XXVI ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DO LAICATO DO BRASIL – CNLB

A Arquidiocese de Uberaba acolheu nos dias 03 a 05 de maio de 2019 a 26ª Assembleia Geral e Ordinária do Conselho Nacional de Leigos do Brasil – CNLB-LESTE II-MG/ES

O Encontro foi a assessorado por padre Alfredo J. Gonçalves, sacerdote scalabriano,  cujo lema foi :“Vós sereis minhas testemunhas”  e tema: “O agir dos Cristãos Leigos e Leigas, do Vaticano  II ao Papa Francisco”. Padre Alfredo, na análise de conjuntura, desenvolveu reflexões cujas janelas nos permitiram visualizar um contexto sócio-econômico-político de “crise” tanto mundial como local e/ou pessoais onde a individualidade é predominante, o que nos coloca em encruzilhadas de onde somos chamados a posicionarmos  diante de muitas  alternativas colocadas. Não deixemos a crise nos estagnar. Voltemos às origens do Evangelho e lá bebamos da Fonte da Água Pura, como os primeiros cristãos que, sacudidos pelo Espírito Santo,  romperam o saudosismo de um projeto, aparentemente morto, abriram  as portas fechadas e saíram  revigorados. Crises nos interpelam a recriarmos, reinventarmos novos  caminhos.

Conforme a pauta do encontro/assembleia – além dos momentos de formação e oração -, elegeram-se os delegados e delegadas ao VII Encontro Nacional do Laicato do Brasil, a realizar-se em Cuiabá, de 20 a 23 de junho, como também a prestação de contas do ano de 2018.

Além dos cristãos leigos e leigas das dioceses das arqui (dioceses) de Belo Horizonte, Cachoeiro do Itapemirim, Campanha, Caratinga, Colatina, Coronel Fabriciano/Itabira, Diamantina, Divinópolis, Guanhães, Leopoldina, Mariana, Montes Claros, Pouso Alegre, São Mateus, Teófilo Otoni, Uberaba e Uberlândia, participaram do encontro o Monsenhor Célio Pereira de Lima – coordenador de pastorais da arquidiocese de Uberaba – e padre Patrício Geraldo Fialho, da Diocese de Caratinga. Leci C. Nascimento, presidente do CNLB LESTE II, conduziu os trabalhos, assessoria dos membros da presidência do Regional e preparado pelos cristãos da diocese de Uberaba, totalizando cerca de 70 pessoas. Da Diocese de Guanhães, participaram Mariza Pimenta e Maria Madalena Pires, da equipe de criação do Conselho Diocesano de Leigos.

Maria Madalena Pires e Mariza Pimenta – Diocese de Guanhães.

“VÓS SEREIS MINHAS TESTEMUNHAS” (At 1,8)

“O agir dos Cristãos Leigos e Leigas, do Concílio Vaticano II ao Papa Francisco” foi o ponto de partida para a reflexão no ENCONTRO DO LAICATO  EM SUA XXVI ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DO CONSELHO NACIONAL DO LAICATO DO BRASIL – CNLB LESTE II – MINAS E ESPÍRITO SANTO, realizada em Uberaba (MG), de 3 a 5 de maio de 2019, no Centro de Pastoral João Paulo II, Arquidiocese de Uberaba.

Com a participação de Cristãos Leigos e Leigas das arqui(dioceses) de Belo Horizonte, Cachoeiro do Itapemirim, Campanha, Caratinga, Colatina, Coronel Fabriciano/Itabira, Diamantina, Divinópolis, Guanhães, Leopoldina, Mariana, Montes Claros, Pouso Alegre, São Mateus, Teófilo Otoni, Uberaba e Uberlândia, como também do padre Patrício Fialho– da diocese de Caratinga – e Monsenhor Célio Pereira de Lima – Coordenador de Pastorais da Arquidiocese de Uberlândia -, padre Alfredo J. Gonçalves, sacerdote scalabrino, assessorou o encontro fazendo uma análise de conjuntura.

Padre Alfredinho, como é carinhosamente chamado, ressaltou a importância da participação dos cristãos leigos e leigas na Igreja e na Vida Política:

. Em tempos de crise, é preciso retornar à Boa Nova de Jesus, aos critérios do Evangelho, para vencer os desafios; alguns setores da Igreja estão indo na contramão dos ensinamentos do Mestre;

. O problema não é ser contra a Política, mas ser contra a maneira de fazer política; o cristão leigo é aquele que, a partir do Evangelho de Jesus, vai “fermentar a massa da Sociedade”;  imitar é a pior forma de seguir, é uma forma de trair;

. O Reino de Deus tem suas raízes na “não fronteira”; o “não lugar” é o melhor lugar para lançar as sementes do “novo lugar”, o Reino de Deus;

. A Cruz tem que nos levar à encruzilhada, às periferias da Sociedade; é preciso ouvir o pobre; muita gente fala em ir às fontes, mas que sejam as fontes da Verdade (prática) de Jesus (das primeiras comunidades aos apóstolos que saíram para anunciar a Ressurreição).

. É preciso avançar nas formas de Ser Igreja; que sejamos a Igreja Viva de Jesus, testemunhando seus ensinamentos em todos os lugares.

(Os vídeos das palestras do padre Alfredinho estão na página do CNLB LESTE II; acessem, saibam mais).

Cristã leiga, de Montes Claros, Leninha – Deputada Estadual em Minas Gerais – também participou do evento e partilhou seu testemunho de atuação na Igreja e na Política, seus desafios numa sociedade capitalista onde o pobre não tem vez e nem voz. Recordando que “A Política é a forma mais perfeita da caridade”. (Papa Pio XI).

Tendo em vista que o leigo é aquele que, a partir do Evangelho, vai “fermentar a massa da Sociedade”, “Ser Sal da Terra e Luz do Mundo” e “Vós sereis minhas testemunhas” At 1,8, é que os trabalhos do ENCONTRO DO LAICATO DO LESTE II e XXVI ASSEMBLEIA DO CNLB foram conduzidos pela presidente do Regional Leste II, Lecy C. Nascimento. Além dos momentos de formação e reflexão, de acordo a pauta, fez-se a prestação de contas de 2018 e  Eleição de 10 delegados para participarem da ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA do 7º ENCONTRO NACIONAL, a realizar-se em Cuiabá, de 20 a 23 de junho.

 A todo momento “Deus chama a gente pra um momento novo de caminhar junto com seu povo. É hora de transformar o que não dá mais…”

Agradecimentos a todos, que se “puseram a caminho” e contribuíram para mais um ENCONTRO DE IRMÃOS E IRMÃS; que acreditam que “nosso agir, na Igreja e na Sociedade, irradia vida e esperança para toda a humanidade”. “Não deixemos que nos roubem a esperança”.(Papa Francisco). Ações concretas, sinais de esperança, nos animam e fortalecem na caminhada com Jesus de Nazaré. “É preciso colocar as lamparinas em lugares mais altos para que iluminem melhor”.(Mt 5,15).

Mariza Pimenta – Equipe de Comunicação do CNLB-Leste II.

06/o5/2019

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: