Retiro Anual do Clero de Guanhães

Nos dias 18 a 21 de julho de 2022, o clero da Diocese de Guanhães realizou o retiro anual, guiados pelo Dom Geovane, bispo auxiliar de BH. O local escolhido foi o Recanto Monsenhor Domingos na Serra da Piedade em Caetes/MG. Em mensagem o bispo de Guanhães Dom Otacilio incentivou o clero a esse momento importante na caminhada do presbítero:

Todos os Retiros Espirituais para Presbíteros têm sua beleza, sua riqueza, dependendo da abertura e acolhida que damos ao Espírito, renovamos nossas forças e somos revigorados para a missão que a Igreja nos confiou no dia da Ordenação.

O Retiro Espiritual é obrigatório para a vida dos Presbíteros, como nos diz o Direito Canônico através do cânon nº 276§ 2 n. 4 – “são igualmente obrigados a participar dos retiros espirituais, de acordo com as prescrições do direito particular”, e ainda no nº 533 § 2 “… o pároco dedica, uma vez por ano, aos exercícios espirituais…”.

No entanto, mais que obrigatório, é uma necessidade vital e uma graça que Deus nos concede, um privilégio que não pode ser desperdiçado para renovação do ardor em nossa missão evangelizadora.

O retiro é ocasião para três encontros: com Deus, com o outro e consigo mesmo. O Presbítero deve voltar sempre ao “Primeiro Amor”, àquele chamado de Deus, que nos ama, logo deve cultivar a intimidade com Jesus Cristo.

É preciso viver o presente com paixão por Jesus Cristo, viver apaixonadamente por Jesus Cristo: “Não basta conhecer Jesus é preciso amá-Lo; e isto não basta, é preciso imitá-Lo”.

O Presbítero em virtude de sua consagração é configurado a Jesus Cristo, não apenas um mensageiro/representante, mas age na pessoa de Cristo Cabeça, doando-se ao rebanho por Deus confiado, alimentando-se da Eucaristia.

Deste modo, a caridade pastoral deve estar presente na vida do Presbítero, que é dom do Espírito Santo e ao mesmo tempo uma missão: dom de si mesmo, no amor de Cristo pelo rebanho a ele confiado. Como Cristo amou e Se entregou pelo Seu povo, o Presbítero também assim deve fazer, numa vivência da espiritualidade de comunhão.

Num caminho de santificação e aperfeiçoamento espiritual, verá no pecado o desamor, logo, o Presbítero é testemunha do Amor de Deus, da Misericórdia do Pai (Lc 15), o homem do perdão, da reconciliação: chamado a perdoar e também buscar o perdão divino (Hebreus 5,14).

E ainda mais, na escola de Maria aprende sobre a vida profundamente Eucarística, tendo a Missa como o ponto central, fonte e ápice de toda a nossa vida, a força grande para a nossa santificação.

Uma autêntica devoção consiste em imitar as virtudes de Maria, logo o Presbítero, como a Mãe de Deus, deve escutar e colocar em prática a Palavra de Deus.

Contemplar as virtudes de Maria e vivê-las é certeza de um Ministério feliz, realizado e realizador.

Retiro espiritual é momento privilegiado para subirmos à montanha com Jesus e, consequentemente, o compromisso de descer à planície do quotidiano de sua existência.

Presbítero: “Homem da Montanha” no encontro pessoal com Deus e da “Planície” no encontro e cuidado do “rebanho”- o próximo.

A Palavra do Pastor
O fogo purificador do amor de Deus – Homilia XX Domingo do Tempo Comum Ano C

O fogo purificador do amor de Deus – Homilia XX Domingo do Tempo Comum Ano C

Com a Liturgia do 20º Domingo do Tempo Comum (ano C), refletimos sobre a radicalidade da missão, como discípulos missionários...
Read More
A vigilância e a espera ativa

A vigilância e a espera ativa

Com a Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (Ano C), refletimos sobre a vigilância, a pobreza e a busca...
Read More
“Buscai as coisas do alto” – XVIII Domingo do Tempo Comum- Ano C

“Buscai as coisas do alto” – XVIII Domingo do Tempo Comum- Ano C

“Buscai as coisas do alto” A Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (Ano C) nos convida a refletir sobre...
Read More
“Mestre, ensina-nos a rezar” _ Homilia

“Mestre, ensina-nos a rezar” _ Homilia

“ “Mestre, ensina-nos a rezar” A Liturgia da Palavra do 17º Domingo do Tempo Comum (Ano C) nos convida à...
Read More
A Igreja do Bom Samaritano – Homilia XV do Tempo Comum -Ano C

A Igreja do Bom Samaritano – Homilia XV do Tempo Comum -Ano C

“Mestre, que devo fazer para receber em herança a vida eterna?” Com a Liturgia do 15º Domingo do Tempo Comum...
Read More
Pedro e Paulo, o Amor de Cristo os seduziu – Homilia

Pedro e Paulo, o Amor de Cristo os seduziu – Homilia

Pedro e Paulo, o Amor de Cristo os seduziu Celebramos a Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo, que viveram total...
Read More
Livres para seguir o Senhor – XIII Domingo do Tempo Comum Ano C

Livres para seguir o Senhor – XIII Domingo do Tempo Comum Ano C

A Liturgia do 13º Domingo do Tempo Comum (Ano C) nos convida a refletir sobre o discipulado na fidelidade ao...
Read More
Assumir a Cruz quotidiana com a força da Oração – 12º Domingo do Tempo Comum

Assumir a Cruz quotidiana com a força da Oração – 12º Domingo do Tempo Comum

A Liturgia do 12º Domingo do Tempo Comum (Ano C) nos interroga a respeito de Jesus: Quem é Ele para...
Read More
Pentecostes: O Espírito Santo de Deus nos foi enviado 

Pentecostes: O Espírito Santo de Deus nos foi enviado 

“Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós. Recebei o Espírito Santo” Com a Solenidade de...
Read More
Ascensão: irradiar amor, vida e alegria – Homilia – Solenidade da Ascensão do Senhor

Ascensão: irradiar amor, vida e alegria – Homilia – Solenidade da Ascensão do Senhor

“Ali ergueu as mãos e abençoou-os” (Lc 24,50) A Solenidade da Ascensão aponta para o fim último de todos nós,...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: