Momento Mariano

A Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Pito – Guanhães/ MG realizou um Momento Mariano, na noite do  dia 26 de maio , pela plataforma do Google meet .

Pe Adão Soares conduziu o encontro e as famílias, em seus lares, rezaram,  refletiram, cantaram e homenageraram Nossa Senhora através de uma singela coroação  à imagem de Nossa Senhora Aparecida, emocionando a todos os particpantes.

Foi um momento orante  e de também de muita alegria pelo encontro  , mesmo que de forma virtual.

Abaixo o roteiro utilizado e algumas imagens :

                                                                                                                Momento Mariano
“Devoção a Maria, compromisso com a vida digna, plena e feliz.” “Sua misericórdia se estende de geração em geração, a todos os que o temem”

Dirigente ( o padre) : Saudação aos participantes; Invocação à Trindade Santa; Vídeo – Oração ao Divino Espírito Santo- Canal de Dom Otacilio .
Nesta noite, queremos render nossos louvores a Maria e refletirmos as riquíssimas homenagens a Nossa Senhora, escritas por nosso Bispo diocesano,
Dom Otacilio Ferreira de Lacerda. Rezemos com fervor, este rico Momento Mariano, em nossas Igrejas Domésticas.

“O mês de maio é especialmente dedicado à Maria, Mãe de Jesus, porque ela está sentada no mais alto cume das virtudes, repleta do oceano dos carismas
divinos, do abismo das graças, como nos ensina a Igreja. Voltemos o nosso olhar para Maria, e nos reportemos ao canto do “Magnificat” (Lc 1,39-56), que nos
ajuda a reler os fatos e a história, comunicando os necessários raios de luz do Espírito Santo, sobretudo nos momentos difíceis por que passamos, em todos
os âmbitos (político, econômico, social, cultural).”

Canto : Magnificat.

Leitor 1: “Maria, cheia do Espírito Santo, em visita à sua prima Isabel, foi a primeira comunicadora de palavras de fé e esperança: – “doravante todas as
gerações me chamarão de bendita…”. É o cântico da esperança dos pobres e humildes. Em Maria, “a comunicação e a misericórdia fazem o verdadeiro e
fecundo encontro”, tema que o Papa Francisco nos propôs em sua Mensagem para o 50º Dia Mundial das Comunicações (2016).

Leitor 2: Maria, cheia do Espírito Santo, em visita à sua prima Isabel, foi a primeira comunicadora de palavras de fé e esperança: – “doravante todas as
gerações me chamarão de bendita…”. É o cântico da esperança dos pobres e humildes. Em Maria, “a comunicação e a misericórdia fazem o verdadeiro e
fecundo encontro…”

Dois leitores ( casal): Juntos : Envolvidos pela misericórdia divina, que é eterna, ela nos ensina a viver a fé:
Mulher “Eis a serva do Senhor” – o segredo da fé sem falha, em perfeita conformidade à vontade divina; a dar a razão de nossa esperança:

Homem: – “Nada é impossível a Deus” na incondicional confiança em Deus em tudo e em todos os momentos, favoráveis ou adversos; e assim seremos instrumentos da caridade .

Mulher: “Maria pôs-se a caminho apressadamente” – a caridade e a disponibilidade missionária para servir e comunicar o Amor e a presença de Deus.
Os dois: Maria nos ensina, portanto, a nos deixar envolver pela misericórdia divina, e assim, não vacilaremos na fé, nem esmoreceremos na esperança e tão pouco esfriaremos na caridade (Papa Leão Magno – séc. V).

Dirigente( padre) : No dia 25 de abril de 2020, fomos agraciados com uma Carta do Papa Francisco dirigida a todos os fiéis, com vistas ao mês de maio, em que o
povo de Deus manifesta de forma particular e intensa o seu amor à Virgem Maria. Considerando as restrições da pandemia, fomos levados a valorizar a família, inclusive do ponto de vista espiritual, e retomar a reza do Terço em casa… Também nos motivou a recitação individual, e também de diversos modos, de acordo com as variadas situações, seguindo bons esquemas que podem ser encontrados na internet. Ele enriqueceu-nos com duas orações a Nossa Senhora que poderão ser rezadas no final do Terço…Convidou-nos, por fim, a contemplar o rosto de Cristo, juntamente com o Coração de Maria, nossa Mãe, tornando-nos, ainda mais unidos como família espiritual, fortalecidos para superação desta provação que vivemos; e podemos fazer mutuamente pelosque mais sofrem.

Uma família: Primeira Oração a Maria:
“Ó Maria, Vós sempre resplandeceis sobre o nosso caminho como um sinal de salvação e de esperança. Confiamo-nos a Vós, Saúde dos Enfermos, que permanecestes, junto da Cruz, associada ao sofrimento de Jesus, mantendo firme a vossa fé.
Vós, Salvação do Povo Romano, sabeis do que precisamos e temos a certeza de que no-lo providenciareis para que, como em Caná da Galileia, possa voltar a
alegria e a festa depois desta provação. Ajudai-nos, Mãe do Divino Amor, a conformar-nos com a vontade do Pai e a fazer aquilo que nos disser Jesus, que assumiu sobre Si as nossas enfermidades e carregou as nossas dores para nos levar, através da Cruz, à alegria da Ressurreição. Amém.
À vossa proteção, recorremos, Santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossas súplicas na hora da prova, mas livrai-nos de todos os perigos, ó Virgem gloriosa
e bendita”.

Outra família: Segunda Oração a Maria “«À vossa proteção, recorremos, Santa Mãe de Deus». Na dramática situação atual, carregada de sofrimentos e angústias que
oprimem o mundo inteiro, recorremos a Vós, Mãe de Deus e nossa Mãe, refugiando-nos sob a vossa proteção.
Ó Virgem Maria, volvei para nós os vossos olhos misericordiosos nesta pandemia do coronavírus e confortai a quantos se sentem perdidos e choram pelos seus familiares mortos e, por vezes, sepultados duma maneira que fere a alma. Sustentai aqueles que estão angustiados por pessoas enfermas de quem não se podem aproximar, para impedir o contágio. Infundi confiança em quemvive ansioso com o futuro incerto e as consequências sobre a economia e o trabalho.

Mãe de Deus e nossa Mãe, alcançai-nos de Deus, Pai de misericórdia, que estadura prova termine e volte um horizonte de esperança e paz.  Como em Caná, intervinde junto do vosso Divino Filho, pedindo-Lhe queconforte as famílias dos doentes e das vítimas e abra o seu coração à confiança.
Protegei os médicos, os enfermeiros, os agentes de saúde, os voluntários que, neste período de emergência, estão na vanguarda arriscando a própria vida
para salvar outras vidas. Acompanhai a sua fadiga heroica e dai-lhes força, bondade e saúde.
Permanecei junto daqueles que assistem noite e dia os doentes, e dos sacerdotes que procuram ajudar e apoiar a todos, com solicitude pastoral e dedicação evangélica.Virgem Santa, iluminai as mentes dos homens e mulheres de ciência, a fim deencontrarem as soluções justas para vencer este vírus.
Assisti os Responsáveis das nações, para que atuem com sabedoria, solicitude e generosidade, socorrendo aqueles que não têm o necessário para viver, programando soluções sociais e econômicas com clarividência e espírito desolidariedade. Maria Santíssima, tocai as consciências para que as somas enormes usadas para aumentar e aperfeiçoar os armamentos sejam, antes, destinadas a promoverestudos adequados para prevenir catástrofes do gênero no futuro.
Mãe amadíssima, fazei crescer no mundo o sentido de pertença a uma única grande família, na certeza do vínculo que une a todos, para acudirmos, com espírito fraterno e solidário, a tanta pobreza e inúmeras situações de miséria. Encorajai a firmeza na fé, a perseverança no serviço, a constância na oração.
Ó Maria, Consoladora dos aflitos, abraçai todos os vossos filhos atribulados e alcançai-nos a graça que Deus intervenha com a sua mão omnipotente para nos
libertar desta terrível epidemia, de modo que a vida possa retomar com serenidade o seu curso normal. Confiamo-nos a Vós, que resplandeceis sobre o nosso caminho como sinal de salvação e de esperança, ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria.
Amém”.

 Dom Otacilio F. de Lacerda – Carta do Papa Francisco à nossas comunidades.

Canto : Maria Nazaré.
Observação: (Enquanto se canta – Uma família em destaque . Adultos e crianças coroam Nossa Senhora : Flores, terço, manto e coroa)

Bênção final: Canto : Dai-nos a bênção…
Despedida.

 

A Palavra do Pastor
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More
A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano B), continuamos a refletir sobre um tema de extrema importância: Jesus...
Read More

Temos fome e sede de Deus – XVIII Domingo do Tempo Comum

Com a Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Jesus, o Pão da Vida, e,...
Read More
A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

“Qual é o lugar que concedemos a Deus na nossa vida? Na cultura contemporânea está presente um indubitável processo de...
Read More
Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Com a Liturgia do 17º Domingo do Tempo Comum (ano B), contemplamos a ação de Deus: é próprio do Seu...
Read More
“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade” Reflitamos à luz deste parágrafo do Sermão sobre os pastores, escrito pelo Bispo...
Read More
A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

Com a Liturgia do 16º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Amor e a solicitude de Deus...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: