vida Nova FM

Tradicional Festa Nossa Senhora do Rosário de Sabinópolis começa nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira, 03 de agosto, começará a tradicional A Festa de Nossa Senhora do Rosário, em Sabinópolis. A Festa é a mais tradicional da cidade. Cada ano, um casal é selecionado para ser rei e rainha e, na maioria das vezes, as pessoas se vestem assim, como forma de agradecimento por uma graça, e realizam a festa juntamente com uma comissão organizadora. Continue lendo

Aniversário da Diocese – 31 anos – Dia Primeiro de Maio – Depoimentos e agradecimentos

“Um dos momentos mais marcante e emocionante da Celebração Eucarística do Aniversário de 31 anos de nossa Diocese foi quando padre Saint Clair se dirigiu a Mesa da Palavra para proferir a homília ou reflexão. Com todo o respeito aos demais sacerdotes presentes, mas quem mais teria propriedade para falar da história da nossa igreja particular de Guanhães era ele. Ele viveu e vive cada momento de nossa trajetória nesses 31 anos. Conhece como ninguém, essa parcela do povo de Deus. O mais interessante foi ao final, o povo espontaneamente bater palmas. Palmas não são muito comuns nesses momentos da celebração. Se é ou não litúrgico, mas brotou do coração do povo, nasceram do meio do povo. Eles anteciparam a profissão de fé(CREDO). Foi uma demonstração clara de confirmação: essa é nossa história, essa é nossa fé, o caminho que percorremos até aqui no seguimento de Jesus. E uma expressão de agradecimento a esse grande profeta da história de nossa Diocese: Padre Saint Clair”. 

Alessandro – paróquia São Pedro Continue lendo

A Palavra do Pastor
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More
“A Deus o que é de Deus” – Homilia – XXIX Domingo do Tempo Comum do Ano A

“A Deus o que é de Deus” – Homilia – XXIX Domingo do Tempo Comum do Ano A

A Liturgia do 29º Domingo do Tempo Comum (ano A) tem como tema principal a subordinação de nossa existência a...
Read More
O Banquete do Cordeiro e a “veste” apropriada (-Homilia- XXVIII Domingo do Tempo Comum -Ano A

O Banquete do Cordeiro e a “veste” apropriada (-Homilia- XXVIII Domingo do Tempo Comum -Ano A

O Banquete do Cordeiro e a “veste” apropriada A Liturgia, do 28º Domingo do Tempo Comum (Ano A), apropria-se de...
Read More
A Vinha do Senhor e os frutos esperados por Deus – Homilia- XXVII Domingo Comum do Tempo A

A Vinha do Senhor e os frutos esperados por Deus – Homilia- XXVII Domingo Comum do Tempo A

  Com a Liturgia do 27º Domingo do Tempo Comum (ano A), refletiremos sobre os frutos abundantes que  o Senhor...
Read More
O imperativo da conversão no trabalho da Vinha do Senhor- Homilia para o XXVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

O imperativo da conversão no trabalho da Vinha do Senhor- Homilia para o XXVI Domingo do Tempo Comum do Ano A

  Com a Liturgia do 26.º Domingo do Tempo Comum (ano A), contemplamos um Deus que chama a todos para...
Read More
Como é bom trabalhar na Vinha do Senhor – Homilia para o XXV Domingo do Tempo Comum do Ano A

Como é bom trabalhar na Vinha do Senhor – Homilia para o XXV Domingo do Tempo Comum do Ano A

Como é bom trabalhar na Vinha do Senhor! Com a Liturgia do 25º Domingo do Tempo Comum (ano A), refletimos...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto:

Arquivo