NOVAS ORIENTAÇÕES LITÚRGICAS SOBRE A SEMANA SANTA 2021 – DIOCESE DE GUANHÃES DIANTE DA PANDEMIA DO NOVO CORONAVIRUS – COVID-19

“Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade” (Ef 2,14)

Queridos Padres, Bispo Emérito e Diácono, considerando as Orientações da Sagrada Congregação para a Liturgia, as novas orientações neste tempo de pandemia, repasso estas Orientações:

DOMINGO DE RAMOS

A Comemoração da entrada do Senhor em Jerusalém deve celebrar-se dentro do edifício sagrado sem a tradicional procissão de ramos.

Sugestão Visual:
1. Colocar no portão ou na porta de casa (em lugar bem visível) alguns ramos. Marcar a casa é uma característica do Povo de Deus.
2. Rezar pedindo a graça de bem viver a Semana Santa, ainda que em recolhimento em casa.
3. Participar das Celebrações transmitidas pelas rádios ou pelas redes sociais.

QUINTA-FEIRA SANTA

1 – A Missa do Crisma será celebrada no Tempo da Páscoa. Veremos oportunamente a data e horário e sobre a participação.
2 – Na Missa da Ceia do Senhor, o lava-pés, já facultativo, seja omitido; e no final, seja omitida também a procissão, e quanto ao Santíssimo Sacramento, deve ser conservado no sacrário.

Sugestão Visual:
1. Para este dia, cada família deve colocar um pano branco nas janelas ou portas da casa.
2. Também, se puder, coloque outros símbolos do serviço ligados ao Lava Pés (na Ceia do Senhor): um jarro, uma bacia e uma toalha.
3. Outros elementos que lembram a Ceia do Senhor poderão estar no cantinho de oração dentro de casa: cachos de uvas, trigo, pão e vinho/suco de uva.
4. Na sexta pela manhã, os elementos deverão ser retirados.

SEXTA-FEIRA SANTA – CELEBRAÇÃO DA PAIXÃO DO SENHOR

O ato de Adoração à Cruz com o beijo seja limitado apenas ao Presidente da Celebração.

Oração Universal

Obs.: Essa intenção deve ser incluída antes da décima, tornando-se, deste modo, a penúltima, pois a última rezará “Por todos os que sofrem provações”:

IX. Pelos poderes públicos ………..

X. Pelos que padecem a pandemia do Covid-19

Oremos ao Deus da vida, salvação do seu povo, para que sejam consolados os que sofrem com a doença e a morte, provocadas pela pandemia do novo coronavírus; fortalecidos os que heroicamente têm cuidado dos enfermos; e que ninguém fique excluído da vacina.

Reza-se em silêncio.

Depois o sacerdote diz:

Ó Deus, nosso refúgio nas dificuldades, força na fraqueza e consolo nas lágrimas, compadecei-vos do vosso povo que padece sob a pandemia, para que encontre finalmente alívio na vossa misericórdia. Por Cristo, nosso Senhor.

R. Amém.

XI. Por todos os que sofrem provações

Sugestão Visual:
1. Para este dia, deve-se retirar os símbolos do dia anterior;
2. Colocar no portão ou na porta da casa um pano vermelho e uma cruz, símbolos fortes da Sexta-Feira Santa.
3. Lembramos que é um dia obrigatório de jejum e abstinência de carne.

VIGÍLIA PASCAL

O Decreto do Papa diz: “Para o ‘Início da Vigília ou Lucernário’ omite-se o acender do fogo, acende-se o círio e, omitindo a procissão, segue-se o precônio pascal (Exsultet). Segue-se a ‘Liturgia da Palavra’. Para a “Liturgia batismal”, apenas se renovam as promessas batismais (cf. Missal Romano, pág. 288, n. 46). Segue-se a “Liturgia Eucarística”.

Para a Liturgia da Palavra:
Proclame-se pelo menos três do Antigo Testamento (nunca omitir a do Êxodo), mais a Epístola e o Evangelho.

Sugestão Visual:
1. Para este dia, retirar os símbolos do dia anterior;
2. Cada família deve colocar na janela da casa um pano branco e flor;
3. uma vela para cada um segurar acesa na hora da renovação batismal
4. Também, poderão ter uma cruz com pano branco jogado na haste horizontal. Esta cruz e/ou o pano branco poderão ficar expostos no sábado à tarde e ao longo de todo o Domingo de Páscoa.
5. Poderá ter um número maior na equipe – até nove pessoas.

SOBRE AS COLETAS:

COLETA DO DOMINGO DE RAMOS (Campanha da Fraternidade) e DA SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO (Lugares Santos) serão sugeridas as datas oportunamente

IMPORTANTE:

– Celebrações do Domingo de Ramos, Quinta-feira Santa, Via Sacra dentro da Igreja (se houver), Celebração da Paixão e Morte do Senhor e Vigília Pascal, tenha a presença permitida conforme as orientações já passadas, de acordo com as orientações da Vigilância Sanitária de cada Município.

– Manter sempre a distância de três metros das pessoas dentro da Igreja, tomando cuidado no uso do microfone, sendo aconselhável um microfone para cada pessoa, ou ser purificado com álcool em gel ao passar para o próximo.

Guanhães, 18 de março de 2021.

Em comunhão fraterna e preces,

DOM OTACÍLIO FERREIRA DE LACERDA
BISPO DIOCESANO

 

A Palavra do Pastor
Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Todos os dias são dias de missão, e a Igreja que vive no tempo é missionária, por sua natureza, tendo...
Read More
Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

No 28º Domingo do Tempo Comum (ano B), somos convidados a refletir sobre o essencial e o efêmero em nossa...
Read More
Somos um povo peregrino e evangelizador .

Somos um povo peregrino e evangelizador .

“Nós vimos o Senhor” (Jo 20,25) Na Exortação Evangelii Gaudium, o Papa afirma que “A Evangelização é dever da Igreja. Este sujeito da...
Read More
O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

  No 27º Domingo do Tempo Comum (Ano B), refletimos sobre a aliança matrimonial que, no Projeto de Deus, consiste...
Read More
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More
A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano B), continuamos a refletir sobre um tema de extrema importância: Jesus...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: