Maria, mãe intercessora, modelo de mulher apostólica, discípula e missionária

O primeiro milagre realizado por Jesus, a transformação da água em vinho em Caná da Galileia, aceito pela Igreja católica, marca o início da vida pública de Jesus e destaca a preocupação de Maria com o bem-estar das pessoas e a autoridade da mãe sobre seu filho já adulto.

Maria, sentindo-se tocada pelo constrangimento a que os noivos foram submetidos devido à falta de vinho na festa do casamento, pede a Jesus para interferir e ajudar a resolver a situação. Primeiramente, ele vacila: “Ainda não é chegada a minha hora…” Ela insiste  e Ele a atende.  Segundo Dom Filippo Santoro, “Maria educou Cristo a ter essa ternura, esse coração aberto diante da necessidade do outro, especialmente dos pobres”.  “Ao fazer o Senhor se comover com o infortúnio do casal nas bodas, ela acelerou um processo”.

Maria intercessora traz presente nesse fato o amparo, cuidado e proteção diante da necessidade do outro, tornando-a modelo e exemplo para todos nós, discípulos missionários do Reino. Assim como Maria, na Visitação à sua prima Santa Isabel, deveremos levar conforto, solidariedade, consolação e práticas promovedoras do bem-estar de todos. Como Maria “caminheira”, Mãe da solidariedade, devemos saber ler e celebrar no Magnificat o que Deus faz em favor dos pobres e oprimidos, conclamando uma sociedade mais justa e mais fraterna.

Na CF-2019, a Igreja busca estimular a participação em Políticas Públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade, e, como Maria, assumirmos o nosso protagonismo no serviço ao Reino, lutando por políticas públicas que resgatem a cidadania e façam valer os direitos sociais. Que nós, aprendizes na Escola de Maria, possamos ser de fato luz do mundo, sal da Terra, fermento transformador do mundo, sinais de esperança, justiça e solidariedade.

Eliana Maria de Alvarenga Guimarães

A Palavra do Pastor
Presbíteros testemunhas da mansidão e da doçura

Presbíteros testemunhas da mansidão e da doçura

    Ajudai, Senhor, a fim de que todos os presbíteros mantenham a mansidão e a doçura, virtudes tipicamente cristãs,...
Read More
O Presbítero e os meios de comunicação social

O Presbítero e os meios de comunicação social

Sobre a missão dos Presbíteros nos meios de comunicação social, sobretudo neste tempo que estamos vivendo, em que se multiplica...
Read More
Cidades mais humana

Cidades mais humana

   “Eu vi Satanás cair do céu, como um relâmpago” (Lc 10,18) É sempre oportuno e necessário refletir sobre a...
Read More
Ensina-me, Senhor, a perdoar como Vós perdoastes

Ensina-me, Senhor, a perdoar como Vós perdoastes

                                       ...
Read More
“Graça, misericórdia e paz”

“Graça, misericórdia e paz”

Reflexão à luz da passagem da Carta do Apóstolo Paulo a Timóteo (1 Tm 1, 1-2.12-14). Retomo os dois primeiros...
Read More
“A caridade é a plenitude da Lei”

“A caridade é a plenitude da Lei”

“O amor não faz nenhum mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento perfeito da Lei.” (Rm 13,10) Com...
Read More
Pães ázimos de pureza e verdade

Pães ázimos de pureza e verdade

“Assim, celebremos a Festa, não com velho fermento, nem com fermento da maldade ou da perversidade, mas com os pães...
Read More
Urge que ampliemos os horizontes da evangelização!

Urge que ampliemos os horizontes da evangelização!

De modo especial, dedicaremos o mês de setembro à Sagrada Escritura. Procuremos valorizá-la cada vez mais em nossas comunidades, sobretudo...
Read More
Cristãos leigos e leigas perseverantes no amor

Cristãos leigos e leigas perseverantes no amor

Vivendo o terceiro ano Vocacional, reflitamos sobre a graça da missão realizada pelos cristãos leigos e leigas na obra da...
Read More
“Presbítero segundo o Coração de Jesus”

“Presbítero segundo o Coração de Jesus”

Uma reflexão sobre o ministério e a vida do presbítero, à luz dos parágrafos 191-204, do Documento de Aparecida (2007),...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: