UM SANTO DESCENDENTE DO BLUETOOTH

Quem nunca ouviu falar de Bluetooth? Bluetooth é uma norma de comunicações que permite a troca bidirecional de dados a curta distância, servindo-se de ondas de rádio UHF; tem por objetivo simplificar as conexões entre aparelhos eletrônicos, suprimindo os cabos e fios. O termo advém do apelido dado a Haraldo I, Rei da Dinamarca, que possuía um dente de cor azulada, e é uma homenagem a ele que foi o primeiro rei viking católico no século X.

O nome foi proposto pelo engenheiro Jim Kardach em 1996, como homenagem ao rei Haraldo I que reuniu os povos da Dinamarca e unificou o país. O símbolo da conexão Bluetooth são as duas primeiras letras rúnicas do nome do homenageado. Haraldo Bluetooth é o pai de Sveno I, que é o pai da princesa Astrid Svendsdotter, mãe de Sveno II, Rei da Dinamarca, que por sua vez é o pai de São Canuto IV, Rei da Dinamarca, martirizado em 1086. Dia 19 de janeiro, a Igreja celebra o martírio deste descendente do Bluetooth.

Como cristão modelar, o rei Canuto IV, acompanhado de pequeno séquito, rezava na igreja de Santo Albano, em Odense, pelo sucesso de uma expedição, quando foi surpreendido por um bando de pagãos revoltados em maior número. Os sediciosos se lançaram sobre o rei, mataram-no e a alguns dos seus, derramando sangue humano numa igreja, o que é um sacrilégio terrível e uma profanação no senso próprio do termo, que torna a igreja interditada para ofícios litúrgicos, necessitando reconsagrá-la.

São Canuto IV é padroeiro da Dinamarca e foi muito venerado em seu país até que o absolutismo, aliado ao paganismo da Renascença, criou o protestantismo, que separou a Dinamarca da Igreja. Mas essa história ainda não acabou, sobretudo não na Dinamarca, o país do BLUETOOTH, o primeiro rei viking católico.

 

Marcelo de Souza e Silva

Curta Nossa Fanpage:

Empresas que possibilitam este projeto: