8° Encontro Mineiro das Comunidades Eclesiais

 O 8° Encontro Mineiro das Comunidades Eclesiais  aconteceu no final de semana , nos dias 19 a 21 de julho  em Ipanema, Diocese de Caratinga MG com o  tema : Os desafios de uma Igreja em saída na construção da Sociedade do Bem Viver e Conviver. A nossa Diocese participou com  quinze representantes: Águeda Maria Coelho Perpétuo, Maria da Conceição G. Souza, Geraldo Magela Soares, Marta Maria Dias Pereira, Maria Ângela Coelho de Magalhães, Néria Ester Leite, Diana Maria Coelho Figueiredo, Edmilson Pereira de Miranda ( Virginópolis); Ivone do Rosário Nascimento , José dos Passos Mateus e Leonardo dos Santos ( Paulistas); Alessandro Gomes Alexandre ( São Pedro do Suaçuí); Luís Carlos Pinto ( Guanhães/ Paróquia São Miguel e Almas) ; Maria Madalena dos Santos Pires( Guanhães/ Paróquia Nossa  Senhora Aparecida-Pito) e Francisco Salvador de Moura (Materlândia).

Foram três dias de estudo, celebração, espiritualidade e encaminhamentos para a ação pastoral dessas comunidades. A assessoria do encontro ficou a cargo do Pe. Alfredo Gonçalves, missionário scalabriniano, atualmente residente no Rio de Janeiro, conhecido como Pe Alfredinho e Sônia Gomes de Oliveira, de Montes Claros e atual presidenta do Conselho Nacional do Laicato do Brasil.

Aconteceram oficinas com os seguintes eixos temáticos : Superação da Violência, Políticas Públicas, Agroecológia, Plantio das águas, Direitos Humanos, Juventude, entre outras. O encontro aconteceu em uma escola e creche da cidade. As famílias da paróquia de Ipanema acolheram os participantes. Na avaliação dos participantes, o encontro foi de muita importância para que a nossa Diocese possa reorganizar e incentivar   o trabalho de nossas CEBs, atendendo assim o apelo do Papa Francisco de sermos uma Igreja em saída e presente na vida e história de nosso povo. O grupo assumiu o compromisso de se reunir em 17 de agosto, para avaliação e encaminhamentos das ações em nossas paróquias.

 O 9° Encontro Mineiro das Comunidades Eclesiais  ficou definido para a Diocese de Guaxupé.

Conclusões finais: 

Origem. De onde viemos? Da paixão pela Boa Nova de Jesus Cristo. Somos enamorados por essa proposta. O Reino de Deus e os pobres são o centro da mensagem de Jesus.
Caminho. Onde vamos? Redes de parcerias e saberes. Mecanismo de participação popular, aprendendo com medicina alternativa, com a internet e as redes sociais. Nesse caminho fazemos nossas cartilhas para trabalharmos a juventude, a reforma da previdência, agroecológica. Somos chamados a recriar a Boa Nova de Jesus.
Horizonte: Para onde vamos? Viemos da Palavra de Deus e das inspirações do pobres. Precisamos criar alternativas para o Capitalismo. A saúde através da medicina alternativa. Buscando o bem viver e não o viver bem. Reciclar é selecionar os valores que estão entre nós. Valorização das culturas de todos os povos. O intercâmbio do campo e da cidade. Defender a biodiversidade. Buscar espaços de produção alternativos. O que produzir, para quem produzir e por que produzir. Agricultura sem agrotóxico. Realizar encontro de comunicadores e atualizar nossa forma de linguagem. Rever a política de mineração. Ação de repúdio a Reforma da Previdência e a eliminação de políticas públicas.

Igreja em saída: quando o povo não vai à igreja, a igreja deve ir ao povo. Uma nova relação com a história com o mundo e com os irmãos.

Encaminhamentos: Estar atentos a legislação de Minas sobre Coleta Seletiva que vencerá em agosto.
Incentivar o uso das plantas medicinais para atendimento nas farmácias municipais.

1 5º  Intereclesial – acontecerá em Rondonópolis Mato Grosso em 2022.
2021 Reunirão Minas, Espírito Santo e Rio de Janeiro preparando o 15º.
22ª Romarias das Águas e da Terra em Uberaba.

Agradecimentos: 

Ao Padre Dilton Maria Pinto pela iniciativa de custear, através da paróquia Santa Maria Eterna, a metade do valor dos gastos com o transporte e aos demais padres e nossa Diocese que investiram para que estivéssemos presentes nesse 8° Encontro.

Os nossos agradecimentos e nosso compromisso de servir a nossa igreja.

Alessandro Gomes Alexandre

Pela equipe

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: