Todo povo vem cantar

“Todo povo vem cantar, jovem, velho e criança, nossa igreja Jubilar, vive cheia de Esperança…” Pe. José Adriano (refrão jubilar dos 25 anos da diocese).

É com esse clima de festa que o coração já pulsa de alegria para acolher, no dia 14 de Setembro, o 4º bispo titular da Diocese de Guanhães, Dom Otacilio Ferreira de Lacerda, cujo lema é” Para mim viver é Cristo”.
O bispo é aquele que reúne o rebanho e o conduz ao Bom Pastor que é Cristo. Nossa Diocese instalada em 1º de Maio de 1986, solenemente quis com Dom Felippe evangelizar na Presteza de Maria. Durante bom tempo, viram cair no solo do coração fiel do povo de Deus as reflexões que seu primeiro bispo lhes dirigia como pastor e guia. Claro! A menina dos olhos de dom Felippe já brilhava como a sua pupila no serviço ao reino de Deus concretizado na pessoa dos necessitados da Boa Nova.
Ora, a presteza de Maria foi propagada nessas terras benditas não só em palavras, mas no silêncio falante do testemunho do primeiro bispo. Deus lhe inspirou um bom propósito e ele o cumpriu até o dia em que o Pai lhe convidou a participar do banquete celeste. Seguindo esse ministério fecundo, quis o Espírito Santo de Deus enviar à Diocese como segundo bispo, Dom Emanuel Messias de Oliveira, providentemente, “a serviço da Misericórdia”. Junto ao seu presbitério e ao seu rebanho, viu como era importante dizer: “sou batizado, membro do povo de Deus na Diocese de Guanhães” e assim foi feito.
Em seguida, Dom Jeremias Antonio de Jesus entrou nessa barca com uma caminhada realizada. Quis fazer de seu ministério terreno fecundo a vontade do Pai, ou seja, que ela se cumprisse independente de seu querer humano. Viu-se traduzir então em gestos o desejo do seu lema inspirado na santíssima Virgem. O caminho apresentou seus desafios, mas também suas roseiras que trouxeram alegrias. Seu ministério em Guanhães presenciou a gestação de dois filhos do clero que foram sagrados bispos para continuar a missão dos apóstolos: Dom Marcello Romano, para a diocese de Araçuaí (Fazer o Amor ser amado) e Dom Jacy Diniz Rocha (Em atenção à tua palavra) para a diocese de Cáceres-MT.
O caminho de evangelização não pode parar e, para isso, é preciso que a luz d’Ele brilhe no meio do rebanho sobre o zelo de alguém que continue a clamar pela Verdade e nela caminhe. O agradecimento carinhoso do povo de Deus e do corpo evangelizador da Diocese a dom Darci José Nicioli; presença concreta e paterna com o presbitério, com os diáconos e seminaristas, bem como com o povo de Deus. Dom Darci ajudou no silêncio orante de seu carisma a preparar esta festa que já acontece nos corações dos fiéis desde a nomeação feita pelo santo Padre, o Papa Francisco, como administrador apostólico. De lá até esses dias, tudo flui e se encaminha para a organizada e carinhosa acolhida ao novo pai e irmão, o pastor e guia dessa pequena porção do povo de Deus que é a diocese de Guanhães.
Oh! Tempo profícuo à reflexão do espírito de pertencer ao rebanho de Cristo presente nesta região santa. A história de fé do povo, marcada pela ação incansável dos leigos nos trabalhos de engajamento pastoral, resulta na mais profunda manifestação de amor e carinho para com o anúncio do Reino. Os sacerdotes comprometidos em qualidade com a causa da missão exercem seu múnus de servidores do evangelho. Seminaristas se formam segundo o coração de Jesus levando em conta a identidade missionária de sua diocese. E o povo de Deus caminha à luz do Cristo também no testemunho de seus ministros.
Que alegria será quando o báculo (símbolo do serviço pastoral do bispo) for entregue àquela mão que apontará o caminho a seguir! Preparemo-nos, pois, irmãos e irmãs, para bradarmos juntos, Gloria in excelsis Deo.

 Seja bem-vindo, Dom Otacilio!

Filipe Ferreira Coelho
2º Ano de Teologia
Paróquia Nossa Senhora Aparecida/Guanhães.

A Palavra do Pastor
Graça, gratidão e gratuidade (Homilia 28º Domingo Tempo Comum – ano C)

Graça, gratidão e gratuidade (Homilia 28º Domingo Tempo Comum – ano C)

Graça, gratidão e gratuidade   “...Um deles, ao perceber que estava curado, voltou glorificando a Deus em alta voz; atirou-se...
Read More
Anjos que não vejo e anjos que vejo!

Anjos que não vejo e anjos que vejo!

A Igreja celebra, no dia 02 de outubro, a Memória dos Anjos de Guarda (Ex 23,21-23; Salmo 91; Mt 18,1-5.10)....
Read More
É missão das Paróquias resplandecer a luz divina

É missão das Paróquias resplandecer a luz divina

"Eles eram perseverantes no ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna, na fração do pão e nas orações” (At 2,42) Em...
Read More
O Rico e o Pobre (homilia do 26° Domingo Comum)

O Rico e o Pobre (homilia do 26° Domingo Comum)

A Parábola do rico e do pobre Lázaro Quem são os “Lázaros” de nosso tempo? A Liturgia do 26º Domingo...
Read More
“Enviados para anunciar a Boa Nova”

“Enviados para anunciar a Boa Nova”

                                      “Ai...
Read More
0 0lhar do Amado…

0 0lhar do Amado…

"Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e colocou-a como sinal sobre uma haste.Quando alguém era mordido por uma serpente,...
Read More
A Cruz e o caminho da santidade     

A Cruz e o caminho da santidade     

A Cruz e o caminho da santidade                      Celebramos dia 14 de setembro a Festa da Exaltação da Santa Cruz,...
Read More
Homilia do 24º Domingo do Tempo Comum – ano C

Homilia do 24º Domingo do Tempo Comum – ano C

“Entremos na Alegria do Pai” Com a Liturgia do 24º Domingo do Tempo Comum (Ano C), somos convidados a contemplar...
Read More
Homilia do 23º Domingo Comum – Dom Otacilio

Homilia do 23º Domingo Comum – Dom Otacilio

Amor e ardor na fidelidade ao Senhor! (Homilia 23º Domingo Tempo Comum - ano C) A Liturgia do 23º Domingo...
Read More
Curta Nossa Fanpage:

Empresas que possibilitam este projeto: