Mensagem do Papa para o 53º. Dia Mundial para as Comunicações Sociais – por Dom Darci José Nicioli

      Todos os anos, desde o Concílio Vaticano II, é publicada uma especial mensagem abordando temas relevantes no âmbito da comunicação, sempre na festa Ascensão do Senhor.

Neste ano, o Papa Francisco traz como tema para a reflexão que “somos todos membros uns dos outros” (Ef 4,25) e nos exorta a progredir em nosso agir comunicacional “das comunidades em redes sociais à comunidade humana”. Todo homem e toda mulher é um “ser-em-relação”; naturalmente ansiamos vencer a solidão e viver solidariamente. E nesse sentido, os meios de comunicação tradicionais (rádio, TV e imprensa) e a Social Web, as redes sociais, através das quais estamos conectados, podem prestar fundamental serviço à comunhão, à fraternidade, para vencer os mecanismos de morte que dividem e matam.

Observa o Papa que as redes sociais têm muito de positivo enquanto nos une em comunidade, promove a escuta recíproca, o diálogo construtivo, a informação, a corresponsabilidade pelo outro e pelo bem comum. Por outro lado, também, constitui enorme desafio. Há o perigo, diz o Papa, de sermos “eremitas sociais” quando o internauta se limita a grupos de interesses, fechado em suas próprias verdades, considerando o outro como inimigo somente porque pensa diferente. E os jovens e adolescentes, devido à forte presença nas redes sociais, acabam por ser os mais vulneráveis.

Nesse sentido, o Papa Francisco, na mensagem deste ano, convoca todos os cristãos – pois nós somos comunicação! – também os responsáveis pela mídia e todos os profissionais da comunicação, a reencontrar a verdadeira identidade comunitária da Social Web.

Trabalhemos, pois para o uso e regulamentação de uma rede on-line livre, aberta, segura, para a verdade é a paz!

Dom Darci José Nicioli, CSSR

Arcebispo de Diamantina e Administrador Apostólico de Guanhães

Curta Nossa Fanpage:

Empresas que possibilitam este projeto: