Avaliar, planejar e perseverar na fé

No próximo Domingo, encerraremos mais um Ano Litúrgico, coroado com a Festa do Cristo Rei e Senhor do Universo.

É tempo de, como Igreja, nos encontrarmos para avaliar e planejar, na acolhida do Espírito de Deus, que não cessa de soprar sobre a Igreja, para que esta seja perseverante na fé, com vistas à missão evangelizadora do ano que se aproxima.

Evidentemente, houve muitas coisas boas, acertos, aprofundamentos, dedicação, busca corajosa de respostas aos inúmeros desafios que a pós-modernidade nos coloca.

As diversas atividades que realizamos precisam ser revistas: momentos orantes, formativos e celebrativos, e eventos em todos os âmbitos.

Na missão evangelizadora, com amor, zelo e alegria, fomos assistidos pelo Espírito Santo – “O Espírito do Senhor repousa sobre mim.” (Lc 4, 18).

Deste modo, é sempre inconcebível qualquer forma de acomodação ou recuo, pois há emergência na construção do Reino de Deus, para tornar viva no mundo a Palavra comunicada pelo Filho.

Perseverantes na fé, temos que avaliar e planejar o trabalho evangelizador, voltando-nos às primeiras comunidades cristãs, que “eram perseverantes na Doutrina dos Apóstolos, na Comunhão fraterna, na fração do Pão e na Oração” (At 2,42), e também entregarmos nossa vida ao Senhor, com renúncias quotidianas, para segui-Lo com gratuidade e amor no trabalho da messe.

Avaliar e planejar, de modo que tenhamos espaços, tempo e momentos mais fecundos de conhecimento e aprofundamento da doutrina, que deve guiar nosso pensamento, palavras e ações, para que nossa fé seja mais luminosa, em estreita relação com a esperança e a caridade.

E, também, para que nossas comunidades sejam mais fraternas, mais solidárias, onde os erros são corrigidos com caridade, e o perdão é a grande expressão do amor que nos deve fazer mais unidos, para que maior credibilidade tenha a nossa ação evangelizadora.

Somente assim, a Fração do Pão tornará inseparáveis as Mesas Sagradas, da Palavra e da Eucaristia, e as mesas do quotidiano: Eucaristias bem celebradas e na vida prolongadas.

Avaliemos e planejemos, para que a oração seja expressão de amizade e intimidade crescente com a Trindade Santa, fortalecendo os momentos que nos revigorem, com o recolhimento, o silêncio, sobretudo porque vivemos numa sociedade em que somos bombardeados por um infinito número de informações, e nossa alma pode facilmente se desviar para a escuridão, cedendo e se corrompendo com os ruídos que nos envolvem.

Perseverando na fé, abertos ao sopro do Espírito, com sinceridade e caridade para avaliações e planejamento, tornaremos nosso coração mais fértil à Palavra do Divino Semeador, Jesus, e muitos frutos, para a glória de Deus, produziremos.

Dom Otacilio F. de Lacerda

A Palavra do Pastor
Advento: Tempo de fecundação – Homilia – Primeiro Domingo do Advento – Ano C

Advento: Tempo de fecundação – Homilia – Primeiro Domingo do Advento – Ano C

Tempo de vigiar e orar, tempo de a fé viver, para solidificar a esperança na vivência de uma autêntica caridade...
Read More
Avaliar, planejar e perseverar na fé

Avaliar, planejar e perseverar na fé

No próximo Domingo, encerraremos mais um Ano Litúrgico, coroado com a Festa do Cristo Rei e Senhor do Universo. É...
Read More
Vigilância ativa na espera do Senhor que vem- 33ª Semana do Tempo Comum – Ano B

Vigilância ativa na espera do Senhor que vem- 33ª Semana do Tempo Comum – Ano B

Liturgia do 33º Domingo do Tempo Comum (Ano B) nos convida a olhar o passado e o futuro para viver...
Read More
Permaneçamos vigilantes – Homilia do 32º Domingo do Tempo Comum- Ano B

Permaneçamos vigilantes – Homilia do 32º Domingo do Tempo Comum- Ano B

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
Dois Mandamentos inseparáveis: amor a Deus e ao próximo

Dois Mandamentos inseparáveis: amor a Deus e ao próximo

No 31º Domingo do Tempo Comum (ano B), a Liturgia nos convida a refletir sobre o amor a Deus e...
Read More
“Coragem, Ele te chama” Homilia para o 30º Domingo do Tempo Comum

“Coragem, Ele te chama” Homilia para o 30º Domingo do Tempo Comum

  Joguemos o manto e saltemos ao encontro do Amor. No 30º Domingo do Tempo Comum (Ano B) refletimos sobre...
Read More
Presbítero: Homem da Palavra e de palavra

Presbítero: Homem da Palavra e de palavra

O sopro do Concílio nos desafiou a assumir as alegrias e tristezas, angústias e esperanças da humanidade, como Igreja de...
Read More
Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Todos os dias são dias de missão, e a Igreja que vive no tempo é missionária, por sua natureza, tendo...
Read More
Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

No 28º Domingo do Tempo Comum (ano B), somos convidados a refletir sobre o essencial e o efêmero em nossa...
Read More
Somos um povo peregrino e evangelizador .

Somos um povo peregrino e evangelizador .

“Nós vimos o Senhor” (Jo 20,25) Na Exortação Evangelii Gaudium, o Papa afirma que “A Evangelização é dever da Igreja. Este sujeito da...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: