Encontro de Coordenadores Diocesanos de Catequese do Regional leste II

“Tornar-se alimento: um itinerário Bíblico-Eucarístico de conversão” foi o tema principal do Encontro de coordenadores diocesanos de catequese, iniciado na quinta-feira, 15 de agosto, até às 12h do dia 18. Participaram  95 pessoas de 27 (Arqui)Dioceses do Regional.

A Diocese de Guanhães foi representada pelo padre assessor da Pastoral Catequética Pe Osmar Batista Siqueira e pelas coordenadoras da Comissão Diocesana: Eliana Alvarenga, Eni Menezes e Vera Pimenta.

No dia 15 de agosto, quinta-feira, às 19h30, o encontro iniciou-se com a acolhida e apresentação dos coordenadores, encaminhamentos e encerrando-se com a Celebração, quando os coordenadores colocaram flores ao lado da Cruz, oferecendo ao Senhor, as dores e as alegrias da Pastoral Catequética em suas  Dioceses.  Dom Marco Aurélio Gubiotti, bispo da diocese de Itabira/Coronel Fabriciano,  presidente eleito para assessorar a Comissão Bíblico-Catequética no Regional Leste II, esteve presente na Abertura e na sexta-feira, que iniciou-se às 7h, com a Celebração Eucarística presidida por ele. Na primeira parte da manhã, Lucimara apresentou a síntese dos relatórios da catequese enviados pelas dioceses, através de respostas às perguntas de um formulário eletrônico enviado pelo regional.

Após o cafezinho das 10h, o secretário executivo de Campanhas da CNBB, Pe. Patriky Samuel Batista fez apresentação sobre as DGAE e a catequese. Ao final da exposição, ele apresentou através de um breve esboço, as ideias para a CF- 2020 que terá o tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”, inspirado no bom samaritano.

Dom Marco Aurélio comentou “Vejo que algumas pessoas colocam em dúvida o trabalho desenvolvido a partir da campanha da fraternidade e nós temos que estar preparados para os  questionamentos, demonstrando a relevância de suas ações catequéticas”.

A coordenadora da Comissão Regional de Catequese, Lucimara Trevizan, falou  sobre a importância da CF para as práticas catequéticas e que devemos nos empenhar em divulgá-la amplamente.  Lucimara disse que  alguns  coordenadores e catequistas não têm conhecimento do material  da campanha da fraternidade para encontros catequéticos  com crianças e adolescentes, o que é uma pena porque é um ótimo material.

Após o almoço, Pe. Luiz Henrique Eloy e Silva apresentou o tema: O Querigma na Catequese. Através de um estudo etimológico, bíblico, teológico e pastoral ele apresentou a evolução do querigma nas sagradas escrituras .

Às 19h30,  Cícera Botelho,  jovem que atua na Pastoral da Juventude e Pastoral Universitária da PUC Minas apresentou o Sínodo dos Bispos sobre as juventudes e a relação com a catequese. Ela mostrou como os bispos refletiram sobre as juventudes e quais encaminhamentos foram tomados a partir da EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT DO SANTO PADRE FRANCISCO AOS JOVENS E A TODO O POVO DE DEUS. Destacou o nº 299:  “Queridos jovens, ficarei feliz vendo-vos correr mais rápido do que os lentos e medrosos. Correi «atraídos por aquele Rosto tão amado, que adoramos na sagrada Eucaristia e reconhecemos na carne do irmão que sofre. O Espírito Santo vos impulsione nesta corrida para a frente. A Igreja precisa do vosso ímpeto, das vossas intuições, da vossa fé. Nós temos necessidade disto! E quando chegardes aonde nós ainda não chegamos, tende a paciência de esperar por nós»”. Afirmou que nesse sínodo houve um grande avanço, com a participação dos jovens de diversos países e a utilização de formulários eletrônicos, transmissão e participação de todos que quiseram através das redes sociais, com perguntas e sugestões.

No dia 17 de agosto, sábado, às 8h, Pe. Francys Silvestrini Adão SJ com o tema” Tornar-se alimento: um itinerário Bíblico-Eucarístico de conversão levou o grupo a momentos fortes de reflexão: O catequista não possui a água, mas partilha com o  catequizando o que é a sede. Toda vida é pão! Todas as pessoas recebem dos outros, a sua entrega e doação. Somos “ doação”. Damos, mas também recebemos! Somos sal na vida do outro e o sal  não é o ingrediente principal, é só um elemento que desaparece ao ser acrescentado – “ele é serviço”. O mesmo acontece com o fermento: é só um elemento acrescentado aos ingredientes principais. Sou “sal” e “fermento” na vida do outro e o outro é “sal” e “fermento” na minha vida. Jesus convida a cada um de nós a ser como Deus nas “relações alimentares”. 

Ao final da tarde, uma linda surpresa: visita da querida “sempre, catequista de catequista” Inês Brochuis. Coordenadores  presentes que a conheciam ficaram emocionadíssimos.

À noite, a turma ouviu encantada a uma contação de histórias, por uma catequista de Belo Horizonte e Solange do Carmo, professora da PUC Minas apresentou seus livros de poesias, crônicas e de histórias infantis e depois ajudou o grupo, juntamente com sua equipe a “ cair no forró”. Foi um momento de  confraternização regada a caldos e doces.

No dia 18 de agosto, domingo, após a Missa, foi realizada a avaliação geral do encontro e depois , Lucimara Trevizan (coordenadora da Comissão para Animação Bíblico-Catequética do Regional Leste II)   fez os encaminhamentos, ouviu  sugestões do grupo, passou informações e orientações sobre o IRPAC e o  Novo Curso de coordenadores.

Falou da importância dos catequistas acompanharem e divulgarem mais as ferramentas de formação oferecidas aos catequistas e coordenadores:  a revista  virtual https://catequesehoje.org.br/e o facebook do Catequese Hoje.

O grupo saiu “alimentado”, fortalecido e motivado para continuar sua missão em suas dioceses.

Mais informações em: https://www.cnbbleste2.org.br/noticia/encontro-regional-reune-catequistas-de- http://www.catequesedobrasil.org.br/

Pascom/ Guanhães

A Palavra do Pastor
Servidores da Paz e do Amor Pleno – Jesus (Homilia 7º Domingo Tempo Comum- ano A)

Servidores da Paz e do Amor Pleno – Jesus (Homilia 7º Domingo Tempo Comum- ano A)

Servidores da Paz e do Amor Pleno – Jesus “...Bem-aventurados os mansos porque herdarão a terra... Bem aventurados os que...
Read More
A graça de ser Padre

A graça de ser Padre

“Irmãos, cuidai cada vez mais de confirmar a vossa vocação e eleição. Procedendo assim, jamais tropeçareis. Desta maneira vos será...
Read More
Só Deus nos garante a verdadeira felicidade ( Homilia 6º Domingo Tempo Comum – Ano A)

Só Deus nos garante a verdadeira felicidade ( Homilia 6º Domingo Tempo Comum – Ano A)

  Só Deus nos garante a verdadeira felicidade "Enquanto o amor humano tende a apossar-se do bem que encontra no...
Read More
Sejamos Sal e luz na planície do quotidiano ( Homilia do 5º Domingo do Tempo Comum- Ano A)

Sejamos Sal e luz na planície do quotidiano ( Homilia do 5º Domingo do Tempo Comum- Ano A)

Sejamos Sal e luz na planície do quotidiano ... quando atraímos o olhar de todos para Deus, e não para...
Read More
Festa da Apresentação do Senhor: Jesus Cristo é a nossa Luz e Salvação ( Homilia- Domingo 02 de fevereiro)

Festa da Apresentação do Senhor: Jesus Cristo é a nossa Luz e Salvação ( Homilia- Domingo 02 de fevereiro)

“Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma” ( Lc 2,35) No dia 2 de fevereiro, celebramos a Festa...
Read More
Ser Padre: missão de resplandecer a luz de Cristo no rosto da Igreja

Ser Padre: missão de resplandecer a luz de Cristo no rosto da Igreja

“O Concílio deseja ardentemente iluminar todos os homens com a claridade de Cristo, luz dos povos, que brilha na Igreja,...
Read More
Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

No 3º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre o Projeto de Salvação e de Vida plena que Deus...
Read More
FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

As novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil (2019-2023), Documento nº. 107 da Conferência Nacional do Brasil  (CNBB), nos apresentam...
Read More
Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a Luz das Nações “Melhor é calar-se e ser do que falar e não ser. Coisa...
Read More
Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

  O Batismo do Senhor é apresentado de diferentes modos: os Evangelhos de São Marcos e São Lucas apenas fazem...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: