“Sonhar a realidade com o Papa Francisco (I) “_ Dom Geovane Luís, bispo auxiliar da Arquidiocese de BH

3084WD-POPE-AMAZON_

Ao abrir o seu coração de Pastor, o Papa Francisco nos revela seus sonhos para a Igreja na Amazônia.

Os quatro sonhos do Papa – Social, Cultural, Ecológico e Eclesial – estão enraizados na realidade da vida, e por isso dizem respeito à Igreja presente no mundo inteiro.

Com o desejo de motivar a leitura da Exortação Pós-Sinodal ‘Querida Amazônia’ na sua íntegra, segue a primeira parte do resumo da Carta Magna sobre a evangelização na Amazônia, escrita pelo Papa e dirigida a todos os homens e mulheres que desejam cuidar da nossa Casa Comum.

A Igreja realizou o Sínodo para a Amazônia no período de 6 a 27 de outubro de 2019. Esse evento foi um percurso de diálogo e discernimento para a Comunidade Eclesial.

Além do Documento “Amazônia: Novos caminhos para a Igreja e para uma Ecologia Integral” – que recolhe a contribuição dos participantes do Sínodo -, o Papa Francisco partilhou na Exortação Pós-Sinodal os sentimentos que brotaram do seu coração. Nela o Pontífice expressa sua solicitude para com os povos amazônicos – especialmente os últimos e mais pobres – e seu desejo de promover uma ecologia integral. Deste modo, o Papa Francisco revelou os seus sonhos relativos ao grande bioma que abraça nove nações: Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname, Venezuela e Guiana Francesa.

Esses sonhos são pedras miliares que poderão nortear a vida da Igreja presente no mundo inteiro.

O primeiro deles tem tonalidade social. Diz o Papa: “Sonho com uma Amazônia que lute pelos direitos dos mais pobres, dos povos nativos, dos últimos, de modo que a sua voz seja ouvida e sua dignidade promovida”.

O Papa Francisco convoca a Igreja para que erga sua voz profética e se empenhe em prol dos mais pobres.

Há, na sua compreensão, um duplo clamor que precisa ser ouvido: o clamor da terra e dos pobres. Por isso, não é justo preocupar-se com o bioma e ignorar os povos amazônicos que vivem naquela realidade desafiante.

O desmatamento e a indústria minerária têm provocado um constante movimento migratório dos indígenas; as operações econômicas injustas e criminosas danificam a Amazônia e não respeitam o direito dos povos nativos ao território e sua demarcação; a corrupção degrada as instituições e coloca em descrédito a política e as organizações sociais.

Além disso, existe a falsa ideologia de que a amazônia é um ‘enorme vazio a ser preenchido, uma riqueza em estado bruto que se deve aprimorar, uma vastidão selvagem que precisa ser domada’.

Neste cenário complexo existem sinais de vida e esperança. Vale ressaltar o senso comunitário dos povos nativos – entre eles não há espaço para o individualismo – e a ação corajosa dos missionários ao lado dos pobres.

O que fazer diante desta realidade tão complexa? Quais atitudes devemos assumir? O Papa nos indica o caminho:

– Indignar-se e pedir perdão aos povos amazônicos.

– Não habituar-se ao mal, nem permitir que nossa consciência social seja anestesiada.

– Construir redes de solidariedade e desenvolvimento em vista da globalização, sem marginalização.

– Promover o diálogo social entre os diferentes povos nativos na busca da comunhão e da luta conjunta pela vida. Neste diálogo os últimos devem ser os principais interlocutores.

– Escutar e reconhecer o ‘outro’ e apreciá-lo como ‘outro’, pois na Amazônia existem culturas portadoras duma mensagem ainda não escutada.

Deste sonho nasce outro não menos necessário e importante: o sonho cultural. Dele falaremos noutra ocasião. Fique atento.

Dom Geovane Luís da Silva
Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte

http://arquidiocesebh.org.br/noticias/artigo-sonhar-a-realidade-com-o-papa-francisco-i-dom-geovane-luis-bispo-auxiliar-da-arquidiocese-de-bh/

A Palavra do Pastor
Missão: graça divina, resposta nossa (Homilia – Ascensão do Senhor – Ano A)

Missão: graça divina, resposta nossa (Homilia – Ascensão do Senhor – Ano A)

Missão: graça divina, resposta nossa  “Ide pelo mundo e ensinai todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do...
Read More
Jesus prometeu e cumpriu: enviou-nos um Defensor (Homilia VI Domingo do Tempo Pascal)DTPA)

Jesus prometeu e cumpriu: enviou-nos um Defensor (Homilia VI Domingo do Tempo Pascal)DTPA)

 “O Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não O vê nem O conhece” No...
Read More
Jesus, o Caminho que nos conduz ao Pai – Quinto Domingo da Páscoa (Ano A)

Jesus, o Caminho que nos conduz ao Pai – Quinto Domingo da Páscoa (Ano A)

      Sejamos cristãos alegres, corajosos, convictos a caminho do céu, vivendo  no tempo presente a nossa fé em...
Read More
A fraqueza do rebanho e a fortaleza do Pastor – Homilia do IV Domingo de Páscoa (Ano A)

A fraqueza do rebanho e a fortaleza do Pastor – Homilia do IV Domingo de Páscoa (Ano A)

No IV Domingo da Páscoa (Ano A), o Dia do Bom Pastor, que é o próprio Jesus e também Dia...
Read More
Faça arder nosso coração, abra nossos olhos, Senhor! – Homilia para o 3º Domingo de Páscoa

Faça arder nosso coração, abra nossos olhos, Senhor! – Homilia para o 3º Domingo de Páscoa

Que a Boa Nova da Ressurreição de Jesus seja nossa força na missão: A Ressurreição de Jesus se descobre caminhando....
Read More
O Senhor nos comunicou o Seu Espírito _ Segundo Domingo de Páscoa

O Senhor nos comunicou o Seu Espírito _ Segundo Domingo de Páscoa

  “... Como o Pai me enviou, também eu vos envio. E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles...
Read More
“A fé que se torna missão” (Homilia  do Segundo Domingo de Páscoa)

“A fé que se torna missão” (Homilia do Segundo Domingo de Páscoa)

A fé que se torna missão” Com a Liturgia do 2º Domingo da Páscoa (ano A), também chamado de “Domingo...
Read More
“Caminha conosco, Senhor”

“Caminha conosco, Senhor”

  Na Liturgia das Horas, encontramos esta oração nas Vésperas da Segunda-feira da Quarta Semana, que nos remete ao Evangelho...
Read More
O mais belo amanhecer

O mais belo amanhecer

Quantos amanheceres já pudemos contemplar, e quantos ainda poderemos? Mas não há amanhecer como aquele que Maria Madalena viveu, quando...
Read More
Crer  no Ressuscitado é buscar as coisas do alto!

Crer no Ressuscitado é buscar as coisas do alto!

Crer no Ressuscitado é buscar as coisas do alto! Quem nunca se encantou diante da beleza de uma montanha? Não...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: