“Livrai-nos, Senhor, do delírio de onipotência”

Ultrapassar os limites da condição humana é a grande tentação que vem desde o Éden, o grande pecado de nossos pais, que herdamos e que, como possibilidade, todos também o temos.

Quantas vezes se coloca de lado o Projeto d’Aquele que nos criou, para se seguir os próprios caprichos e astúcias, dando ouvido e asas aos desejos nem sempre pronunciáveis e desejáveis.

Quantas vezes a ilusão toma conta de nosso coração, com pretensa promessa de realização pessoal e solidificação da felicidade plena.

Quantas vezes o delírio de onipotência cega a humanidade, fazendo suas vítimas (holocaustos, promoção da miséria, guerras, discriminações, exclusões), vilipendiando a dignidade e sacralidade da existência humana.

Delírio de onipotência!

Crudelíssimo delírio que nos afasta da Verdadeira Onipotência: Deus. Afastamento que traz consigo consequências nefastas, e mais que indesejáveis, numa palavra: deploráveis.

Deste modo, nos perguntamos: quem melhor do que Maria, que lutou corajosamente contra a serpente e o mal, para nos ensinar a tornar a desejada libertação um fato em nossa vida?

Maria também travou uma luta interior contra o mal. Teve de ultrapassar as mesmas dificuldades e tentações na realização do plano de Salvação de Deus para a humanidade. Mesmo concebida sem a mancha do pecado, da desobediência, da infidelidade. Ainda que Imaculada Conceição.

Maria tão humana, inteiramente sim para Deus.

Maria tão humana, inteiramente para a vontade divina.

Que nossa devoção consista em imitá-la em tamanha fidelidade, somente assim, estaremos libertos do terrível delírio de onipotência e de suas marcas de pecado.

Assim vivendo, estaremos preparando verdadeiramente a chegada do Senhor, para celebrarmos a maior de todas as alegrias que possamos sentir: O Nascimento do Redentor; d’Aquele que visibilizou e visibiliza a Onipotência da Misericórdia Divina.

Quanto mais nos abrirmos para a Divina Onipotência, mais libertos seremos do desejo de onipotência, que, paradoxalmente, nos fragiliza.

Oremos:

Livrai-nos, Senhor, do delírio de onipotência, que nos cega, nos faz prisioneiros de nós mesmos, de nossos interesses, desejos, cobiça, presunção, petulância.

Livrai-nos, Senhor, do delírio de onipotência, que rompe os laços sagrados da fraternidade.

Livrai-nos, Senhor, do delírio de onipotência, que nos afasta de Vós, que Se faz e quer fazer-Se tão próximo e íntimo a nós.

Livrai-nos, Senhor, de todo delírio de onipotência; Vos pedimos com o coração contrito e confiante em Vossa misericórdia. Amém.

Postado por Dom Otacilio F. Lacerda  em http://peotacilio.blogspot.com/2020/04/livrai-nos-senhor-do-delirio-de.html?m=0


“O Senhor derrubou do trono os poderosos”
A história da humanidade já escreveu páginas execráveis com milhões de vítimas, sangue derramado de inocentes, por causa do delírio de onipotência.
Este delírio já cegou, não poucas vezes, a humanidade, multiplicando suas vítimas, com holocaustos; promoção insana da miséria; guerras fratricidas; discriminações abomináveis e exclusões indesejáveis, vilipendiando a dignidade e sacralidade da existência humana, desde sua concepção até seu declínio natural.
É sempre necessário vencer a grande tentação da condição humana,  que vem desde o Éden, o grande pecado de nossos pais, a herança que todos participamos pelo pecado original, que nos marca quando do nascimento.
Vigilância se faz necessário para que a ilusão não se sedimente em nossa mente e coração, com ilusórias promessas de realização em todos os âmbitos da vida, como promessa de felicidade plena.
Abertura ao Espírito e escuta de Sua voz são fundamentais para que compreendamos e realizemos o Projeto d’Aquele que nos criou, com o abandono de caprichos e astúcias pessoais que possam nos cegar ou nos fazer surdos aos clamores que sobem aos céus, fazendo-nos dar vida e força às asas de desejos indesejáveis e impronunciáveis.
Oremos:
Senhor, Vos pedimos que nos livreis do delírio de onipotência que nos cega, nos faz prisioneiros de nós mesmos, asfixiados pelos interesses mesquinhos, desejos, cobiça, presunção e petulância.
Senhor, libertai-nos do delírio de onipotência, pois, ainda que não percebamos, ele rompe os laços sagrados da fraternidade, afastando-nos de Vós, que quereis ser e sois tão próximo e íntimo a nós.

Senhor, queremos com Vossa Mãe, Maria, lutar corajosamente contra a serpente e o mal, para que sejamos livres de todas as amarras, pois foi para a liberdade que nos libertastes.

Senhor, com Vossa Mãe, queremos também fortalecer nossa luta interior contra o mal, ultrapassando as mesmas dificuldades e tentações na realização do plano de Salvação que tendes para nós.
Senhor, com Vossa Mãe, concebida sem a mancha do pecado, da desobediência, da infidelidade, o mais perfeito modelo de amor,  fidelidade e atitude, também queremos amar-Vos e testemunharmos como discípulos missionários Vossos.
Senhor, com Vossa Mãe, tão humana e inteiramente sim para Deus; também o mesmo queremos fazer.
Senhor, concedei-nos a graça de que a devoção à Vossa Mãe consista em imitá-la em suas incontáveis virtudes,  libertos do terrível delírio de onipotência com suas faces maculadas de pecado.
Senhor, afastai o perigo da onipotência humana, que nos aprisiona e nos mergulha no mar do pecado, e mergulhemos no Mar de Vossa pela Onipotência de Misericórdia.
Senhor, contando com a onipotência suplicante de Vossa Mãe Maria, preparando assim, Vossa vinda gloriosa, assistidos pelo Vosso Espírito, em plena fidelidade ao Projeto de Vosso Pai. Amém.
A Palavra do Pastor
A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

A comunidade do Ressuscitado – Homilia – 2º Domingo da Páscoa Ano B

Com a Liturgia do 2º Domingo da Páscoa (ano B), também chamado de “Domingo da Misericórdia”, à luz da Palavra...
Read More
O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Cristo Ressuscitado caminha conosco! Aleluia!

O Ano Litúrgico (ano B), começa com a quarta-feira de cinzas, e com ela o início do itinerário quaresmal, e...
Read More
Domingo de Ramos:  Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

Domingo de Ramos: Jesus elevado na Cruz para nos elevar – Homilia – Dom Otacilio F. de Lacerda

"Meu  Deus, meu Deus, por que me abandonaste?"  (Mc 15,34) No Domingo de Ramos (ano B), refletimos sobre o Amor de...
Read More
“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

“Deus merece que sejamos melhores” – Homilia – Quarto Domingo do Tempo Quaresmal – Dom Otacilio – Ferreira de Lacerda

A Liturgia do 4º Domingo da Quaresma (Ano B) é conhecida como Domingo “Laetare”, ou seja, Domingo da alegria, devido...
Read More
A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

A cidade, seus clamores e a missão Presbiteral – Dom Otacilio F. de Lacerda

As grandes cidades enfrentam os inúmeros problemas de nosso tempo, principalmente porque vivemos em mudança de época, muito mais do...
Read More
Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Uma religião agradável ao Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Tempo Comum – Ano B

Com o 3º Domingo da Quaresma (ano B), damos mais um passo no Itinerário rumo à Páscoa do Senhor. Podemos...
Read More
A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

A Glória é precedida pela Cruz – Homilia – Segundo Domingo do Tempo Quaresmal – Ano B

O segundo Domingo da Quaresma (ano B), identificado como “O Domingo da Transfiguração do Senhor”, é um convite a escutarmos...
Read More
Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

“Ai de mim se seu não evangelizar” (1 Cor 9,16). A Evangelização na cidade tem inúmeros e grandes desafios, de modo...
Read More
“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

“Não nos deixeis cair em tentação” – Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma- Ano B

No 1º Domingo da Quaresma (Ano C), repensamos nossas opções de vida, tomando consciência das tentações que nos impedem de...
Read More
Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

Libertos pelo Senhor para amar e servir – VI Domingo do Tempo Comum Ano B – Homilia

“Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele e disse:  “Eu quero: fica curado!”. No mesmo instante  a lepra...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: