O que é o Ano Litúrgico, e o Ano Civil

 

CONVERSANDO SOBRE LITURGIA
Artigo I

O Ano Civil nos traz uma ideia de círculo, ou podemos até dizer, que ele é circular e cíclico, ou seja, repete-se constantemente em suas datas. Vai marcando a história da humanidade, sua evolução e progresso; lutas, fracassos e conquistas. E dentro dessa história circular, o ser humano vai se preenchendo, e se desgastando, geração após geração.
Querendo ou não, o tempo civil é inexorável, faz avançar a história à custa do envelhecimento e do desgaste, e encomenda o fim dos seres humanos, cuja maioria passa por ele no anonimato.
O Ano Litúrgico não se identifica com o Ano Civil nem a ele se submete. Corre paralelamente a ele ao determinar todas as celebrações litúrgicas, mas não coincide com suas datas. Tem um sentido diverso e um ritmo próprio, como se o Ano Civil servisse apenas de pista para o Ano Litúrgico.
De fato, o Ano Litúrgico é uma intervenção de Deus dentro da história humana. Relembra tudo o que Deus já realizou por nós, pela salvação, e atualiza essas ações de Deus em favor de cada geração. Mais do que construir uma história própria, o Ano Litúrgico marca o tempo próprio de Deus dentro da história da humanidade, sempre em busca do ser humano para salvá-lo da destruição inevitável que o tempo civil lhe causa. Por isso, a melhor imagem para entender o Ano Litúrgico não é o círculo repetitivo, mas a espiral ascendente que jamais repete o mesmo círculo.
Uma espiral salvífica que parte do Alfa da criação e vai girando para o alto em direção ao Ômega da nova criação em Cristo Ressuscitado. Assim, Deus nos salva dentro de nossa história e nos salva da nossa história, daquilo que ela traz de degeneração e morte.
O Ano Litúrgico é essa espiral ascendente de salvação que liberta o ser humano de seu destino fatídico e o leva em direção à comunhão com a vida divina e eterna. Por isso, cada Ano Litúrgico, mesmo celebrando as mesmas datas, atualiza uma nova intervenção da graça redentora da Santíssima Trindade em favor do seu povo caminhante.
O início do Ano Litúrgico não é o 1º de janeiro, mas no 1º Domingo do Advento, que nunca cai na mesma data do Ano Civil. O Ano Litúrgico se encerra na Festa de Cristo Rei, 34º Domingo do Tempo Comum, anterior ao Primeiro Domingo do Advento.
Nas próximas edições: estrutura do Ano Litúrgico e como é desenvolvido em seu percurso.

Michel Hoguinele
hoguinelle@hotmail.com

A Palavra do Pastor
Itinerário Quaresmal percorrido, Alegria Pascal transbordante!

Itinerário Quaresmal percorrido, Alegria Pascal transbordante!

É oportuno refletirmos sobre o Itinerário Quaresmal que assumimos e percorremos (Ano A). Empenhamo-nos na prática do jejum, da esmola...
Read More
Os amigos do Senhor não morrem sempre ( 5º Domingo do 5º Domingo da Quaresma (Ano A)

Os amigos do Senhor não morrem sempre ( 5º Domingo do 5º Domingo da Quaresma (Ano A)

A Liturgia do 5º Domingo da Quaresma (ano A) nos convida a refletir sobre a ressurreição de Lázaro, contemplando a...
Read More
A verdadeira comunicação

A verdadeira comunicação

  Com Maria, aprendamos que a comunicação verdadeira somente se alcança quando se promove o bem comum  e se fortalece...
Read More
Quando nos abrimos ao Espírito…

Quando nos abrimos ao Espírito…

Ah, a vida! A beleza da vida está em suas surpresas, nas repentinas decisões a serem tomadas, e na Sabedoria...
Read More
Sejamos curados de nossa cegueira ( Homilia 4º Domingo Quaresma – ano A)

Sejamos curados de nossa cegueira ( Homilia 4º Domingo Quaresma – ano A)

A Igreja no quarto Domingo da Quaresma (Ano A), celebra o conhecido “Dominica Laetare”. Um Domingo luminoso por sublinhar que...
Read More
Celebrando três anos de Ministério Episcopal

Celebrando três anos de Ministério Episcopal

“Para mim o viver é Cristo” – “Mihi vivere Christus est” (Fl 1,21) Celebrando o terceiro ano de Ministério Episcopal, agradeço...
Read More
A esperança em Deus jamais nos decepciona

A esperança em Deus jamais nos decepciona

Em tempos difíceis por que passamos, são iluminadoras e providenciais as palavras do Apóstolo Paulo aos Romanos: “Gloriamo-nos também de...
Read More
Somente Deus mata nossa sede (Homilia 3º Domingo da Quaresma – Ano A)

Somente Deus mata nossa sede (Homilia 3º Domingo da Quaresma – Ano A)

Somente Deus mata nossa sede “Todo aquele que bebe desta água terá sede de novo.  Mas quem beber da Água...
Read More
Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

Evangelização e acolhida do sopro do Espírito

“Ai de mim se seu não evangelizar” (1 Cor 9,16). A Evangelização na cidade tem inúmeros e grandes desafios, de modo...
Read More
Animados pelo amor de Cristo

Animados pelo amor de Cristo

  Voltemos nosso olhar para as grandes cidades, com diversos contrastes, dificuldades, colocando-nos frente a inquietantes questões. Entre elas, como...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: