A Evangelização nos desafia: É tempo de sermos epifânicos!

 

A Evangelização nos desafia:

É tempo de sermos epifânicos!

Há de brilhar e brilhou…

Uma estrela há dois milênios,

Que conduziu os magos no oriente,

Anunciando ao mundo

O mais belo presente.

Há de brilhar e brilhou…

Anunciando que Deus em nosso meio Se fez presente,

Recebendo a adoração dos pagãos e de toda gente;

Que nos conduziu ao Deus Menino,

Mudando plenamente nosso destino.

Presenteado com incenso, mirra e ouro,

Porque é, do mundo, o mais belo tesouro.

Levou-nos Àquele que é Homem, Rei e Deus,

Vivendo na pobreza entre os Seus

E que os sábios, por novo caminho,

Conduziram a um novo horizonte.

A morte do inocente que era tão certa,

Evitada quando nova estrada se fez aberta.

Por caminhos de Herodes não mais hão de voltar;

Alternativas para a humanidade nunca hão de faltar,

Não só para conduzir a Jesus,

Mas, para que O anunciemos como Luz.

Anunciando que o Salvador de todos os povos Se Encarnou

E o coração de todos de Amor plenificou.

Realeza, Divindade, Humanidade revela-nos a frágil criança,

Mas, não tão frágil que possa fragilizar nossa esperança!

Há de brilhar e brilhou…

Não mais a estrela do oriente,

Mas, a própria Luz que é Jesus – Deus presente –

Aquele que maior brilho nenhuma estrela poderá conter,

Pois sem Ele nada haveria de ser.

Ele é a Estrela a nos conduzir

Ao bem, amor e verdade e o mundo seduzir,

Com as mais belas palavras que se possa ouvir.

Ele veio, vem e virá: Aquele que há de sempre vir.

Ele é a estrela a nos iluminar,

Para nos reeducar na arte de amar.

Estrela maior a nos acalentar

Nas veredas da alegria, beleza e novos caminhos reinventar.

Estrela que na família o brilho há de resplandecer,

Para novos relacionamentos aprender a tecer.

Que nela cresça a harmonia, o diálogo, a compreensão e o carinho.

Aprendamos com Aquele que Se fez Verdade, Vida e Caminho.

Há de brilhar e brilhou…

Estrela presente em toda comunidade,

Para que a verdade, justiça, amor e liberdade,

Sejam solidificados como os mais belos pilares,

Quer da Igreja, quer de nossos lares.

Estrela desejada por toda humanidade,

Que nos educa para a acolhida, convivência e cooperação,

Hospitalidade, tolerância, princípios fundamentais da evangelização.

Estrela que no mais profundo de nós brilha!

Cantos e hinos não podem expressar tão grandes maravilhas!

Brilho que não se pode ocultar,

Pois é celebrado e renovado no mais singelo Altar.

Há de brilhar e brilhou…

Estrela que habita sim no mais singelo Altar.

Ó! Tão belo e grande Hóspede que não nos pode faltar.

No altar do coração humano veio inaugurar

Um mundo mais sadio, menos insano.

Há de brilhar e brilhou…

A mais bela das estrelas: Jesus, que o mundo redimiu!

Para todos de boa vontade a porta do céu novamente se abriu.

A vida, uma grande Epifania há de ser,

Para quem a Onipresença divina perceber;

A Onipotência divina testemunhar

Com a Onisciência divina que há de nos acompanhar!

Epifania! Nada mais será como antes!

As trevas cederam à Luz,

Iluminaram-se vidas e caminhos.

Contemplemos Deus no Deus Menino!

Postado por Dom Otacilio F. Lacerda

http://peotacilio.blogspot.com/2020/01/a-evangelizacao-nos-desafia-e-tempo-de.html?m=0

A Palavra do Pastor
Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

No 28º Domingo do Tempo Comum (ano B), somos convidados a refletir sobre o essencial e o efêmero em nossa...
Read More
Somos um povo peregrino e evangelizador .

Somos um povo peregrino e evangelizador .

“Nós vimos o Senhor” (Jo 20,25) Na Exortação Evangelii Gaudium, o Papa afirma que “A Evangelização é dever da Igreja. Este sujeito da...
Read More
O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

  No 27º Domingo do Tempo Comum (Ano B), refletimos sobre a aliança matrimonial que, no Projeto de Deus, consiste...
Read More
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More
A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano B), continuamos a refletir sobre um tema de extrema importância: Jesus...
Read More

Temos fome e sede de Deus – XVIII Domingo do Tempo Comum

Com a Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Jesus, o Pão da Vida, e,...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: