Angelus com o Papa Francisco

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

Hoje celebramos a festa da Apresentação do Senhor: quando o recém-nascido Jesus foi apresentado ao templo pela Virgem Maria e São José. Nesta data também há o dia da vida consagrada, que recorda o grande tesouro na Igreja daqueles que seguem de perto o Senhor professando os conselhos evangélicos.

O Evangelho (cf. Lc 2, 22-40) diz que, quarenta dias após o nascimento, os pais de Jesus levaram o Menino a Jerusalém para consagrá-lo a Deus, conforme prescrito pela lei judaica. E, ao descrever um ritual previsto pela tradição, este episódio traz à nossa atenção o exemplo de alguns personagens. Eles são pegos quando experimentam o encontro com o Senhor no lugar em que Ele se faz presente e próximo ao homem. São Maria e José, Simeão e Ana, que representam modelos de aceitação e doação de suas vidas a Deus, que não eram iguais, eram todos diferentes, mas todos procuravam a Deus e se deixavam guiar pelo Senhor.

O evangelista Lucas descreve todos eles em uma dupla atitude: atitude de movimento e atitude de espanto .

A primeira atitude é movimento. Maria e José andam em direção a Jerusalém; por sua vez, Simeone, movido pelo Espírito, vai ao templo, enquanto Anna serve a Deus dia e noite sem parar. Dessa maneira, os quatro protagonistas da passagem do evangelho nos mostram que a vida cristã requer dinamismo e exige vontade de andar, deixando-se guiar pelo Espírito Santo. O imobilismo não se adequa ao testemunho cristão e à missão da Igreja. O mundo precisa de cristãos que se deixam comover, que nunca se cansam de andar pelas ruas da vida, para trazer a todos a palavra consoladora de Jesus.Toda pessoa batizada recebeu uma vocação para proclamar – anunciar algo, anunciar Jesus -, a vocação à missão evangelizadora: anunciar Jesus!

A segunda atitude com a qual San Luca apresenta os quatro personagens da história é espantosa . Maria e José “ficaram maravilhados com o que disseram sobre ele [sobre Jesus]” (v. 33). O espanto é também uma reação explícita do velho Simeão, que no Menino Jesus vê com seus próprios olhos a salvação realizada por Deus em favor de seu povo: a salvação que ele esperava há anos. E o mesmo se aplica a Anna, que “também começou a louvar a Deus” (v. 38) e a mostrar às pessoas Jesus. Este é um santo falador, ela conversou bem, conversou sobre coisas boas, não coisas ruins. Ela disse, anunciada: uma santa que passou de uma mulher para outra, fazendo-as ver Jesus.Estas figuras de crentes são envoltas em espanto, porque se deixam capturar e se envolver pelos eventos que aconteceram diante de seus olhos. A capacidade de se surpreender com as coisas ao nosso redor favorece a experiência religiosa e torna o encontro com o Senhor frutífero. Pelo contrário, a incapacidade de nos surpreender nos torna indiferentes e amplia as distâncias entre a jornada da fé e a vida cotidiana. Irmãos e irmãs, sempre em movimento e deixando-nos abertos à surpresa!

Que a Virgem Maria nos ajude a contemplar em Jesus o dom de Deus para nós todos os dias, e a nos deixar envolver por ele no movimento do dom, com alegria e alegria, para que toda a nossa vida se torne um louvor a Deus no serviço de nossos irmãos.

 


Depois do Angelus

Queridos irmãos e irmãs!

Hoje o Dia da Vida é comemorado na Itália, que tem o tema “Abra as portas da vida”. Uno-me à Mensagem dos Bispos e espero que este dia seja uma oportunidade para renovar o compromisso de proteger e proteger a vida humana desde o início até o seu fim natural. Também é necessário combater qualquer forma de violação da dignidade, mesmo quando a tecnologia ou a economia estão em jogo, abrindo as portas para novas formas de fraternidade solidária. Hoje, no dia da vida consagrada, gostaria que todos nós juntos na praça orássemos pelos homens e mulheres consagrados que fazem muito trabalho e muitas vezes em segredo. Vamos orar juntos. [Ave Maria] E aplausos aos homens e mulheres consagrados!

Saúdo todos vocês, romanos e peregrinos. Em particular, estudantes de Badajoz (Espanha); os fiéis de Cremona, Spoleto, Fano, Palau e Roseto degli Abruzzi. Vejo que há muitos peregrinos poloneses! E peregrinos japoneses, digamos adeus!

Desejo a todos um bom domingo. E por favor, não esqueça de orar por mim. Tenha um bom almoço e até breve!

Praça de São Pedro
domingo, 2 de fevereiro de 2020

A Palavra do Pastor
Servidores da Paz e do Amor Pleno – Jesus (Homilia 7º Domingo Tempo Comum- ano A)

Servidores da Paz e do Amor Pleno – Jesus (Homilia 7º Domingo Tempo Comum- ano A)

Servidores da Paz e do Amor Pleno – Jesus “...Bem-aventurados os mansos porque herdarão a terra... Bem aventurados os que...
Read More
A graça de ser Padre

A graça de ser Padre

“Irmãos, cuidai cada vez mais de confirmar a vossa vocação e eleição. Procedendo assim, jamais tropeçareis. Desta maneira vos será...
Read More
Só Deus nos garante a verdadeira felicidade ( Homilia 6º Domingo Tempo Comum – Ano A)

Só Deus nos garante a verdadeira felicidade ( Homilia 6º Domingo Tempo Comum – Ano A)

  Só Deus nos garante a verdadeira felicidade "Enquanto o amor humano tende a apossar-se do bem que encontra no...
Read More
Sejamos Sal e luz na planície do quotidiano ( Homilia do 5º Domingo do Tempo Comum- Ano A)

Sejamos Sal e luz na planície do quotidiano ( Homilia do 5º Domingo do Tempo Comum- Ano A)

Sejamos Sal e luz na planície do quotidiano ... quando atraímos o olhar de todos para Deus, e não para...
Read More
Festa da Apresentação do Senhor: Jesus Cristo é a nossa Luz e Salvação ( Homilia- Domingo 02 de fevereiro)

Festa da Apresentação do Senhor: Jesus Cristo é a nossa Luz e Salvação ( Homilia- Domingo 02 de fevereiro)

“Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma” ( Lc 2,35) No dia 2 de fevereiro, celebramos a Festa...
Read More
Ser Padre: missão de resplandecer a luz de Cristo no rosto da Igreja

Ser Padre: missão de resplandecer a luz de Cristo no rosto da Igreja

“O Concílio deseja ardentemente iluminar todos os homens com a claridade de Cristo, luz dos povos, que brilha na Igreja,...
Read More
Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

No 3º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre o Projeto de Salvação e de Vida plena que Deus...
Read More
FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

As novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil (2019-2023), Documento nº. 107 da Conferência Nacional do Brasil  (CNBB), nos apresentam...
Read More
Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a Luz das Nações “Melhor é calar-se e ser do que falar e não ser. Coisa...
Read More
Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

  O Batismo do Senhor é apresentado de diferentes modos: os Evangelhos de São Marcos e São Lucas apenas fazem...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: